Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

Confira as cinco criptomoedas que mais se valorizaram em novembro

Semana Curta, Mas Intensa

br.investing.com/analysis/semana-curta-mas-intensa-200443117
Semana Curta, Mas Intensa
Por Julio Hegedus Netto   |  06.07.2021 08:54
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Segunda-feira foi “dia de realização” no mercado doméstico, diante da baixa liquidez e do feriado nos EUA (Independence Day). Pesou, também, a cena política conturbada, depois de divulgadas gravações de uma ex-cunhada do presidente Jair Bolsonaro envolvendo-o em “rachadinhas” quando deputado federal. Repercutiu, também, a perda de popularidade em pesquisa recente da CNT/MDA. Nesta, a aprovação positiva do governo recuou de 33% em janeiro passado para 27,7%, pior patamar desde o início do mandato. Já pela pesquisa estimulada para e eleição de 2022, Lula apareceu com 41,3% contra 26,6% de Bolsonaro. 

O “estranho” aqui foi o “porquê” de só agora resolver-se denunciar o presidente pela prática de “rachadinha”. Consideramos, aliás, controverso este tema, até porque é prática comum nas casas legislativas do Brasil. Todos os deputados, senadores e vereadores a praticam. Até partidos de esquerda, nos seus estatutos, estipulam seu uso como “doação por parte dos companheiros para o “partido”. Vê se pode? Dinheiro público! Esta, e tantas outras, me parece mais uma “falsa” crise neste governo, que sempre responde muito mal. Segue a estratégia de alguns de fazer “sangrar” o governo Bolsonaro.  

Em paralelo, Arthur Lira segue tocando a agenda de reformas, junto com Paulo Guedes, a decidir pela prorrogação dos auxílios emergenciais e pela reformulação do Bolsa Família. 

Neste clima político açodado, o Ibovespa fechou o dia em queda, depois da forte alta de 1,56% na última sexta (02). Recuou 0,55%, a 126.920 pontos. No mercado de juros futuro, as taxas seguem pressionadas. O DI para janeiro de 2022 subiu sete pontos-base, a 5,73%, o DI para janeiro de 2023, a 7,16%, o DI para janeiro de 2025, a 8,22% e o DI para janeiro de 2027, a 8,66%. Já o dólar comercial subiu 0,68%, a R$ 5,088. No exterior o dólar também operou sem uma “direção única” em relação a moedas rivais, com volume baixo de negociações em meio ao feriado do Dia da Independência. O índice DXY, que mede a variação do dólar ante seis pares, subiu 0,20%, aos 92,411 pontos.

Nesta terça-feira, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) deve convocar a instalação da Comissão Mista de Orçamento (CMO) e, na Câmara dos Deputados, líderes se reúnem para ajustes nos textos das fases da Reforma Tributária com o intuito de iniciar a votação antes do recesso. Cabe observar que o mercado segue reagindo muito mal a esta reforma, nos pontos que tratam do aumento da taxação sobre lucros e dividendos (20%) e no fim do JCP. Em paralelo, novos depoimentos nos esperam na CPI da Covid. Mais crise pela frente. 

Em paralelo, a pesquisa Focus desta semana apresentou alta marginal nas projeções do PIB para 2021, de 5,05% para 5,18%, e em 2022, para 2,10%, contra 2,11% na semana anterior. Com a decisão da Aneel sobre a mudança de preço da bandeira Vermelha 2 em 52% e a espera pelo resultado do IPCA de junho nesta 5ª feira, o IPCA para 2021 avançou novamente, para 6,07%, e para 2022, recuou na margem para 3,77%. Além disso, a taxa Selic ficou estável em 6,50% para 2021 e subiu para 6,75% em 2022. A expectativa de taxa de câmbio para o final de 2021 apresentou um leve recuo para R$ 5,04. 

Nesta quinta-feira estejamos atentos ao IPCA de junho, previsto em 0,6%, com a desaceleração impulsionada por uma menor pressão na margem dos preços administrados (energia elétrica e combustíveis) e por serviços. Temos também o IGP-DI de junho na quarta-feira, previsto em 0,22%, desacelerando frente a maio, consequência do recuo dos preços das commodities no mês. Adicionalmente, também temos dados de vendas no varejo restrito e ampliado referente a maio.

Nos EUA, toda atenção para as declarações de alguns diretores do Fed a reforçarem o posicionamento hawkish, mais agressivo, antecipando suas expectativas de elevação da taxa de juros para antes do que espera o mercado. A Ata do FOMC de junho, a ser divulgada nesta quarta-feira, deve trazer mais detalhes sobre o início do debate de redução de estímulos monetários e as expectativas sobre a economia. 

Adicionalmente, enquanto dados econômicos mistos apontam que o pico do crescimento dos EUA pode já ter passado, os dados do payroll retomam tendência altista e a inflação sinaliza aceleração, apesar do diagnóstico transitório, e pode desafiar o Fed a definir o melhor momento para iniciar o tapering (redução da compra de ativos pelo Fed). Toda esta incerteza deve continuar “pesando” sobre os mercados nos próximos meses. 

Nesta terça-feira teremos a divulgação dos dados de PMI e ISM do setor de serviços, que devem apresentar dados robustos em meio à reabertura da economia com o avanço do cronograma de vacinação e a chegada do verão no hemisfério norte. Na quarta-feira, o relatório de emprego JOLT deve mostrar a mesma tendência dos dados do mercado de trabalho da última semana, contudo pode reiterar que as contratações seguem abaixo do seu potencial. 

Assim, os dados macro, somados à Ata do FOMC, podem ter mais impacto sobre a curva curta do que sobre a longa nos próximos meses, reflexo da incorporação das estimativas nas decisões de política monetária.

Depois de três dias de reuniões, segue o impasse nas negociações da OPEP. As expectativas apontam para um acordo de aumento da produção em cerca de 400 mil barris por dia de agosto a dezembro. Mas quando os países do bloco devem chegar a um consenso. 

Na China, nesta quinta-feira serão divulgados os índices de inflação, CPI e o PPI. A inflação ao consumidor deve apresentar uma alta na margem, sinalizando um consumo ainda enfraquecido, e o PPI deve seguir a mesma tendência. 

Semana Curta, Mas Intensa
 

Artigos Relacionados

Semana Curta, Mas Intensa

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (2)
José Artur Medina
José Artur Medina 06.07.2021 12:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Um autor tão inteligente, por quê teima em acreditar em pesquisas ? Se verdadeiras fossem Bozo não teria sido eleito. Sexta feira, se não me engano, é o prazo para entregar supostas evidências de fraude eleitoral contra Aécio e o próprio Bozo. Se críveis forem, não duvidem da disposição dos patriotas em lutar pela democracia, liberdade de expressão e pensamento. Jornalistas que estiverem no bolso de forças estrangeiras, grupos políticos e econômicos podem amargar uma lei de segurança nacional (20 anos de cana).
Carlos Hentges
Carlos Hentges 06.07.2021 9:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
"Consideramos, aliás, controverso este tema, até porque é prática comum nas casas legislativas do Brasil." como pode, no mesmo parágrafo, a pessoa se indignar com o roubo de dinheiro público e justificá-lo sob o pretexto de que todo mundo faz? se tem coisa que o bolsonarismo revelou foi enorme habilidade de seus apoiadores para o malabarismo.
Julio Hegedus Netto
Julio Hegedus Netto 06.07.2021 9:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
É considerado peculato, mas todos praticam, os petistas, aos borbotões. Não estou passando pano, apenas dando a devida dimensão para um fato, comum em várias casas. Então peguem todos os vereadores, senadores e deputados nas 5,5 mil casas legislativas do País. Da forma q as coisas transcorrem, não resta dúvida haver um "circo" por detrás da intenção. Agora, q se dane o Bolso, mas isso é só espuma. E acho TBÉM q assim como acham Lava Jato algo recessivo (absurdo!), isso também paralisa a economia e impacta o País.
José Artur Medina
José Artur Medina 06.07.2021 9:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Carlos Hentges
Carlos Hentges 06.07.2021 9:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
entendi o argumento. é a solução pela naturalização. a paralisia diante da abundância. o esquema visto como espuma.
Chico Chicao
Chico Chicao 06.07.2021 9:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Todo mundo rouba... o PT fez cx2 foi um escândalo!!! mas qdo a LJ chegou perto do Temer/PMDB e Serra/Aécio/PSDB... Num instante afogaram LJ, seja pela mídia e pelas instituições. Simples assim!
Chico Chicao
Chico Chicao 06.07.2021 9:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Todo os políticos são corruptos... o PT quando fez esquema de cx2 foi um escândalo!!! mas qdo a LJ chegou perto do Temer/PMDB e Serra/Aécio/PSDB... Num instante afogaram LJ, seja pela mídia ou pelas instituições. Simples assim!
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail