Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
👀 Invista igual ao Warren Buffett e lucre +174.3% acima do badalado S&P 500 Aproveite desconto de 40%

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quinta-feira

Publicado 17.08.2023 07:04 Atualizado 17.08.2023 08:06
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters.
 
US500
+0,80%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
DJI
+0,23%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
EWZ
+0,56%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
COST
+0,75%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
WMT
+0,24%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
HD
+1,05%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por Scott Kanowsky e Jessica Bahia Melo

Investing.com – A ata da última reunião de política do Federal Reserve sugere que as autoridades do banco central dos EUA estavam divididas quanto à sua eventual decisão de aumentar as taxas de juros em julho. Enquanto isso, os formuladores de políticas sugeriram que novos aumentos nos custos de empréstimos podem ser necessários no futuro para subjugar as pressões inflacionárias, fazendo com que as ações caiam e os rendimentos do Tesouro subam. Em outros lugares, espera-se que o Walmart eleve seu guidance para o ano inteiro quando o grande varejista divulgar seus últimos lucros trimestrais na quinta-feira. No Brasil, prazo para apreciação do arcabouço fiscal se aproxima.

1. Ata do Fed sugere divisão sobre a política de juros

Os formuladores de políticas do Federal Reserve podem ter estado unidos em sua decisão de aumentar as taxas de juros para o nível mais alto em 22 anos em sua última reunião, em julho, mas a ata dessa reunião aponta para dúvidas internas sobre a decisão.

O objetivo central do Fed permanece inalterado: trazer a inflação de volta à sua meta declarada de 2%, de preferência sem causar um colapso na economia em geral.

A forma como as autoridades decidem atingir esse objetivo ainda é um assunto de profundo debate dentro do banco central dos EUA. De acordo com a ata, "a maioria dos participantes" estava preocupada com as contínuas pressões "ascendentes" sobre o crescimento dos preços. Entretanto, "alguns participantes" estavam cautelosos quanto ao impacto mais amplo de um maior aperto nas políticas - de fato, "alguns" funcionários chegaram a apoiar a manutenção dos custos dos empréstimos no mês passado.

Por fim, o Fed decidiu por unanimidade elevar as taxas em 25 pontos-base. No entanto, as discussões por trás da decisão sugerem que o Fed pode agora adotar uma abordagem mais cautelosa em relação ao dilema da inflação e, por extensão, aos futuros aumentos das taxas.

As autoridades advertiram que poderia ser necessário um aperto adicional, embora tenham enfatizado que muito dependerá da "totalidade" dos dados econômicos nos "próximos meses".

Os futuros de ações dos EUA subiram nesta quinta-feira, sugerindo uma recuperação em Wall Street após um segundo dia consecutivo de perdas, com os investidores considerando as implicações dos comentários do Fed.

Às 8h02 (de Brasília), o contrato S&P 500 futuros somava 0,16%, o Dow futuros subia 0,18%, e o Nasdaq 100 futuros subia 0,08%.

Todos os principais índices caíram na sessão anterior, com alguns investidores preocupados com a ata do Fed como um sinal de que o banco pode ainda não ter terminado sua campanha de longa data de aperto de políticas. O índice de referência S&P 500 caiu 0,76% e o índice de 30 ações Dow Jones Industrial Average caiu 0,52%, enquanto o índice de alta tecnologia Nasdaq Composite caiu 1,15%.

Enquanto isso, as preocupações com a elevação contínua das taxas de juros levaram o rendimento do Tesouro dos EUA 10-anos ao seu maior fechamento em 15 anos em Nova York. Eles subiram ainda mais nas negociações asiáticas de quinta-feira.

2. Relatório do Walmart

A expectativa é de que o Walmart (NYSE:WMT) melhore seu guidance de lucros anuais pela segunda vez este ano ao divulgar os resultados trimestrais na quinta-feira, enquanto os analistas também estarão atentos a quaisquer comentários sobre as vendas de volta às aulas do gigante das grandes lojas.

Ao contrário de seus pares, Target (NYSE:TGT) e Home Depot (NYSE:HD), o maior varejista do mundo tem se beneficiado de uma recente retração nos gastos dos consumidores com itens não essenciais.

Grande parte disso se deve às grandes ofertas de produtos de mercearia do Walmart, que atraíram os compradores afetados pela inflação e sustentaram a demanda por produtos mais lucrativos. A inflação dos alimentos, que a empresa havia sinalizado no início deste ano como um possível obstáculo ao desempenho do segundo semestre, também mostrou sinais de abrandamento.

Os analistas esperam que os mercados reajam a quaisquer vislumbres das vendas de volta às aulas do Walmart, que historicamente têm se mostrado um termômetro para a crucial temporada de compras de fim de ano. Uma pesquisa da corretora Stifel realizada este mês revelou que mais pessoas planejam comprar mochilas, canetas e lápis no Walmart do que na Target ou na rival Costco (NASDAQ:COST), embora os gastos gerais com itens de volta às aulas tenham diminuído em 16%.

3. Fitch alerta sobre possível reformulação da classificação da China

A agência de classificação de risco Fitch deu a entender que poderá reconsiderar a nota de crédito soberano A+ da China, no mais recente sinal de preocupação dos mercados financeiros com relação às perspectivas da segunda maior economia do mundo.

Em entrevista à Bloomberg TV na quarta-feira, James McCormack, da Fitch, disse que poderá "repensar" a classificação se o governo da China introduzir mais medidas de estímulo, acrescentando que a relação dívida/PIB do país está "um pouco elevada para um crédito 'A' simples".

Embora McCormack tenha observado que a Fitch não está "esperando" fazer tal movimento, isso sugere alguma incerteza quanto à estabilidade de uma classificação que o grupo mantém desde 2007. Pequim tem se esforçado para reanimar o que tem sido uma recuperação pós-pandemia, enquanto persistem os temores sobre a saúde do setor imobiliário da China.

Essa não é a primeira vez que a Fitch abala os mercados financeiros em agosto. Este mês, a Fitch rebaixou a classificação de crédito de longo prazo dos EUA de AAA para AA+ e alertou que poderia reduzir a classificação de dezenas de bancos americanos.

4. Preços do petróleo voláteis em meio a estoques dos EUA e temores da China

Os preços do petróleo ficaram instáveis na quinta-feira, em meio a um aumento maior do que o esperado nos estoques de petróleo dos EUA e preocupações persistentes sobre a situação econômica da China.

O sentimento permanece fraco devido às preocupações de que a desaceleração do crescimento na China, bem como uma possível postura hawkish do Fed, enfraquecerá a demanda de combustível nas duas maiores economias do mundo.

Além disso, dados da Administração de Informações sobre Energia mostraram que a produção dos EUA atingiu uma nova alta de três anos na semana passada, perto dos níveis recordes produzidos antes do surto de COVID-19 em 2020.

Às 8h02, os futuros do petróleo dos EUA foram negociados 0,91% mais altos, a US$80,10 por barril, enquanto o contrato do Brent subiu 0,89%, para US$84,19. Ambos os contratos atingiram anteriormente seu nível mais fraco em duas semanas.

5. Governo brasileiro tem duas semanas para aprovar nova regra fiscal

Em meio a disputa entre poderes, o texto do arcabouço fiscal precisa ser sancionado até 31 de agosto deste ano para evitar um corte de R$200 bilhões no orçamento do ano que vem. Caso a regra não seja destravada e apreciada a tempo, o orçamento de 2024 deve ser elaborado com base na regra anterior, o chamado teto de gastos, que condiciona a variação das despesas à inflação, impactando programas e ações previstas pela gestão Lula.

Prioridade do Planalto, o texto foi aprovado com alterações no Senado e, por isso, retorna à Câmara dos Deputados. Em meio a essa necessidade, o clima entre a Câmara e o governo sofreu desgaste após falas do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, de que a Casa estaria com poder muito grande. A fala foi criticada pelo presidente da Câmara, deputado Arthur Lira. No entanto, Lira acredita que a matéria pode ser apreciada na semana que vem.

Às 8h05 (de Brasília), o ETF EWZ (NYSE:EWZ) estava estável na pré-abertura.

Ibovespa: Após primeiro semestre em alta, o que pode motivar a bolsa brasileira?

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quinta-feira
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (4)
Fabiano Wagner
Fabiano Wagner 17.08.2023 9:45
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O Brasil continua afundando e os canhoteiros profissionais preocudados com as joais … Se tivessem a mesma preocupação com a Petrobras lá atrás, não teríamos o maior escândalo de corrupção desse país.
Mat Newmann
Mat Newmann 17.08.2023 9:07
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Wasefalo comprou o Rolex para Selma?
Paulo deCampos
pmCampos 17.08.2023 8:54
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A Festa da Selma teve muita safadeza, orgia e depredação! Tinha até pastor e cantora gospel!
Urgelio Gratao Pacheco
Urgelio Gratao Pacheco 17.08.2023 8:14
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
estoque de petróleo caiu ou subiu nos EUA?cada reportagem um fala uma coisa
Luiz Nogueira
Luiz Nogueira 17.08.2023 8:14
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Estoque caiu mas a produção subiu.
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail