Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta segunda-feira

Publicado 03.12.2018, 08:35
Atualizado 03.12.2018, 08:35
© Reuters.  Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta segunda-feira

Investing.com - Confira as cinco principais notícias desta segunda-feira, 03 de dezembro, sobre os mercados financeiros:

1. EUA e China alcançam Trégua Comercial

Temores sobre uma guerra comercial plena diminuíram depois que os EUA e a China, as duas maiores economias do mundo, concordaram com um cessar-fogo de 90 dias em sua longa disputa comercial.

O presidente norte-americano, Donald Trump, e o presidente da China, Xi Jinping, concordaram em suspender as tarifas adicionais dos bens do ambos os países no início do novo ano para permitir que as negociações continuem, informou a Casa Branca em um comunicado divulgado no sábado.

Os EUA concordaram em deixar tarifas de mais de US$ 200 bilhões em produtos chineses em 10%. Se após 90 dias os dois países não conseguirem chegar a um acordo, essa taxa será aumentada para 25%.

Os anúncios vieram depois que Trump e Xi sentaram-se com seus assessores para um jantar de trabalho no final da cúpula do G20 na Argentina.

As tensões entre os dois países dominaram as manchetes econômicas este ano, com ambos os lados impondo mutuamente tarifas sobre os produtos do outro. O impasse gerou temores entre os investidores de que a economia global poderia ser arrastada pela disputa.

2. Mercado futuro dos EUA aponta para abertura agudamente em alta.

O mercado de futuros dos EUA apontam para fortes ganhos no início da semana de negociação, com o futuros do Dow saltando mais de 500 pontos.

Por volta das 8h35, o índice blue chip futuros do Dow subia 513 pontos, ou cerca de 2%, os futuros do S&P 500 somava 50 pontos, ou cerca de 1,8%, enquanto o índice futuro de tecnologia Nasdaq 100 tinha um ganho de 180 pontos, ou 2,6%.

Na Europa, as bolsas começaram a semana com o pé direito, com todas as principais bolsas da região apresentando sólidos ganhos. Entre os índices nacionais, o DAX da Alemanha, teve o melhor desempenho, com alta de 2,7%.

Mais cedo, na Ásia, os mercados fecharam em alta. Os mercados da China Continental tiveram os maiores ganhos do dia, com o Shanghai Composite terminando em torno de 2,6%.

3. Aumento dos preços do petróleo

No mercado de commodities, os preços do petróleo saltou, como um cessar-fogo comercial entre os EUA e a China provocando demanda por ativos mais arriscados.

Enquanto isso, os contratos futuros do petróleo West Texas Intermediate (WTI), dos EUA, aumentaram em até US$ 2,92, ou 5,7%, alcançando uma alta de US$ 53,84, antes de cair levemente para US$ 53,10, ainda aumentando US$ 2,23, ou 4,4%..

Os futuros internacionais de petróleo Brent avançaram US$ 2,37, ou 4%, atingindo US$ 61,80, tendo subido mais cedo US$ 3,14, ou 5,3%, para US$ 62,59

O petróleo também recebeu suporte em meio a expectativas crescentes de que grandes produtores, liderados pela Arábia Saudita e Rússia, concordarão com alguma forma de corte da produção em uma importante reunião dos ministros da Opep em Viena no final desta semana.

Leia mais: Semana das commodities à frente: Quão confiáveis ​​são as promessas de comércio e corte de produção petróleo?: Barani Krishnan

4. Dólar recua

Nos mercados de moedas, o dólar foi amplamente menor.

O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, recuava 0,3%, para 96,87.

O euro ganhou terreno em relação ao dólar, com o par EUR/USD avançando para 1,1345.

A libra também estava em alta, com o par GBP/USD avançando 0,08% para 1,2745.

Os dólares australianos e neo-zelandeses, frequentemente vistos como barômetros para o apetite de risco global, estavam acentuadamente mais elevados, com AUD/USD avançando 1% para 0,7378 e e o par NZD/USD com um aumento de 0,7% para 0,6917.

No mercado de títulos, os preços do Tesouro americano caíram, impulsionando os rendimentos mais altos ao longo da curva, com o rendimento de 10 anos de referência subindo para 3,04%.

5. Discursos de autoridades do Fed chamam a atenção

Diversos discursos do Fed chamarão a atenção do mercado.

O governador do Federal Reserve, Randal Quarles falará sobre as perspectivas econômicas e a política monetária no Conselho de Relações Exteriores, em Nova York, às 11h00.

O presidente do Federal Reserve Bank de Nova York, John Williams deve fazer um discurso de abertura na conferência The Evolving Structure do US Treasury Market, organizada pelo Fed de Nova York, às 12h15.

O governador do Federal Reserve, Lael Brainard falará no mesmo evento no final do dia.

Esses discursos serão úteis para os investidores, que reduziram suas expectativas quanto a futuros aumentos de juros, após comentários recentes de vários funcionários do Fed que foram interpretados como conservadores.

Com relação a dados, os destaques serão os relatórios de novembro sobre a atividade industrial da Markit Economics e do Institute of Supply Management que serão divulgados às 12h45 e 13h00 respectivamente. Os investidores darão uma atenção especial aos estudos na busca de qualquer impacto que as tarifas tenham no setor.

Relatórios sobre gastos com construção e vendas de automóveis para novembro também estão na agenda.

Com Reuters

Últimos comentários

O presidente chinês, (vírgula) Donald Trump, (vírgula)...
Jefferson, a gente entendeu da primeira vez kk
Desculpe a postagem repetida. Não foi intencional.
Belo trocadilho ! Bem assim mesmo ...
O presidente chinês Donald Trump??? Erro na digitação...
acredito que foi um trocadilho sarcástico! hehehe
Chonald Chump!
O presidente chinês, (vírgula) Donald Trump, (vírgula)...
O presidente chinês Donald Trump??? Erro na digitação...
O presidente chinês Donald Trump??? Erro na digitação...
O presidente chinês Donald Trump??? Erro na digitação...
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.