Últimas Notícias
Investing Pro 0
🚨 Nossos dados Pro revelam a melhor ação da temporada de balanços Acesse dados

BC pode intervir em governança do Open Finance por dissenso no mercado

Tecnologia 24.11.2022 17:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. BC pode intervir em governança do Open Finance por dissenso no mercado
 
BBAS3
-0,63%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
BBDC3
-2,16%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
BBDC4
-2,22%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
ITUB3
-0,23%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
ITUB4
-0,36%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
SANB11
-1,17%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

O Banco Central (BC) afirmou na quarta-feira, 23, que pode interferir no desenho final da estrutura de governança do Open Finance com a dificuldade de bancos e fintechs de chegarem sozinhos a um acordo sobre o funcionamento dessa camada administrativa da iniciativa desenvolvida pelo BC. O órgão apontou que essa decisão deve levar em conta os objetivos do Open Finance de aumento da competição e inclusão no sistema financeiro, mas que não há prazo.

No painel "Open Finance - Balanço e Perspectivas" do evento BB Digital Week, do Banco do Brasil (BVMF:BBAS3) (BB), o chefe de Departamento de Regulação do Sistema Financeiro do BC, João André Pereira, responsável pela parte regulatória do Open Finance, disse que a discussão da estrutura definitiva de governança está atualmente "na sua mesa".

Inicialmente, o BC havia pedido para que a estrutura inicial de governança, formada por associações das instituições reguladas participantes, mandasse uma proposta única do BC para o modelo definitivo. Mas não houve consenso sobre dois pontos cruciais: quem manda e quem paga a conta. Hoje, o rateio dos custos administrativos da estrutura de governança é feito conforme o patrimônio líquido do participante. Já os votos são equânimes entre as sete cadeiras que compõem o conselho deliberativo, o que incomoda os bancos, responsáveis pela maior parte dos gastos.

"A gente criou um modelo super democrático, com voz para todos os segmentos do mercado. Isso gera alguns ruídos, todos estão defendendo os seus interesses, então é difícil criar essa estrutura definitiva e esperar que tenha essa coordenação ampla. Fica um pouco na conta do regulador", disse ele.

Diante do dissenso, foram enviadas propostas diferentes ao BC sobre o financiamento da estrutura e o poder de voto com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), e as demais associadas de outro. "Recebemos todas as propostas dos vários segmentos que fazem parte do conselho deliberativo e estamos avaliando. Talvez a gente tenha de fato que interferir para criar esse desenho final, mas sempre respeitando os objetivos de aumento da competição e inclusão."

Mesmo após receber as propostas, o BC tinha esperança de conseguir promover o diálogo entre os participantes do ecossistema para que chegassem a um acordo. Caso haja interferência, o BC teria de publicar uma nova resolução com esse regramento.

Pereira, contudo, disse que não há prazo para definição. "Estamos focados em fazer a coisa Open Finance ficar redonda. A gente fez priorizações. Os bancos começam agora a respirar um pouco e pensar nos seus produtos, já estão cumprindo a parte regulatória. E, ao longo do tempo, vamos acertar a estrutura definitiva."

A proposta enviada pela Febraban e pela Abecs prevê que o financiamento dos custos e os votos funcionem de acordo com o uso do sistema, que prevê o compartilhamento, sob consentimento, de informações de clientes entre as instituições participantes.

Já as demais cadeiras sugeriram um modelo híbrido, com uma parte fixa e uma parte variável a ser paga pelos participantes para sustentar a camada burocrática, para não comprometer a entrada de instituições menores. A parte fixa continuaria ligada ao patrimônio líquido, mas com uma espécie de piso de pagamento, para que as instituições menores não sejam beneficiadas por um valor devido irrisório. Já a parte variável introduziria a divisão de custos baseada no uso.

Desafios

Outro desafio citado por Pereira no painel foi o de interoperabilidade, que permite que a comunicação entre as instituições participantes para compartilhar os dados no Open Finance funcione. Ele reconheceu que o cronograma colocou "a faca no pescoço" dos bancos e demais participantes e dificultou o desenvolvimento necessário para uma boa conexão entre elas, mas avalia que os problemas estão se estabilizando, o que dá um impulso maior à iniciativa.

Karen Machado, executiva de Open Finance do BB, avalia que, agora que os participantes estão conversando, o desafio é que falem a mesmo língua, de modo que a informação chegue limpa e possa ser realmente utilizada pela instituição que a solicitou. "A qualidade de dados deve ser muito o foco desse primeiro semestre de 2023."

Ela ainda considerou que a fase 4, de compartilhamento de dados de investimentos e seguros, por exemplo, deve adicionar muita complexidade ao Open Finance, mas que o ecossistema já aprendeu com o compartilhamento de dados bancários que as especificações para conectar as instituições precisam ser bem feitas e com mais espaço para testes do que para o desenvolvimento.

BC pode intervir em governança do Open Finance por dissenso no mercado
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail