Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Moedas Globais: índice DXY do dólar sobe, com mercado mais avesso a risco

Publicado 23.03.2022, 14:51
Atualizado 23.03.2022, 18:10
© Reuters.  Moedas Globais: índice DXY do dólar sobe, com mercado mais avesso a risco

O índice DXY, que mede o dólar ante uma cesta de moedas fortes, terminou o dia em alta, em uma sessão marcada pelo mercado mais avesso ao risco, com o petróleo em forte alta. Além disso, investidores estiveram de olho em comentários de dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano). Nos últimos dias, autoridades da instituição adotaram um tom mais hawkish para a perspectiva da política monetária.

No fim da tarde em Nova York, o dólar subia a 121,15 ienes, o euro caía a US$ 1,1009 e a libratinha queda a US$ 1,3207. O DXY subiu 0,13%, a 98,622 pontos.

Na madrugada, o DXY operava perto da estabilidade, ganhando força ao longo do dia à medida que a demanda por ativos considerados mais seguros aumentou, após o petróleo reagir em forte alta a relatos de que um oleoduto russo foi danificado por uma tempestade. Investidores também acompanharam comentários de dirigentes do Fed.

Presidente da distrital de São Francisco, Mary Daly, afirmou que o BC está preparado para fazer o necessário para garantir a estabilidade de preços. Segundo ela, os dados vão dizer o quanto de aperto monetário é necessário nos Estados Unidos, mas tudo está "na mesa", inclusive aumentar os juros em 50 pontos-base. Já o presidente de St. Louis, James Bullard, disse ser necessário pensar "mais amplamente" sobre o aperto monetário nos Estados Unidos e pontuou haver riscos caso este tenha ritmo "devagar demais".

Para a Western Union, o dólar se manteve mais forte hoje à medida que os mercados continuaram a absorver as perspectivas cada vez mais agressivas do Fed.

Já o ING destaca que os mercados encontram conforto com suas expectativas sobre a taxa terminal do Fed, que atualmente está em torno de 2,75%, mas pode em breve chegar a 3,00%. "Achamos que este é um ambiente que deve favorecer o dólar especialmente contra moedas de baixo rendimento (expostas a rendimentos mais altos) e moedas europeias (expostas à incerteza persistente na Ucrânia)", destacou, em relatório enviado a clientes.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que o país se recusará a aceitar pagamentos pelo fornecimento de gás natural em moedas "comprometidas", incluindo dólar e euro, e que exigirá receber em rublos russos. No fim da tarde em Nova York, o dólar caía a 96,785 rublos.

De acordo com a Capital Economics, o anúncio de Putin parece destinado a sustentar a moeda, mas pode acabar intensificando as tensões na balança de pagamentos do país. "Nossa opinião é que parece ser um esforço das autoridades russas pressionar os países ocidentais, forçando os compradores estrangeiros de gás russo a usar rublos, com o benefício adicional de apoiar o valor da moeda", destacou a consultoria, em relatório enviado a clientes.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.