😎 Promoção de meio de ano - Até 50% de desconto em ações selecionadas por IA no InvestingProGARANTA JÁ SUA OFERTA

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quinta-feira

Publicado 20.06.2024, 08:11
© Reuters
NDX
-
US500
-
NVDA
-
LCO
-
ESU24
-
CL
-
1YMU24
-
NQU24
-

Por Peter Nurse e Jessica Bahia Melo

Investing.com – As ações de tecnologia devem continuar impulsionando a alta dos mercados em Wall Street, com a fabricante de chips Nvidia na liderança.

Na Europa, a expectativa é que o Banco de Inglaterra mantenha as taxas de juro inalteradas, mas o Banco Nacional Suíço reduz novamente as taxas.

No Brasil, o Copom decide manter taxa de juros, em decisão unânime.

Confira agora mais detalhes dos principais destaques do mercado financeiro nesta manhã.

PROMOÇÃO DE MEIO DE ANO! Como saber onde investir para continuar ganhando dinheiro em mercados voláteis? Experimente o InvestingPro e descubra! Clique AQUI, escolha o plano que deseja por 1 ou 2 anos e aproveite seus DESCONTOS. Obtenha até 50% e ganhe desconto extra de 10% aplicando o código OFERTAPRO. Não espere mais!

1. Futuros em alta nos EUA com ações de tecnologia na liderança

Os futuros de ações dos EUA eram negociados com leve alta nesta quinta-feira, 20, com o Nasdaq Composto em destaque.

Às 08h05 (de Brasília), o índice futuro do Dow subia 0,1%, o do S&P 500 avançava 0,4%, e o Nasdaq 100 se valorizava 0,6%.

Os principais índices de Wall Street estão a caminho de encerrar a semana no positivo, com o S&P 500 e o Nasdaq Composto atingindo novos recordes na terça-feira. O mercado de ações foi fechado na quarta-feira devido a um feriado.

A Nvidia (NASDAQ:NVDA) liderou o caminho, tornando-se a empresa mais valiosa do mundo no início desta semana [veja abaixo], com entusiasmo em relação a todas as coisas relacionadas à IA impulsionando os ganhos.

A lista de dados econômicos inclui números de pedidos iniciais de seguro-desemprego e dados de casas novas no final da sessão, enquanto os investidores procuram mais pistas sobre quando o Federal Reserve começará a cortar taxa de juros.

A Nvidia provavelmente permanecerá sob os holofotes na quinta-feira, depois que a fabricante de chips se tornou a empresa mais valiosa do mundo no início desta semana, já que tem sido uma grande beneficiária de um aumento no entusiasmo em torno das aplicações de inteligência artificial.

Agora vale US$ 3,34 trilhões, tendo encerrado as negociações na terça-feira a quase US$ 136, tornando-o mais valioso do que a gigante da tecnologia Microsoft (NASDAQ:MSFT), tendo ultrapassado a Apple (NASDAQ:AAPL ) no início deste mês.

Analistas da Stifel elevaram seu preço-alvo para as ações da Nvidia de US$ 114 para US$ 165, citando as perspectivas de crescimento de longo prazo e métricas de lucratividade da empresa.

“Esperamos que a maioria das oportunidades de curto e médio prazo venham da computação de alto desempenho, data center em hiperescala e nuvem, e computação empresarial e de ponta”, argumentaram. “Embora continuemos a ver a exposição da Nvidia a jogos, automóveis e visualização profissional de forma favorável, a mudança da computação de uso geral para a computação acelerada representa a oportunidade mais significativa de crescimento de receita e lucratividade da empresa nos próximos anos”.

Mas notaram vários riscos para o preço-alvo atualizado, incluindo um "potencial período de digestão após vários trimestres de investimento significativo", um aperto imprevisto das restrições comerciais dos EUA à tecnologia enviada para a China e "eventos macro[econômicos] gerais".

2. Banco da Inglaterra deverá manter taxas inalteradas

O Banco da Inglaterra realiza a sua última reunião de política monetária na quinta-feira, com a expectativa geral de que o banco central manterá as taxas de juros inalteradas.

A inflação do Reino Unido regressou à sua meta de 2% pela primeira vez em quase três anos em maio, mostraram dados divulgados na quarta-feira, mas o crescimento salarial e a pressão subjacente sobre os preços continuam a ser uma preocupação para o banco central.

O governador do Banco da Inglaterra Andrew Bailey abriu a possibilidade no início do mês passado para um corte nas taxas, dizendo que estava "otimista de que as coisas estão caminhando na direção certa", mas ainda não.

A maioria dos economistas, numa sondagem da Reuters na semana passada, pensava que o banco central começaria a cortar as taxas em Agosto, mas os mercados veem apenas 30% de hipóteses de um corte nas taxas em Agosto e pensam que um primeiro movimento é mais provável em Setembro ou Novembro.

Na quinta-feira anterior, o Banco Nacional Suíço reduziu a sua taxa de juro diretora em 25 pontos base, para 1,25%, o segundo corte consecutivo.

O SNB surpreendeu os mercados com um corte em Março, com a inflação a permanecer dentro da meta do banco central de 0%-2%.

CONFIRA: Calendário Econômico do Investing.com

3. As vendas da Tesla na UE caíram em maio

As vendas da Tesla caíram na União Europeia em maio, caindo 34,2%, como parte de uma queda acentuada na procura de novos carros elétricos a bateria na região.

A procura de veículos elétricos na Europa arrefeceu nos últimos meses, depois de ter aumentado fortemente durante vários anos, enquanto a concorrência para produzir modelos mais acessíveis aumentou.

Para proteger os fabricantes de automóveis nacionais de um influxo de importações de veículos elétricos baratos, a Comissão Europeia disse na semana passada que iria impor direitos provisórios de até 38,1% sobre VEs fabricados na China a partir de julho.

Isto levou a Tesla (NASDAQ:TSLA), um fabricante de automóveis eléctricos dos EUA, a declarar que era provável que aumentasse o preço do seu Modelo 3 fabricado na China quando as medidas da UE entrassem em vigor.

As vendas totais de veículos elétricos na União Europeia caíram 12% em maio em relação ao ano anterior, mostraram dados da Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis na quinta-feira.

Esta queda foi liderada por uma redução acentuada de 30% na Alemanha, o maior mercado de veículos eléctricos do bloco, depois de o país ter acabado com os subsídios para a compra de VE no final do ano passado.

ACOMPANHE: Cotações das commodities

4. Petróleo aguarda estoques oficiais dos EUA

Os preços do petróleo permaneceram estáveis ​​na quinta-feira, antes da divulgação dos dados oficiais dos estoques dos EUA. Às 8h05, os futuros do petróleo dos EUA (WTI) eram negociados 0,05% mais altos, a US$ 80,75 por barril, enquanto o contrato de Brent subia 0,28%, para US$ 85,31 por barril.

Não houve transação sobre o WTI na quarta-feira devido a um feriado nos EUA, que manteve as negociações bastante moderadas.

Dados divulgados na terça-feira pelo Instituto Americano do Petróleo mostraram que os estoques de petróleo bruto dos EUA aumentaram pouco mais de 2 milhões de barris na semana encerrada em 14 de junho, sugerindo enfraquecimento da demanda mesmo durante a importante temporada de verão.

A Administração de Informações Energéticas divulga os números oficiais ainda na quinta-feira, um dia depois do habitual devido ao feriado de quarta-feira, dia 16 de junho.

A contínua agitação no Médio Oriente, rico em petróleo, proporcionou um certo grau de apoio ao mercado, com o Ministro dos Negócios Estrangeiros israelita, Israel Katz, a alertar para uma possível “guerra total” com o Hezbollah do Líbano, mesmo quando o seu país continua a combater o Hamas em Gaza.

5. Selic mantida no Brasil, sem divisão do Copom

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu manter a taxa de juros básica da economia brasileira (Selic) no patamar atual, em 10,5%, após reunião de dois dias. Com desancoragem das expectativas, dólar mais elevado, risco fiscal e cenário externo adverso, esta foi a primeira manutenção na Selic desde agosto do ano passado, quando o colegiado começou a flexibilização.

A decisão foi unânime, o que demonstrou um Copom pragmático, segundo Marco Antonio Caruso, economista do Picpay. “Primeiro, entregou o consenso esperado pelo mercado, com uma decisão unânime entre os nove diretores de parar o corte da Selic — consenso esse que tinha sido posto em dúvida recentemente, mas era o correto do ponto de vista técnico”.

Segundo Leandro Manzoni, analista de economia do Investing.com, “a ata da última reunião e os discursos de Roberto Campos Neto, Gabriel Galípolo e Paulo Picchetti entre as reuniões ressaltando o foco da política monetária em convergir a inflação à meta de 3% ao ano foram os indicativos de que o Copom iria decidir unido a manutenção da taxa Selic hoje”.

Às 8h06 (de Brasília), o ETF EWZ (NYSE:EWZ) subia 1,29% no pré-mercado.

*

Precisa de ajuda para navegar nos mercados? InvestingPro é para você! Seja você busca conquistar orientações sobre investimentos ou procura por ferramentas que permitam escolher as ações corretas do Ibovespa ou dos mercados globais por conta própria, o InvestingPro tem algo a oferecer.

Você encontrará estratégias de IA, indicadores exclusivos, dados financeiros históricos, notícias profissionais e muitos outros serviços para sempre manter uma vantagem nos mercados e saber quais ações comprar e quais evitar.

A PROMOÇÃO DE MEIO DE ANO COMEÇOU! Os preços estão com até 50% de desconto, a depender do plano, e você pode ter um desconto extra com o código promocional "OFERTAPRO", válido para assinaturas Pro e Pro+ de 1 e 2 anos!

Recursos do InvestingPro - Use o cupom INVESTIR para um desconto adicional


Veja como aplicar o cupom no vídeo abaixo

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.