⌛ Perdeu a alta de 13% da ProPicks em maio? Assine agora e receba mais cedo as ações de Junho.Desbloquear ações

S&P 500: cinco razões para ainda acreditar no rali de fim do ano

Publicado 13.11.2023, 14:05
UK100
-
US500
-
FCHI
-
DJI
-
DE40
-
ES35
-
STOXX50
-
IT40
-
JP225
-
HK50
-
MSFT
-
MNST
-
GOOGL
-
AAPL
-
AMZN
-
NVDA
-
XOM
-
AMD
-
NFLX
-
AVGO
-
TSLA
-
IXIC
-
DXCM
-
ENPH
-
GOOG
-
  • O otimismo dos investidores superou sua média histórica de 37,5% à medida que o mercado de ações se recuperou da crise dos títulos do Tesouro americano.

  • Os investidores agora se perguntam se a recuperação se sustentará até o final do ano.

  • Com isso em mente, aqui estão 5 razões para manter uma perspectiva otimista.

  • Saiba antes o que pode movimentar os mercados com o InvestingPro, que está com até 55% de desconto nesta Black Friday. Aproveite!

  • Apesar dos que continuam prevendo um cenário apocalíptico para o mercado, mantenho uma visão positiva para o restante do ano, com base em vários motivos convincentes. Embora o mercado seja imprevisível e o desempenho passado não garanta resultados futuros, existem cinco fatores que os investidores devem observar agora.

    BLACK FRIDAY Antecipada: Tenha mais desconto no plano bianual com cupom “investirmelhor”

    Vamos analisá-los:

    1. O Indicador Zweig Breadth Thrust (ZBT) normalmente sinaliza um ponto interessante nos mercados quando passa de abaixo de 0,40 para acima de 0,615 em no máximo 10 dias. É o caso agora.

    De fato, os números históricos do S&P 500 para o ZBT acima do limite de 0,6 são impressionantes:

    Um mês depois, a média é de um aumento de 4,8%. Três meses depois, a média é de um aumento de 7,5%. Seis meses depois, a média é de um aumento de 15%. Doze meses depois, a média é de um aumento de 23%.

    2. Os resultados impulsionam o crescimento sustentado das ações. Inicialmente previstos para serem relativamente baixos, as projeções do terceiro trimestre agora sugerem um aumento de +6% nos lucros do S&P 500, indicando uma economia muito mais forte do que muitos esperavam.

    3. Nos últimos 44 anos (desde 1980), o S&P 500 teve quedas de -10% ou mais em 22 anos. Em 12 desses anos, posteriormente subiu em média +17%.

    4. Nos últimos 95 anos, houve apenas 9 anos em que o S&P 500 fechou negativamente em agosto, setembro e outubro. Nos meses subsequentes, consistentemente houve altas no mercado (exceto por um ano).

    5. Examinando as últimas 10 elevações de juros do Fed, particularmente a última elevação concluindo o ciclo, o S&P 500 subiu em 8 ocasiões um ano depois, com uma média de aumento de 14,3%. A última elevação da taxa em 26 de julho viu o banco central optar por manter as taxas inalteradas tanto na reunião de 20 de setembro quanto na de 1º de novembro.

    O mercado está quase certo de que esta foi a última elevação da taxa. Se confirmado, o período historicamente otimista se estende até seis meses após o início dos cortes de taxa.

    Domínio das Ações ao Longo do Tempo

    Apesar da perspectiva aparentemente otimista, ser otimista nem sempre garante resultados positivos — a menos que você esteja posicionado nas ações certas.

    Com isso em mente, vamos considerar as ações de melhor desempenho em termos de rendimento nos últimos anos, incluindo dividendos. A maioria dessas ações é bem conhecida pelos investidores.

    Melhores ações do S&P 500 nos últimos 5 anos:

    • Enphase Energy (NASDAQ:ENPH) +1.418%

    • Tesla (NASDAQ:TSLA) +865%

    • NVIDIA (NASDAQ:NVDA) +775%

    Melhores ações do S&P 500 nos últimos 10 anos:

    • NVIDIA (NASDAQ:NVDA) +12.889%

    • Advanced Micro Devices Inc (NASDAQ:AMD) +3.266%

    • Broadcom (NASDAQ:AVGO) +2.419%

    Melhores ações do S&P 500 nos últimos 15 anos:

    • NVIDIA +26.078%

    • Netflix (NASDAQ:NFLX) +14.072%

    • DexCom (NASDAQ:DXCM) +9.888%

    Melhores ações do S&P 500 nos últimos 20 anos

    • Monster Beverage (NASDAQ:MNST) +82.957%

    • Apple (NASDAQ:AAPL) +51.072%

    • NVIDIA +32.835%

    Melhores ações do S&P 500 nos últimos 30 anos

    • Monster Beverage +206.430%

    • Amazon (NASDAQ:AMZN) +177.354%

    • Apple +75.322%

    Foi incrível a mudança no peso das ações no índice.

    O texto a seguir é uma reescrita do texto original, usando linguagem financeira, tom jornalístico e mantendo todas as frases, formatação, números e chaves:

    O ranking das maiores empresas do S&P 500 mudou radicalmente nos últimos 10 anos, refletindo as transformações do mercado. Veja a seguir como era e como está a composição do índice, que reúne as 500 maiores companhias dos EUA:

    Em 2013, as quatro empresas com maior participação no índice eram:

    • Apple: 2,81%.

    • Exxon Mobil (NYSE:XOM): 2,43%.

    • Alphabet (NASDAQ:GOOGL): 2,04%.

    • Microsoft (NASDAQ:MSFT): 1,90%.

    Em 2023, as quatro empresas com maior participação no índice são:

    • Apple: 7,32%.

    • Microsoft: 6,92%.

    • Alphabet: 4,23%.

    • Amazon: 3,75%.

    Ou seja, há uma década, as quatro maiores empresas do S&P 500 representavam 9,18% do índice. Hoje, elas somam 22,22%.

    Essa concentração tem impacto no desempenho do índice, que é calculado com base no valor de mercado das empresas. Nesta semana, o S&P 500, com pesos variáveis, teve alta de +1,3%, enquanto o S&P 500 Equal Weight, onde todas as empresas têm peso igual, caiu -1,8%.

    O destaque ficou por conta das chamadas “Magnificent 7”, as sete empresas que mais contribuíram para o retorno do S&P 500 nos últimos seis anos. Elas subiram 3,8% na semana e puxaram o índice para cima. No ano, o S&P 500 Equal Weight acumula queda de -1,7%, contra alta de +15% do S&P 500.

    Das Magnificent 7, que responderam por quase +40% do retorno anualizado de +9,9% do S&P 500 de dezembro de 2017 a outubro de 2023, cinco delas ainda fazem parte deste grupo de elite.

    Sentimento dos Investidores

    O otimismo dos investidores, medido pela expectativa de que os preços das ações subirão nos próximos seis meses, aumentou 18,3 pontos percentuais para 42,6% e ficou acima da média histórica de 37,5%. Foi o maior salto desde 15 de julho de 2010 (alta de 18,4 pontos percentuais).

    Já o pessimismo dos investidores, medido pela expectativa de que os preços das ações cairão nos próximos seis meses, diminuiu 23,1 pontos percentuais para 27,2% e ficou abaixo da média histórica de 31%.

    Ranking do mercado de ações em 2023 Confira o desempenho dos principais mercados de ações até agora este ano:

    ***

    Comprar ou vender? A resposta está no InvestingPro, que está com mais de 50% de desconto!

    Aproveite a Black Friday para saber antes o que pode movimentar os mercados, através de dados, notícias e análises exclusivas do InvestinPro. Assine agora mesmo a plataforma com um desconto imperdível de até 55%.

    Aviso: este artigo tem fins meramente informativos e não representa qualquer oferta ou recomendação de investimento.

Últimos comentários

Carregando o próximo artigo...
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.