Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

Bancos elevam projeção de alta da carteira de crédito em 2022, diz Febraban

IPOs Brasileiros em Retrospectiva

Por Rafael RagaziAções11.12.2020 12:51
br.investing.com/analysis/ipos-brasileiros-em-retrospectiva-200438945
IPOs Brasileiros em Retrospectiva
Por Rafael Ragazi   |  11.12.2020 12:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

As novatas da Bolsa

As ações da Rede D’Or São Luiz (SA:RDOR3) estrearam subindo +7,73 por cento ontem na bolsa. O IPO da empresa movimentou 11,4 bilhões de reais e foi o terceiro maior da história da nossa bolsa.

Neste ano foram realizados 25 IPOs, o que deixa 2020 atrás apenas de 2007, quando 64 empresas ingressaram na bolsa e 55 bilhões foram captados.

Gráfico mostra IPOs por ano (empresas com ações ainda negociadas). Período: 2002 a 2020.
Gráfico mostra IPOs por ano (empresas com ações ainda negociadas). Período: 2002 a 2020.

IPOs por ano (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

Ao todo, há 142 empresas que abriram capital desde a virada do século e que ainda têm ações negociadas na bolsa.

Gráfico mostra IPOs por setor (empresas com ações ainda negociadas).
Gráfico mostra IPOs por setor (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs por setor (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

O setor imobiliário tem se destacado  ao longo dos anos com um grande número de ofertas. Dentre as 24 empresas do setor que estrearam na bolsa recentemente, 13 fizeram seu IPO em 2007 e 7 neste ano.

 

Melhores e piores desempenhos

Tabela com IPOs em 2020 (empresas com ações ainda negociadas).
Tabela com IPOs em 2020 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs em 2020 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

Em 2020, apesar da forte queda na bolsa por conta da pandemia, as ações que fizeram IPO acumulam um retorno médio de +13,6 por cento.

Mas a média é fortemente influenciada pelo desempenho das ações da Locaweb (SA:LWSA3), que sobem +276 por cento desde a estreia na bolsa.

O retorno médio, desconsiderando a empresa, é de +2,6 por cento.

Tabela com IPOs em 2019 (empresas com ações ainda negociadas).
Tabela com IPOs em 2019 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs em 2019 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

Foram realizados 5 IPOs no ano passado, e os destaques são a Centauro (SA:CNTO3), subindo +125 por cento, e o Banco BMG (SA:BMGB4), que caiu -55 por cento desde a oferta.

Tabela com IPOs em 2018 (empresas com ações ainda negociadas).
Tabela com IPOs em 2018 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs em 2018 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

Na safra de 2018, tivemos apenas vencedoras. Banco Inter (SA:BIDI4) e as empresas de saúde verticalizadas HAPV3 e GNDI3 acumulam um retorno médio de 451 por cento desde suas respectivas estreias.

Tabela com IPOs em 2017 (empresas com ações ainda negociadas).
Tabela com IPOs em 2017 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs em 2017 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

Em 2007, os destaques positivos foram MOVI3 (+180 por cento) e OMGE (+136 por cento); Burger King (SA:BKBR3) é a empresa com pior desempenho na safra (-38 por cento.

IPOs entre 2014 e 2016 (empresas com ações ainda negociadas).
IPOs entre 2014 e 2016 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs entre 2014 e 2016 (empresas com ações ainda negociadas).
IPOs entre 2014 e 2016 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs entre 2014 e 2016 (empresas com ações ainda negociadas).
IPOs entre 2014 e 2016 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs entre 2014 e 2016 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

Entre os anos de 2014 e 2016, tivemos apenas uma nova ingressante por ano. Dentre elas, somente a Ouro Fino (SA:OFSA3) acumula um retorno positivo desde sua estreia (+33 por cento).

Tabela com IPOs em 2013 (empresas com ações ainda negociadas).
Tabela com IPOs em 2013 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs em 2013 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

Os grandes destaques na safra de 2013 foram as empresas de tecnologia que ingressaram na bolsa. Sinqia (SA:SQIA3) já acumula um retorno de +647 por cento e Linx (SA:LINX3), de +308 por cento. A BB Seguridade (SA:BBSE3) fez o segundo maior IPO do Brasil no ano, movimentando 11,5 bilhões. Por fim, o mico do ano, Biosev (SA:BSEV3) (BSVE3), que caiu -66 por cento desde seu IPO.

Tabela com IPOs em 2012 (empresas com ações ainda negociadas).
Tabela com IPOs em 2012 (empresas com ações ainda negociadas).


IPOs em 2012 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

Na safra de 2012, temos duas empresas com desempenhos antagônicos: enquanto a Unidas (SA:LCAM3) tem um dos maiores retornos acumulados desde a estreia nos últimos anos (+782 por cento), a Unicasa (SA:UCAS3) caiu -70 por cento.

Tabela com IPOs em 2011 (empresas com ações ainda negociadas).
Tabela com IPOs em 2011 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs em 2011 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

A Magazine Luiza (SA:MGLU3) abriu seu capital em 2011, caiu -85 por cento até 2015 e teve forte alta nos anos seguintes. A companhia ocupa, hoje, o segundo lugar no pódio de valorização desde o IPO nos últimos anos. Arezzo (SA:ARZZ3), Qualicorp (SA:QUAL3) e Technos (SA:TECN3) também se destacam com retornos acumulados de +266, +163 e -92 por cento, respectivamente.

Tabela com IPOs em 2010 (empresas com ações ainda negociadas).
Tabela com IPOs em 2010 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs em 2010 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

O ano de 2010 não foi muito bom para quem participou de IPOs. Apesar de Simpar (SA:SIMH3) acumular um retorno de +295 por cento, 8 das 10 ingressantes do ano acumulam retornos negativos. O principal destaque dentre as estreantes do ano foi para a OSX (SA:OSXB3), uma das empresas do fracassado império criado por Eike Batista.

Tabela com IPOs em 2009 (empresas com ações ainda negociadas).
Tabela com IPOs em 2009 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs em 2009 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

Em 2009, o Santander (SA:SANB11) movimentou mais de 14 bilhões de reais em sua oferta, que foi a maior do mundo nesse ano e ainda é a maior da história do Brasil. Mas o grande da safra é Fleury (SA:FLRY3), que subiu +237 por cento. Já quem investiu em Cielo (SA:CIEL3) no IPO, tem apenas metade do dinheiro hoje.

Tabela com IPOs em 2008 (empresas com ações ainda negociadas).
Tabela com IPOs em 2008 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs em 2008 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

No ano de 2008, mesmo com a crise do subprime americano, tivemos 3 IPOs de empresas que ainda negociam na bolsa brasileira, e Hypera (SA:HYPE3) é a única que acumula um retorno positivo.

Tabela com IPOs em 2007 (empresas com ações ainda negociadas).
Tabela com IPOs em 2007 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs em 2007 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

O ano de 2007 foi aquele com o maior número de IPOs e volume financeiro captado. Tivemos de tudo, desde ações se multiplicando por mais de 6x, como Tenda (SA:TEND3) e Sul América (SULA11 (SA:SULA11)), até ações que praticamente viraram pó, como PDG (SA:PDGR3) e Viver Incorporadora (SA:VIVR3). O retorno médio desde o IPO para as empresas da safra de 2007 foi de +52 por cento, e a bolsa subiu +80 por cento desde o fim desse ano.

Tabela com IPOs em 2006 (empresas com ações ainda negociadas).
Tabela com IPOs em 2006 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs em 2006 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

A Totvs (SA:TOTS3) foi o principal destaque da safra de 2006 e acumula um retorno de +1122 por cento desde a sua estreia na bolsa. O retorno médio acumulado dos IPOs no ano é de +137 por cento.

Tabela com IPOs em 2005 (empresas com ações ainda negociadas).
Tabela com IPOs em 2005 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs em 2005 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

Quem investiu nos IPOs de 2005 não tem do que reclamar; com exceção de Pomifrutas (SA:FRTA3), todas as demais empresas acumulam fartos retornos. Localiza (SA:RENT3) e Lojas Renner (SA:LREN3) são, respectivamente, a primeira e terceira empresas com as maiores altas acumuladas desde o IPO de 2000 para cá.

Tabela com IPOs em 2004 (empresas com ações ainda negociadas).
Tabela com IPOs em 2004 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs em 2004 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

O ano de 2004 também foi um ano positivo para quem apostou nas estreantes da bolsa. Nenhuma ação da safra acumula um retorno negativo, e o principal destaque foi Natura (SA:NTCO3), que já se multiplicou por 20x desde o IPO.

IPOs em 2002 (empresas com ações ainda negociadas).
IPOs em 2002 (empresas com ações ainda negociadas).

IPOs em 2002 (empresas com ações ainda negociadas). Fonte: Bloomberg e Nord Research.

Por fim, temos a solitária CCR (SA:CCRO3), que foi a única empresa a ingressar na bolsa entre 2000 e 2003 com ações ainda negociadas. Mas a história não é tão triste assim, o retorno acumulado desde sua estreia é de 1.111 por cento.

Abraço

IPOs Brasileiros em Retrospectiva
 

Artigos Relacionados

IPOs Brasileiros em Retrospectiva

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (2)
Paulo Sérgio Ferreira
Paulo Sérgio Ferreira 12.12.2020 5:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Adorei seus estudos sobre o tema e já compartilhei com alguns amigos. Eu li o artigo ontem a noite e dormir pensando e acordei hoje vislumbrando a necessidade de sempre estarmos ajustando nossas ações do portfólio de longo prazo. Essa atitude deverá ser realizada sem stresses e com paciência. O domínio do emocional será preciso, não existe ganhos fáceis, estudar, otimizar os escassos recursos e ter paciência. Valeu pela dica e não lembro de ter lido nada parecido no livro " O Investidor Inteligente". Mas de qualquer forma irei procurar. Parabéns, bom trabalho.
Nildo MS
Nildo MS 11.12.2020 13:18
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Deve ter dado um trabalhinho recapitular isso aí, parabéns pelo trabalho.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail