Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Dólar vai abaixo de R$5,10 com recuperação do apetite por risco, mas caminha para 4ª alta semanal

Moedas13.05.2022 12:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Cédulas de 50 reais e de 10, 20 e 50 dólares 10/09/2015 REUTERS/Ricardo Moraes

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar acelerou as perdas nesta sexta-feira e chegou a ser negociado abaixo de 5,10 reais, acompanhando uma melhora no apetite por risco internacional, embora ainda estivesse a caminho de marcar sua quarta valorização semanal seguida.

Às 12h25 (de Brasília), o dólar à vista recuava 01%, a 5,0825 reais na venda. No exterior, a divisa norte-americana abandonou ganhos de mais cedo e perdia 0,1% contra uma cesta de rivais de países desenvolvidos, afastando-se de picos em duas décadas atingidos recentemente.

Várias moedas arriscadas ou sensíveis às commodities, como pesos mexicano e chileno e dólar australiano, cujo movimento o real tende a acompanhar, também aceleraram os ganhos contra a divisa dos Estados Unidos nesta manhã, negociadas perto das máximas do dia por volta de 11h30 (horário de Brasília).

Victor Beyruti, economista da Guide Investimentos, atribuiu o alívio nos ativos de risco internacionais --incluindo as ações, que disparavam tanto em Wall Street quanto na bolsa paulista-- nesta sexta-feira a fala recente do chair do banco central dos Estados Unidos, Jerome Powell.

Na véspera, a autoridade máxima do Federal Reserve repetiu sua expectativa de que os juros serão elevados em 0,50 ponto percentual em cada uma das duas próximas reuniões da instituição, reduzindo alguns temores de que o Fed seria forçado a elevar a taxa básica em 0,75 ponto de forma a conter a inflação. Expectativas de um posicionamento mais agressivo do banco central norte-americano tendem a beneficiar o dólar.

Apesar do arrefecimento desta sessão, o dólar estava cerca de 0,6% acima do patamar de fechamento da última sexta-feira, de 5,0733 reais.

Caso feche a semana no azul, a moeda norte-americana registrará a quarta seguida de ganhos contra o real, o que marcaria a maior sequência do tipo desde as cinco valorizações semanais consecutivas encerradas em 8 de outubro de 2021.

O dólar tem sido apoiado no mundo inteiro neste segundo trimestre do ano, não apenas pela perspectiva de juros mais altos nos EUA, mas também pelos temores de uma recessão global, à medida que as principais economias são afetadas pelas consequências da guerra na Ucrânia e por lockdowns para combate à Covid-19 na China.

"Se as taxas (do mercado de juros) dos EUA negociarem melhor (mais altas) devido ao aumento da aversão ao risco, podemos esperar um dólar mais forte neste ambiente", escreveram estrategistas do Citi em relatório publicado na noite de quinta-feira. "Com as surpresas de inflação nos mercados emergentes também subindo e este vento contrário para moedas emergentes, mantemos... nossa posição geral comprada em dólar."

Os rendimentos dos títulos soberanos de dez anos dos Estados Unidos --referência global para investimentos-- chegaram a superar a marca de 3,2% no início desta semana, indo aos maiores patamares em três anos e meio, embora já tenham recuado para cerca de 2,9% desde então.

No mercado local, o dólar sobe cerca de 11,4% em relação à mínima de 2022, de 4,5820 reais, atingida no início de abril, embora ainda acumule queda de 8,5% desde o começo do ano.

Analistas ainda apontam o patamar elevado da taxa Selic, atualmente em 12,75%, como um fator de suporte para o real, já que isso torna a renda fixa doméstica atraente para investidores que buscam retornos altos. O Brasil voltou a liderar a lista dos países com maiores juros reais do mundo.

O dólar negociado no mercado interbancário fechou a última sessão com variação negativa de 0,06%, a 5,1424 reais.

Dólar vai abaixo de R$5,10 com recuperação do apetite por risco, mas caminha para 4ª alta semanal
 

Artigos Relacionados

Moedas Globais: DXY tem pior semana desde fevereiro
Moedas Globais: DXY tem pior semana desde fevereiro Por Estadão Conteúdo - 20.05.2022

O índice DXY do dólar fechou em alta na sessão desta sexta-feira, marcada pela aversão ao risco nos mercados dos EUA. O índice recuperou parte da queda superior a 1% de ontem, mas...

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (6)
FABIO PILOTO
FABIO PILOTO 13.05.2022 13:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Tem sempre o “mas” quando a notícia é positiva.
Arthurio Landry
Arthurio Landry 13.05.2022 13:37
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Reuters sendo o lixo ideológico de sempre
Ana Paula Rope
Ana Paula Rope 13.05.2022 13:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
kkkk Imprensa desesperada! Real valorizando 1,2 e quase zerando as perdas da semana!!!!
Bruno Ben
Bruno Ben 13.05.2022 12:50
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
agora vai a R$2, (kkkk)
Marcos Gutierrez
Gutierrez 13.05.2022 12:37
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Que título sem noção!!
zeni moura
zeni moura 13.05.2022 12:30
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Despiora? Kkkkkkkkkk
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail