Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
👀 Invista igual ao Warren Buffett e lucre +174.3% acima do badalado S&P 500 Aproveite desconto de 40%

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta terça-feira

Publicado 16.03.2021 07:32 Atualizado 16.03.2021 09:09
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Investing.com
 
US10Y...
+0,09%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
A1ZN34
-1,26%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
BABA34
-0,53%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
N1WS34
+0,00%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
M1TA34
+1,97%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
iBOV
-0,21%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por Geoffrey Smith e Ana Carolina Siedschlag

Investing.com - Investidores esperam os resultados das reuniões de política monetária no Brasil e nos EUA, de olho dados de inflação nos dois países.

Nos EUA, também será divulgada a produção industrial de fevereiro.

O presidente chinês Xi Jinping diz ao principal comitê econômico da China para reprimir as lacunas regulatórias que favorecem os gigantes de tecnologia do país, enquanto a campanha de vacinação da Europa está em desordem por causa de uma suspensão da vacina da AstraZeneca/Oxford University.

Estas são as principais notícias desta terça-feira (16):

CONFIRA: Calendário Econômico completo do Investing.com

1. Copom e Fomc no radar

O Federal Reserve e o Banco Central do Brasil iniciam as respectivas reuniões de dois dias para decidir sobre a política econômica dos próximos meses. Por aqui, o contexto é de inflação nas alturas, com o IGP-M acumulado de quase 30% em fevereiro e IPCA sentindo o repasse das altas, a 0,86%, a maior taxa para o mês desde 2016.

A expectativa é que o Comitê de Política Monetária do BC, o Copom, eleve a taxa básica de juros, Selic, em pelo menos meio ponto percentual, para 2,5%.

LEIA MAIS - Copom: Inflação encurrala BC e mercado vê alta de 0,5 pontos percentuais quarta

Já nos EUA, a discussão é se o Fed enxerga uma possível alta dos preços à frente, com a leve recuperação do mercado de trabalho vista nas últimas semanas e o avanço da vacinação pelo país. O banco central americano não deve alterar a política monetária nesta reunião, mas pode sinalizar se está de olho ou não na alta dos rendimentos dos títulos do Tesouro.

O país publica os dados de produção industrial de fevereiro às 10h15, horário de Brasília.

2. 3ª onda chega na Europa com vacina da AstraZeneca suspensa

Uma terceira onda de infecções por Covid-19 está se formando na Europa, com Alemanha, França, Itália e os países do Benelux (Béglica, Holanda e Luxemburgo) relatando infecções crescentes. O Instituto Robert Koch da Alemanha disse na terça-feira que os casos estão novamente aumentando exponencialmente no país.

A situação não está sendo ajudada pelos esforços contínuos da Europa em sabotar seu próprio programa de vacinação. A decisão alemã de interromper a distribuição da vacina da AstraZeneca (NASDAQ:AZN) (SA:A1ZN34)-Oxford University na segunda-feira levou França e Itália a seguir o exemplo. O regulador italiano de medicamentos chamou de “uma decisão política”, enquanto a Agência Europeia de Medicamentos, que é responsável por declarar os produtos médicos seguros, reiterou sua opinião de que os benefícios da vacina superam quaisquer riscos.

Em outro lugar, a Austrália disse que distribuirá a vacina da companhia britânica conforme planejado, enquanto o primeiro-ministro da Tailândia recebeu uma injeção na TV, quando o país suspendeu a interrupção anunciada na sexta-feira.

3. Ações devem abrir mistas

Os mercados de ações dos EUA devem abrir mistos, com investidores à espera do Fed.

Por volta das 9h04, o contrato Dow Jones futuros caía 0,01%, enquanto o contrato S&P 500 futuros e o Nasdaq 100 futuro subiam 0,13% e 0,55%, respectivamente.

As ações que provavelmente estarão em foco mais tarde incluem Facebook (NASDAQ:FB) (SA:FBOK34), que durante a madrugada fechou um acordo com a News Corp (NASDAQ:NWSA) (SA:N1WS34) para pagar por notícias na Austrália, um precedente provável de ter consequências em outros países também.

Por aqui, o índice futuro deve abrir em linha com o exterior, com o Ibovespa Futuros com leve baixa de 0,02% e o EWZ, fundo de índice que replica o Ibovespa em Nova York, tinha leve alta de 0,12%.

4. Xi pede o fechamento de "brechas" que beneficiam os gigantes da tecnologia

O presidente chinês Xi Jinping reiterou a necessidade de regulamentação mais rígida das empresas de tecnologia do país, intensificando uma campanha que começou no ano passado com o descarrilamento do IPO do Ant Group.

A TV estatal relatou que Xi disse ao principal comitê econômico chinês que o país precisa "preencher as lacunas nas regras" que governam o setor. Ajustes nos regulamentos do tipo descrito por Xi tiraram bilhões de dólares da avaliação do Ant Group, uma afiliada do Alibaba (NYSE:BABA) (SA:BABA34), atingindo a lucratividade de muitos de seus serviços financeiros com novos requisitos de capital.

Outros relatos apontam que Xi teria instruído o Alibaba a abrir mão do controle do South China Morning Post, um ícone da imprensa relativamente livre de Hong Kong.

5. Petróleo cai com estoques americanos

Os preços do petróleo bruto continuaram a enfraquecer antes dos dados de estoques dos EUA no final do dia do American Petroleum Institute.

LEIA MAIS: 4 ações para surfar na alta das commodities em 2021

Às 9h08, os futuros do WTI caíam 1,12%, a US$ 64,66 o barril, enquanto os futuros do Brent recuavam 1,15%, a US$ 68,09 o barril.

Os dados de estoquesdos EUA têm sido altamente voláteis nas últimas semanas devido aos efeitos da onda de frio no Texas, onde as refinarias precisaram abrir gradualmente depois de serem completamente fechadas pelo clima extremo. Os dados desta semana provavelmente mostrarão um aumento na demanda final por produtos refinados.

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta terça-feira
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (16)
Joao Batista Pinto de Souza
Joao Batista Pinto de Souza 16.03.2021 17:19
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
China crescendo como sempre, ainda mais na pandemia, comprando como nunca comodities; ferro, soja, petróleo. etc. Aqui os produtos somem elevando a inflação. Com dólar caro como está é o caminho de uma argentina conforme falou o jegues.
julio cesar
julio cesar 16.03.2021 10:32
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Terceira onda na Europa e países sem vacina?... Culpa do Bolsonaro
Carlos Eduardo
Carlos Eduardo 16.03.2021 10:12
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Essa alta de juros não vai impactar em nada a inflação. Estamos passando por falta de oferta, com fábricas paradas e linhas de produção trabalhando de forma reduzida, além de falta de matéria prima. Pode jogar os juros a 10 % que será inócuo. A inflação só vai estabilizar quando as atividades puderem voltar normalmente
Ricardo Bansi
Ric_Adrian 16.03.2021 10:12
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Concordo, mas é uma manobra de política monetário necessária neste momento. Quem tem renda fixa pré tem que ficar esperto. Tudo que tem pré vai sofrer.
Julius Capri
Julius Capri 16.03.2021 10:12
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Está louco, a inflação é meramente nominal por conta da desvalorização cambial, não é problema de produtividade, está tudo encalhado nas prateleiras.
Ricardo Bansi
Ric_Adrian 16.03.2021 10:05
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Curioso a mídia não chamar os governantes de Holanda, Belgica e Luxemburgo de genocidas.
julio cesar
julio cesar 16.03.2021 10:05
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A hora que eu li pensei a mesma coisa... Não é culpa dó Bolsonaro não?
Fernando Nascimento
Fernando Nascimento 16.03.2021 10:05
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
gados detectados
Ricardo Bansi
Ric_Adrian 16.03.2021 10:05
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Fernando Nascimento  Qta falta de educação! Chamar os outros daquilo que vc é se chama projeção. Quem não tem argumento faz isso, xinga. Esquerdista típico! Alias, uma pergunta, vc é remunerado por algum partido para entrar nos fóruns e ficar atacando as pessoas?
zeni moura
zeni moura 16.03.2021 10:03
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
STF vota acao para anular decreto d bolsonaro q flexibiliza a compra de arma... STJ vai gastar 53milhoes com escolta ARMADA para proteger ministros! Segue o jogo ...
Rafael Rodrigues
Rafael Rodrigues 16.03.2021 10:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
tratamento precoce salva vidas
Coraline Staker
Coraline Staker 16.03.2021 10:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Sim tratamento precocr também conhecido como Vacinas salvam milhões de vidas
Ricardo Bansi
Ric_Adrian 16.03.2021 10:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Coraline Staker  Quem tem medo é vermífugo é o que?
Coraci Junior Miranda Cavalcante
Coraci Junior Miranda Cavalcante 16.03.2021 9:58
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Quero ver o que o COPON vai fazer para baixar a inflação, aumentar a taxa básica?Com a nova rodada do auxílio emergencial, a elevação deve ser capaz de retirar do mercado mais dinheiro do que o auxílio vai injetar. Do contrário teremos inflação do tamanho da diferença.
rafael ourique
rafael ourique 16.03.2021 9:57
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
ótimo resumo!
rafael ourique
rafael ourique 16.03.2021 9:56
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
ótimo resumo!
Israel Arantes
Israel Arantes 16.03.2021 9:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
E tem gente achando q só no Brasil a coisa tá feia, mas até a Europa está sofrendo e isso q eles compram praticamente TODO os estoques de vacina do mundo. Atualmente já são quase 2 bilhões de vacinas, o suficiente para imunizar toda a Europa mais de 3 vezes...
Israel Arantes
Israel Arantes 16.03.2021 9:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Corrigindo, imunizar não, mas vacinar até 3x a população
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail