Últimas Notícias
Investing Pro 0
PROMOÇÃO prorrogada Cyber Monday: Até -60% no InvestingPro+ GARANTA A OFERTA

Eleições 2022: Veja os principais destaques da apuração

Política 02.10.2022 16:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters

Investing.com - Os brasileiros começam a conhecer neste domingo (2) os candidatos eleitos ou classificados para segundo turno nas eleições 2022 para cargos de presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual/distrital. Cerca de 156 milhões de eleitores estão aptos a votar, segundo o Tribunal Superior Eleitoral.

O fechamento dos colégios eleitorais em todo o país serão fechados às 17h, horário de Brasília. Eleitores que estiverem na fila até este horário receberão senhas e poderão votar normalmente.

Acompanhe abaixo as principais notícias e informações sobre a apuração das eleições, em tempo real

AVISO: Este texto está em atualização constante. Atualize a página para ver as novidades

________________________________________

22h27 - A candidata Simone Tebet indicou pronunciamento à imprensa e partidários que não ficará neutra no 2ª turno. Ela disse que espera o posicionamento dos presidentes dos partidos para se posicionar em relação às disputas. "Não esperem de mim omissão, tomem uma decisão. Eu tenho uma, que já está tomada, e será revelada no momento certo". Tebet prometeu em, no máximo, 48h, divulgar sua preferência.
A candidata está atualmente em terceiro lugar, com 4,18% (4.901.667 votos), com 99,24% das seções totalizadas. Ela destacou também o desempenho recorde de uma chapa MDBista e a força das mulheres como protagonistas.

22h14 - Em discurso aos apoiadores, Lula afirmou que é preciso recuperar o país, pois a economia e a saúde não estão boas. "Isso pra nós é só uma prorrogação", disse. O ex-presidente afirmou que São Paulo será "o grande palco" para o debate nacional da política ao mencionar a parceria com Fernando Haddad, que está disputando o segundo turno como governador de São Paulo contra Tarcísio, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro. "Para a desgraça de alguns, eu tenho mais 30 dias para fazer campanha e vai ser importante porque será a primeira vez que haverá uma debate direto com o presidente", diz Lula em discurso a apoiadores. O petista ainda afirmou que o povo deu "uma segunda chance" para debater com Bolsonaro.

22h06 - Em discurso aos apoiadores, o candidato à vice-presidente Geraldo Alckimin, que faz parte da chapa com o Lula, afirmou que o grupo está em festa pelo resultado deste domingo e que agora começam os trabalhos pelo segundo turno.

21h27 - Com 97,17% das urnas apuradas, o atual presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula se enfrentarão no segundo turno da corrida presidencial. O petista teve 47,89% dos votos válidos, enquanto Bolsonaro teve 43,67% dos votos.

21h22 - Com 96,56% das urnas apuradas, Lula possui 47,83% dos votos válidos e Bolsonaro tem 43,72%.

21h16 - O candidato Ciro Gomes (PDT) indicou em pronunciamento à imprensa de sua casa, em Fortaleza (CE) que ainda não sabe o que vai fazer diante da perspectiva de segundo turno entre Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL). "Eu nunca vi uma situação tão complexa, tão desafiadora, como nação. Peço algumas horas para conversar com meus amigos para achar o melhor caminho para o Brasil", disse o ex-ministro. Com 96,20% das seções totalizadas, Ciro tem 3,06%. O pedetista é apenas o terceiro colocado no estado pelo qual já foi governador, com 6,73%. No total nacional, o candidato está atrás de Simone Tebet (MDB), que tem 4,22%.

21h08 - Romário (PL) é reeleito como senador pelo Rio de Janeiro com 29,06% dos votos válidos e 95,67% das urnas apuradas.

20h55 - Com 94,21% das urnas apuradas, Lula possui 47,56% dos votos válidos, enquanto Bolsonaro tem 43,94%.

20h52 - Romeu Zema (Novo) é reeleito como governador de Minas Gerais com 56,73% dos votos válidos e 92,27% das urnas apuradas.

20h46 - Com 91,31% das seções totalizadas, o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), está matematicamente eleito em 1º turno, segundo o TSE. Até o momento, ele tem 58,24%. Marcelo Freixo (PSB) é o segundo colocado (27,66%).

20h43 - Com a eleição de ex-ministro Marcos Pontes (PL) como senador por São Paulo e Tarcisio (Republicanos) caminhando para o segundo turno na disputa pelo governo do estado, os eleitores de Bolsonaro mostram a sua força em São Paulo, o maior colegiado do país.

20h43 - Com 92,17% das urnas apuradas, Lula segue na liderança com 47,34% dos votos válidos, seguido por Bolsonaro, com 44,13%.

20h33 - Em SP, com 93,69% das seções apuradas, a eleição matematicamente definida, segundo o TSE. Haverá segundo turno entre Tarcisio (Republicanos) e Fernando Haddad (PT). O petista liderava as pesquisas eleitorais no estado.

20h29 - O ex-vice-presidente Hamilton Mourão foi eleito como senador pelo Rio Grande do Sul, com 44,33% dos votos válidos e 96,70% das urnas apuradas.

20h27 - Com 85,55% das urnas apuradas, Lula lidera com 46,64% dos votos válidos, enquanto Bolsonaro possui 44,73%.

20h24 - As unidades federativas que estão mais avançadas na apuração são: Distrito Federal (99,82%), Espírito Santo (99,58%) e Mato Grosso do Sul (99,49%). Já as mais atrasadas na apuração são: Alagoas (44,14%), Maranhão (53,41%) e Bahia (65,40%). O total nacional é de 83,04%.

20h23 - O ex-ministro Sergio Moto (União) foi eleito como senador pelo Paraná, com 33,71% dos votos válidos e 97,65% das urnas apuradas.

20h21 - Helder (MDB) é reeleito como governador do estado do Pará, com 69,39% dos votos válidos e 79,86% das urnas apuradas.

20h27 - O presidente Bolsonaro e seus aliados lideram as disputas eleitorais em São Paulo, o maior colegiado do país. Bolsonaro possui 48% dos voto válidos, enquanto na disputa pelo governo do estado, Tarcísio Freitas (REP) assume o primeiro lugar com 42,70% dos votos válidos e 80% das urnas apuradas, e na corrida pelo Senado, o ex-ministro Marcos Pontes (PL) lidera com 50,27% dos votos.

20h15 - Ibaneis Rocha (MDB) é reeleito como governador do Distrito Federal, com 50,27% dos votos válidos e 99,72% das urnas apuradas.

20h13 - Lula abre uma vantagem de 1 p.p. sobre a disputa com Bolsonaro. Com 76,27% das urnas apuradas, Lula possui 46,15% dos votos, contra 45,14% para Bolsonaro.

20h09 - O estado de São Paulo, maior colégio eleitoral do país, ainda têm pessoas votando em algumas seções, por conta das longas filas registradas

20h07 - Antonio Denarium (Progressistas) foi eleito como governador do estado de Roraima, com 56,45% dos votos válidos e 92,11% das urnas apuradas.

20h04 - Lula ultrapassa Bolsonaro na disputa eleitoral. Com 70% das seções totalizadas, o petista possui 45,74% dos votos, antes 45,51% de votos para o atual presidente.

20h02 - Mauro Mendes (União) foi reeleito como governador do Mato Grosso com 68,57% do votos válidos e 82,80% das urnas apuradas.

20h - Com 66,66% das seções finalizadas, Lula encosta no Bolsonaro, com 45,55% dos votos para o petista e 45,69% para o atual presidente.

19h58 - Magno Malta (PL) foi eleito como Senador pelo Espírito Santo. Com 98,58% das urnas apuradas, Malta teve 41,86% dos votos válidos.

19h56 - Com 63,45% das seções totalizadas no país, a diferença entre Jair Bolsonaro (PL) e Lula (PT), que vem caindo paulatinamente, é agora de menos de 1%. O presidente registra 45,87% x 45,35% do petista.

19h55 - No Tocantins, Wanderlei Barbosa (REP) foi reeleito como governador do estado, com 58,21% dos votos válidos e 90,73% das urnas apuradas.

19h54 - Resistência ao presidente Jair Bolsonaro, o Senado registra oficialmente 2 vitória de candidatas bolsonaristas: Tereza Cristina (PP) no Mato Grosso do Sul e Damares Alves (PL) no DF. Marcos Pontes (PL) lidera em SP e Magno Malta (PL) está quase eleito no ES.

19h51 - O Mato Grosso do Sul terá segundo turno na disputa pelo governo do estado entre Renan Contar (PRTB) e Eduardo Riedel (PSDB). Com 95,49% das urnas apuradas, Contar possui 26,91% dos votos, contra 24,73% para Riedel.

19h48 - O ex-senador Magno Malta (PL) está praticamente de volta ao Senado Federal. Apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro, Malta tem 41,81% dos votos, contra 38,25% de Rosilda de Freitas (MDB), com 97,34% das urnas apuradas no Espírito Santo.

19h45 - No Espírito Santo, haverá segundo turno na disputa pelo governo do estado entre Renato Casagrande (PSB) e Carlos Humberto Mannato (PL), com 96,89% das urnas apuradas. Casagrande tem 47,16%, contra 38,51% de Mannato.

19h43 - Ex-presidenciável Eduardo Leite (PSDB) passando no fio da navalha para o 2º turno na disputa estadual gaúcha, com 71,73% das urnas apuradas. Leite é candidato a reeleição e ocupa a 2ª posição com 26,77% dos votos, enquanto o candidato do PT, João Edegar Pretto, vem colado com 26,35%. Leite corre o risco de seguir a sina de que governadores no RS não conseguem a reeleição. Onyx Lorenzzoni (PL), ex-ministro do governo Bolsonaro, tem 38,17%.

19h39 - Com 52,21% das seções totalizadas, Bolsonaro lidera a disputa presidencial com 46,31% dos votos populares, contra 44,86% de votos para Lula.

19h36 - No Paraná, com 78,72% das seções totalizadas, o ex-Ministro da Justiça, Sergio Moro, está na liderança na disputa pelo Senado.

19h34 - Ratinho Jr. foi matematicamente reeleito com governador do estado do Paraná, com 69,75% dos votos válidos. Até o momento 78,72% das urnas já foram apuradas.

19h33 - Em Alagoas, com 9,24% das seções finalizadas, Arthur Lira (Progressistas), que tenta a reeleição, está na liderança da disputa pelo cargo de Deputado Federal.

19h23 - Com 41,19% das seções totalizadas, Bolsonaro possui 47,01% dos votos, enquanto Lula possui 44,16% dos votos.

19h20 - Com 28,23% das urnas apuradas, o ex-presidente Lula ultrapassa o presidente Bolsonaro em Minas Gerais. Desde a redemocratização, em 1989, todo vencedor em MG na disputa presidencial obteve a vitória no nacional.

19h19 - Ciro Gomes (PDT) acompanha a apuração da votação em sua casa na cidade de Fortaleza (CE), informa o colunista Lauro Jardim, de O Globo.

19h17 - Além das eleições de Damares Alves (REP) e Teresa Cristina (PP), a apuração mostra que os candidatos apoiados pelo presidente Bolsonaro, Onyx Lorenzoni (PL), Tarcísio Freitas (REP) e , Marcos Pontes (PL) também seguem na liderança das suas respectivas disputas como governadores do Rio Grande do Sul e de São Paulo e senador de São Paulo.

19h09 - No RJ, expectativa é que a votação se encerre por volta das 20h, segundo informações do TRE. Há filas em seções no estado, especialmente na região do Grande Rio

19h09 - Com 30,81% das seções totalizadas, Bolsonaro possui 47,56% dos votos, enquanto Lula possui 43,64%.

19h08 - A CNN informa que 3 cidades no Paraná ainda ocorre votação. Filas foram relatadas hoje pelo pais, TSE sugerindo abstenção menor e demora na autenticação da biometria. Quem estava na zona eleitoral às 17h, horário de fechamento das urnas, ainda tem o direito de votar.

19h06 - Damares Alves (REP) foi eleita como senadora pelo Distrito Federal. Com 90,66% das urnas apuradas, a ex-ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do governo Bolsonaro possui 45,04% dos votos válidos.

19h05 - Teresa Cristina (PP) foi matematicamente eleita como senadora pelo Mato Grosso do Sul. Ela possui 61,06% dos votos válidos com 77,47% das urnas apuradas no estado. Teresa Cristina é ex-Ministra da Agricultura do governo Bolsonaro e incialmente chegou a ser cotada como vice-presidente na chapa de reeleição do Bolsonaro.

18h54 - Com 20,26% das urnas apuradas, Bolsonaro lidera com 47,93% dos votos, enquanto Lula possui 43,32% dos votos.

18h51 - No Distrito Federal, onde as apurações estão mais avançadas, com 82,32% das seções totalizadas, Ibaneis Rocha (MDB) lidera a disputa pelo governo, com 49,92%. Em segundo lugar está Leandro Grass (PV), com 26,59% dos votos e seguido por Paulo Octávio (PSD), com 7,43%.

18h44 - Na disputa pelo governo de Rio Grande do Sul, com 25,21% das seções totalizadas, Onyx Lorenzoni (PL) lidera com 39,69% dos votos; Eduardo Leite (PSDB) , com 25,93%, e Edegar Pretto (PT) com 25,15% 401.288 dos votos .

18h38 - Com 12,09% das urnas apuradas, Bolsonaro lidera com 48,21% dos votos, contra 43,04% para Lula.

18h37 - Em São Paulo, principal colégio eleitoral com 34,6 milhões de eleitores, ainda há pessoas na fila para votar às 18h25. As sessões foram fechadas em todo país às 17h de Brasília, e quem estava na fila recebeu senha.

18h35 - Com 9,10% das urnas apuradas, os principais colégios eleitorais seguem a apuração em ritmos diferentes. São Paulo possui 3,52% das urnas apuradas, Minas Gerais possui 4,64%, Rio de Janeiro tem 1,42%, Bahia segue com 2,91% e Rio Grande do Sul já apurou 20,09% das urnas.

18h29 - As unidades federativas que estão mais avançadas na apuração são: Distrito Federal (61,57%), Mato Grosso do Sul (33,67%) e Tocantins (30,58%). Já as mais atrasadas na apuração são: Alagoas (0,53%), Maranhão (0,88%) e Rio de Janeiro (1,21%).

18h23 - Com 5,42% das urnas apuradas, Bolsonaro aparece com 48,80% dos votos, contra 42,18% para Lula.

18h11 - Com 4,13% das urnas apuradas, Bolsonaro possui 48,89% dos votos, enquanto Lula possui 41,96%.

17h54 - Com 1,83% das urnas apuradas, Bolsonaro lidera a disputa eleitoral com 48,66%, seguido por Lula, com 41,58% dos votos válidos.

17h42 - Até o momento, a abstenção registrada é de 25,58%. Isso decorre do comparecimento de 1.187.632 eleitores e 408.126, segundo o TSE.

17h39 - Com 1,08% dos votos apurados, Bolsonaro aparece com 48,37%, contra 41,37% para Lula.

17h31 - O Distrito Federal é a unidade da federação com apuração mais avançada no momento, com 11,38% das seções totalizadas, segundo dados do TSE. Quatro estados ainda estavam sem divulgar resultados: Alagoas, Maranhão, Pernambuco e Sergipe.

17h26 - Bolsonaro acompanha a apuração junto com a família no Palácio da Alvorada, em Brasília. Foi criado um esquema de segurança prevendo a presença de apoiadores a partir das 17h, mas ainda não há registros de partidários do presidente no local, segundo a reportagem da Rádio CBN. O presidente votou no Rio de Janeiro no início da manhã e disse confiar em sua vitória no 1º turno.

17h24 - Com 0,45% das urnas apuradas, Bolsonaro segue na liderança com 47,65% dos votos válidos, seguido por Lula, com 41,36%.

17h16 - Com 0,28% das urnas apuradas, Bolsonaro lidera a disputa com 46,19%, seguido por Lula, com 42,34% dos votos válidos.

17h15 - Todas as regiões do país já iniciaram as apurações de votos.

17h10 - Com 0,09% das urnas apuradas, o ex-presidente Lula da Silva (PT) possui 51,15% dos votos válidos e o presidente Jair Bolsonaro (PL) possui 36,77%, segundo o TSE.

17h05 - Segundo o último boletim divulgado pela Justiça Eleitoral neste domingo (2), 3.222 urnas precisaram ser substituídas em todo o país. O número representa 0,60% do total das urnas utilizadas.

17h - Votação é encerrada em todo o país.

16h50 - O presidente do TSE, Alexandre de Moraes, disse em entrevista na tarde deste domingo que considera que os registros de filas e ocorrências nas eleições do país estão dentro da normalidade. Há relatos de lentidão em seções pelo país, e Moraes considera que é cedo para avaliar os motivos, e que recebeu informação de grande número de comparecimento de eleitores. Os resultados parciais só começarão a ser divulgados após o encerramento da votação em todas as seções.

Eleições 2022: Veja os principais destaques da apuração
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (58)
BozLu Lapinante
BozLu Lapinante 03.10.2022 13:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Brasil de luto. Seja com Lula ou Bozo, garantia de mais 4 anos de populismo corrupto. Ou o povo é burro ou está desesperado e atordoado votando em ladrões populistas.
José Artur Medina
José Artur Medina 03.10.2022 11:32
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Amaldiçoados sejam estes "jornalistes" que fraudam pesquisas eleitorais, ou que ignoram a fraude que elas produzem, golpistas filhos de um PURA! Como Lula tem 65% dos votos do NE se ele não pode andar nas ruas???Abin!!!!SOCORRO!!!
BozLu Lapinante
BozLu Lapinante 03.10.2022 11:32
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Foi fraude, mimimimi. Não acredito em vacina, mimimimi. Cloroquina, mimimimi. Bozo não é ladrão, mimimi. Vocês são burros ou idiotas? Bom mesmo é a Brasmarket!!!
Tati Ag
Tati Ag 03.10.2022 10:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Estrategicamente pensando, o Lula ganhando não conseguirá aprovar as barbaridades, pensem bem para o 2 turno. Brasil só voltará a crescer quando elegermos outros candidatos, infelizmente a realidade é esta!
José Ed
TradInvest 03.10.2022 0:08
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Era pra ser proibido essas pesquisas mentirosa, que influenciam no voto das pessoas.
Carlos Siq
Carlos Siq 02.10.2022 23:05
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Cadê os 60%?kkkk
Daniel Sr
Daniel Sr 02.10.2022 21:59
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O que vai acontecer com o gado agora? Vão virar churrasco? Viver na bolha dizendo que tudo é fraude? Vão pra Rússia ajudar o Putin a continuar tomando uma surra da Ucrânia?
Alexandre Vilela
Alexandre Vilela 02.10.2022 21:59
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
bom o senado vai com força , apoiados pelo bozó . Os deputados também foram bem votados . os governadores tbm foram bem votados e não tá tão ruim para o bozó
Antonio Fassi
Antonio Fassi 02.10.2022 21:59
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Nossa! A declaração da Tibet Silicone deve ser tão importante como a do big house. Não serve pra nada. Acham que aquela mixaria que votou nela ainda vai segui-la no segundo turno. Vão escolher em seus estados qual a melhor situação em seus estados com os governadores, senadores e deputados eleitos. É só olhar no estado dela quem foram os eleitos.
César Ferreira
César Ferreira 02.10.2022 21:55
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Pesquisas fraudulentas que vergonha, mais vergonha ainda é brasileiro apoiar comunistas ao governo. Não basta Venezuela e Argentina de exemplo, querem levar o Brasil p mesmo caminho essa gente. Terá uma revolução no Brasil em menos de 2 anos
Clarence Abdala
Clarence Abdala 02.10.2022 21:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Petista sendo burro como sempre, ladrão eleito cadê? Nem com fraude
César Ferreira
César Ferreira 02.10.2022 21:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Pesquisas fraudulentas que vergonha, mais vergonha ainda é brasileiro apoiar comunistas ao governo. Não basta Venezuela e Argentina de exemplo, querem levar o Brasil p mesmo caminho essa gente. Terá uma revolução no Brasil em menos de 2 anos
Julimar Pieri
Julimar Pieri 02.10.2022 21:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Vem fraude aí.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail