Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

Citi piora estimativas para PIB do Brasil após dados do varejo

Semana (In)Tensa

br.investing.com/analysis/semana-intensa-200443270
Semana (In)Tensa
Por Julio Hegedus Netto   |  13.07.2021 08:39
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Os mercados abriram nesta segunda-feira cautelosos, mas otimistas, com as bolsas de valores no Brasil e no exterior, em alta e o dólar, na mesma toada. O dia foi de “tomada de risco” no Brasil, com o ajuste sobre como os mercados internacionais, que operaram na sexta-feira passada em alta, quando em São Paulo foi feriado. O Ibovespa operou no azul ao longo do dia, superando a volatilidade dos dias anteriores e subindo 1,73%, a 127.593 pontos. Já o dólar seguiu pela mesma toada, em baixa de 1,25%, a R$ 5,1740. Contribuiu para isso os anúncios de IPOs e de que a reforma tributária deve vir mais branda do que o esperado, o que ajudou a reverter um pouco a fuga de recursos. 

Na agenda desta semana, no Brasil o ambiente político conturbado, pesquisas Datafolha negativas ao presidente e reformas estruturais em compasso continuam a nortear os movimentos dos investidores, mesmo depois de deixadas de lado nesta segunda-feira. 

Nos EUA estejamos atentos à temporada de balanços corporativos, aos depoimentos do presidente do Fed, Jerome Powell, na quarta e quinta-feira, e a alguma cautela com o “espalhamento” da variante Delta do Covid19 pelo mundo. Atenção também deve ser dada aos índices de inflação nos EUA, Zona do Euro e China. Uma boa notícia neste último foi a redução do compulsório em 50 pontos básicos, a partir do dia 15 de julho, o que deve sustentar sua economia. São recursos a serem mantidos nos balanços dos bancos, proporcionalmente, aos depósitos totais. 

Sobre a reforma tributária é grande a expectativa sobre o novo texto, nesta terça-feira, do relator do projeto, deputado Celso Sabino. Comenta-se sobre a “reformatação” de propostas mais amenas, como a redução do IRPJ entre 7,5 a 10 pontos percentuais, logo no ano que vem, e não só em 2022, e a redução da carga de impostos sobre lucros e dividendos, recuando de 20% a 15%. Para isso, o governo deve anunciar o corte em torno de até R$ 40 bilhões em subsídios. Fala-se no fim da isenção para xarope de refrigerante na Zona Franca de Manaus e da isenção do Regime Especial da Indústria Química. 

Outra novidade deve ser o repensar sobre a taxação de fundos imobiliários, a ser reduzida de 20% a 15%. Não descartamos também que este debate seja adiado para depois do recesso (a se iniciar dia 18) em agosto.   

Ontem, ao fim do dia, o presidente Jair Bolsonaro realizou uma entrevista em que reiterou seu “alinhamento” com o Senado e a Câmara, além do esforço de reaproximação com o STF de Luiz Fux. Ontem, ele teve uma audiência com presidente da casa e, parece-me, foi “alertado” sobre suas declarações “destemperadas” em confrontação com parte do Congresso (membros da CPI) e o presidente do TSE (Luís Roberto Barroso).

Uma observação. O que chama atenção é que o presidente, no Senado, se confronta, mais uma vez, com um político em campanha, desta vez Rodrigo Pacheco, se movimentando para ser candidato à presidente (dizem que Rodrigo Maia também tinha esta ambição). Se esta candidatura vai se “cristalizar” ou se transformar em moeda de troca não sabemos. 

Em paralelo, corre o processo de ratificação do nome de André Mendonça para a vaga de Marco Aurélio Mello no STF. Ao que parece ele se coloca “meio sem um padrinho” no Congresso, apenas “bancado” pelo presidente. E hoje são retomadas as oitivas da CPI da Covid. 

No Congresso, com a necessidade da aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) para início do recesso no dia 18 de julho, a Comissão Mista de Orçamento pode votar, nesta terça, o relatório final do deputado Juscelino Filho (DEM-MA) sobre o projeto que trata da LDO. 

Sobre a agenda de indicadores, nesta terça-feira serão divulgados dados do setor de Serviços de maio, com expectativa de alta 21,3% contra o mesmo mês do ano passado, voltando a “pegar tração” após as medidas de restrição social. Adicionalmente, na quarta-feira, teremos o IBC-Br também de maio, na expectativa de alta de 1,10%, refletindo resultados setoriais positivos, e, na sexta-feira, o IGP-10 em alta marginal, de 0,2% em julho. 

No exterior, destaque nesta terça para o CPI de junho nos EUA. Espera-se 0,4%, com desaceleração em junho, mas ainda em patamar elevado. A ata da semana passada mostrou uma “divisão” entre os diretores do Fed. De um lado, os mais hawkish, que consideram as condições dadas para o início do “tapering”; do outro, os mais dovish, que visualizam os dados mais recentes como “ambíguos”, não permitindo um diagnóstico mais preciso sobre as condições econômicas. 

Neste contexto, os dados econômicos a serem divulgados até a próxima reunião da autoridade monetária, no final de julho, ganham em importância. Nesta terça temos a divulgação do CPI, e na quarta-feira o PPI e o Livro Bege. Caso estes dados surpreendam, podem corroborar com os membros mais hawkish e pressionar a decisão para as próximas reuniões. Caso contrário, ganha a versão de que as pressões inflacionárias são transitórias. Em adição, dados de atividade são divulgados nesta semana, como a produção industrial na quinta-feira e as vendas no varejo na sexta. 

Na China, depois do corte de 0,5 p.p. no compulsório bancário, a preocupação de desaceleração da economia pode ser reforçada pelos dados macroeconômicos, divulgados nesta semana. Na segunda-feira para terça-feira tivemos a balança comercial de junho e este resultado pode movimentar os preços das commodities HOJE. As exportações devem desacelerar de 27,9% para 23,0% ao ano e as importações, de 51,1% para 29,5%.

Contudo, o destaque da semana fica na quarta-feira à noite, com o PIB do segundo trimestre, que deve apresentar alta marginal de 1,0% no trimestre contra o anterior e de 8,0% contra o mesmo do ano passado (desacelerando de 18,3%), as vendas no varejo devem refletir uma demanda ainda reprimida, de 12,4% para 10,8% contra junho do ano passado, e a produção industrial, pelo desbalanceamento das cadeias produtivas, deve recuar de 8,8% para 7,9% em junho. 

Na Zona do Euro, depois da decisão na última quinta-feira do Banco Central Europeu de colocar 2% como a nova meta de inflação, o mercado deve ficar atento à inflação ao consumidor na sexta-feira. Em seu discurso, a presidente da instituição, Christine Lagarde, afirmou que “flutuações de curto prazo não serão priorizadas em sua condução de política monetária, garantindo que dados inflacionários mais pressionados no curto prazo não mudam o direcionamento da política monetária do comitê”.

Semana (In)Tensa
 

Artigos Relacionados

Julio Hegedus Netto
Dia de Decisão do Copom Por Julio Hegedus Netto - 08.12.2021

Dia de decisão do Copom, quando teremos a elevação da Selic em 1,5 ponto percentual, a 9,25%. Expectativas se voltam para os próximos movimentos do Bacen, visando elevar o juro e...

Semana (In)Tensa

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (2)
Jhenny Augusta
Jhenny 13.07.2021 12:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
"Contribuiu para isso o anuncio de IPOs...", comumente os IPOs são articulados em mercado de alta, ontem foi a BBML3 (com +1,73%) e amanhã a SMFT3.. O calendário segue cheio.
José Artur Medina
José Artur Medina 13.07.2021 9:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Faltou comentar o que está acontecendo em Cuba. Fortalece uma determinada narrativa.
Cícero RP
Cícero RP 13.07.2021 9:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Bem lembrado amigo, e o genocídio continua nos paraísos democráticos de justiça e liberdade comu-nisttas! 💥☠️ Já falta até gatos e cachorros pra matar a fome em Cuba, Venezuela e até Argentina agora!😲
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail