Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Varejistas brasileiros aceleram aquisições para competir por dominância no e-commerce

Ações04.08.2021 10:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. REUTERS/Amanda Perobelli

Por Tatiana Bautzer

SÃO PAULO (Reuters) - Em março do ano passado, Oziel da Silva Santos precisava de uma nova TV, mas as lojas na cidade de Belém, onde mora, estavam todas fechadas por medida de contenção da pandemia de Covid-19. Santos, de 50 anos, não fazia ideia de como comprar online e seguiu um link do site da Via Varejo (SA:VVAR3) para falar com um gerente.

Do outro lado da linha estava Railton Sampaio, gerente da loja 15 de Novembro na cidade. Sampaio o ajudou a comprar a TV no site, mandando o link para pagamento pelo aplicativo WhatsApp.

Santos é um dos milhões de brasileiros que começaram a comprar online pela primeira vez por causa da pandemia, um novo mercado vital para os maiores varejistas brasileiros.

As empresas estão adaptando suas estratégias e procurando aquisições que os ajudem a converter clientes tradicionais ou inexperientes às compras online.

Em quatro meses, Santos comprou mais duas TVs, um smartphone e móveis pelo canal online, sempre com a ajuda de vendedores da loja de Belém da Via Varejo. Todos ganharam comissões nas vendas.

A equipe de vendas comandada por Sampaio é um exemplo da estratégia disseminada entre os varejistas para aumentar a receita e atrair novos consumidores para vendas online ao longo do último ano, com ondas de restrições que provocaram fechamentos do comércio em diferentes períodos.

Quando a maior parte das cidades brasileiras adotou restrições ao comércio, em março do ano passado, as vendas da Via Varejo caíram 70%. Quase que imediatamente, a varejista mobilizou sua equipe de 20 mil vendedores para vender por meio do Facebook (NASDAQ:FB) (SA:FBOK34) e WhatsApp. "A pandemia acelerou nosso processo de transformação digital, o que estava previsto para um ano fizemos em poucos meses", disse o presidente-executivo, Roberto Fulcherberguer, à Reuters.

Cada loja abriu uma conta no Facebook, e no início os vendedores mandavam ofertas para amigos e família. A campanha "Me chama no Zap" levava os clientes do site direto para conversas com os gerentes de loja.

Mesmo com a reabertura das lojas físicas e a aceleração da vacinação, a Via Varejo e rivais como Magazine Luiza (SA:MGLU3) e Lojas Americanas (SA:LAME4) continuaram a registrar aumento de vendas online. Segundo dados do último balanço, 56% das vendas da Via Varejo são feitas online, bem acima dos 30% pré-pandemia.

"Agora os vendedores estão animados com as vendas online, uma boa parte das minhas comissões é de vendas online", diz Karina Ferreira Dias, vendedora de uma loja da Via Varejo na região metropolitana de São Paulo. A Via Varejo não demitiu vendedores durante os períodos de fechamento das lojas.

A estratégia do Magazine Luiza é similar. "Durante a pandemia, os vendedores do Magazine Luiza começaram a vender por meio de um aplicativo. Eles recebem comissões em todas as vendas, seja online, de produtos de terceiros no nosso marketplace, ou vendas presenciais," disse Eduardo Galanternick, vice-presidente de negócios da companhia.

Compras de startups

Desde o início da pandemia, os varejistas mais bem sucedidos estão fazendo aquisições para aprofundar suas estratégias digitais. Magazine Luiza, Via Varejo e Lojas Renner (SA:LREN3) levantaram, juntas, 13 bilhões de reais em ofertas de ações, e vêm usando os recursos principalmente para aquisições.

Magazine Luiza e Via Varejo têm uma estratégia de aquisições que reforça todas as áreas do e-commerce e financiamento para enfrentar crescente competição de rivais como o Mercado Livre (NASDAQ:MELI) (SA:MELI34), uma das empresas latino-americanas de maior valor de mercado, Amazon.com (NASDAQ:AMZN) (SA:AMZO34)e até AliExpress. Ambas construíram grandes marketplaces com dezenas de milhares de lojistas oferecendo produtos.

No mês passado, a Via Varejo concluiu a aquisição da fintech Celer para aumentar a oferta de produtos em seu aplicativo de crédito e conta digital Banqi. Desde o ano passado, comprou seis empresas e até criou um fundo de venture capital que investirá 200 milhões de reais nos próximos cinco anos em startups.

O Magazine Luiza comprou 12 empresas ano passado, das quais 9 eram empresas de tecnologia. Até agora neste ano, adquiriu 10 empresas, incluindo companhias de logística, fintechs e e-commerces especializados em nichos como beleza, alimentos e videogames.

As empresas estão reforçando seu serviço "omnichannel" aos consumidores, que permite flexibilidade, desde entregas rápidas a busca de produtos na loja. As lojas físicas podem ser uma arma competitiva contra as gigantes mundiais do e-commerce. O Magazine Luiza, por exemplo, abriu 23 lojas no Rio de Janeiro no mês passado e espera chegar a 50 novos pontos de venda até o fim do ano.

Mas a pandemia também teve forte impacto sobre os varejistas menos preparados. Empresas com estratégias digitais fracas e sem liquidez acabaram entrando em recuperação judicial, como a Saraiva (SA:SLED4) e a rede de eletroeletrônicos Maquina de Vendas, e analistas acreditam que a chance de saída da recuperação é baixa.

"A pandemia separou ganhadores e perdedores no varejo, e o que as empresas fizeram durante esse período vai definir seu futuro", disse Ricardo Lacerda, presidente-executivo do banco de investimentos BR Partners (SA:BRBI11), que assessorou alguns dos grandes negócios de varejo neste ano.

(Reportagem adicional de Jimin Kang)

Varejistas brasileiros aceleram aquisições para competir por dominância no e-commerce
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (5)
Mamoru Uehara
Mamoru Uehara 05.08.2021 7:46
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
é tanto comercio virtual que uma hora ja sabemos. hoje valorizam tanto mas quando acabar o virus lojas fisicas serao o futuro. posso comprar tv na loja virtual mas roupas calcados nao tem como tem que provar os produtos. sem lojas fisicas nao vende. maioria vai na loja pra ver se gosta.
Russo trilionario
Russo trilionario 04.08.2021 23:27
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
vai ser uma lavada tao grande do lula em cima do bolsonaro ano q vem, acho q essa galera q gosta do bolsonaro nao tem nenhuma percepçao da realidade que os cerca, pessoal, acordem, vai ser tipo flamengo x madureira, 10 x 1, vai ser muita grande a diferença de votos
Hugo Jhow
Hugo Jhow 04.08.2021 23:27
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Não sei se será 10 a 1, mas a maioria do povo gosta mais de ladrão mesmo.....
Flávio Amorim
Flávio Amorim 04.08.2021 11:05
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Acho que alguém está comprado em VVAR3. kkkk
Marcelo Prandini Faria
Marcelo Prandini Faria 04.08.2021 10:41
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
a matéria procede, apesar da forte propaganda no contexto.
Mario Peixoto Dantas
Mario Peixoto Dantas 04.08.2021 9:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Interpretando este texto e comparando com o preço do ativo VVAR, alguma coisa não bate!
Hugo Jhow
Hugo Jhow 04.08.2021 9:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
pode acrescentar o preço da mglu também nessa conta que não fecha
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail