Últimas Notícias
0

Para o Mercado Financeiro Pesquisa Incentiva na Margem, mas Contraditórios Pesam!

Por Sidnei NehmeResumo do Mercado11.10.2018 10:10
br.investing.com/analysis/para-o-mercado-financeiro-pesquisa-incentiva-na-margem-mas-contraditorios-pesam-200223219
Para o Mercado Financeiro Pesquisa Incentiva na Margem, mas Contraditórios Pesam!
Por Sidnei Nehme   |  11.10.2018 10:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

O mercado financeiro após o impacto de excessiva repercussão do resultado da eleição presidencial no 1º turno, em especial na segunda feira, sinaliza ter afastado a emoção e assumido postura mais alinhada com a razão, portanto com comportamento mais sensato e melhor alinhado com a realidade.

Se os indicativos sinalizam maior probabilidade de vitória do candidato Bolsonaro, como confirmado ontem na pesquisa DATAFOLHA, por outro lado ainda permanece intacta a deletéria situação da atividade econômica brasileira, seu déficit fiscal, elevado desemprego, queda de renda, queda de consumo, etc... cujo “status quo” é o foco e são os desafios mais perceptíveis para o novo presidente e que estão presentes, tanto quanto antes e carentes de linhas programáticas de gestão por parte dos candidatos ao poder executivo.

Desta forma, após o euforismo foi restaurada a sensatez e, embora com otimismo, não é recomendável excessos no comportamento dos segmentos do mercado financeiro, mais tão somente viés positivo.

Embora pró mercado, este (o mercado) tem visto com certa reserva as resultantes das pesquisas eleitorais que já vinham sido acometidas de relativa descrença, fato que se acentuou com disparidades identificadas no confronto com os resultados efetivos do 1º turno. Ademais é notória a fragilidade das lideranças partidárias dos partidos que colheram insucesso e as suas baixas capacidades de influenciar o eleitorado.

Relevante neste momento, em que vão se fortalecendo as perspectivas de que o candidato Bolsonaro seja o próximo Presidente, é o foco sobre os sinais que o próprio e seus assessores emitem sobre medidas e ações em torno do quadro econômico brasileiro.

Foi desastroso para o otimismo predominante no mercado, já com características de maior sensatez, a declaração em torno da Eletrobrás, revertendo a expectativa de privatização.

A B3 então fez meia volta e repercutiu o desapontamento dos investidores, de certa forma retroagiu para parâmetros mais adequados no momento, mas pode retomar o ânimo hoje após o ajuste pontual de ontem.

Não imaginamos que sofra efeitos colaterais do mercado externo, onde a NASDAQ sinalizou forte ajuste e até possibilidade de mantê-lo repercutindo efeitos da elevação de juro americano, mas também o fato de ter nos últimos 10 anos crescido o equivalente a 6 vezes.

Para se ter uma ideia, a DJ no mesmo período cresceu 3 vez e a nossa B3 tem hoje, em dólares, o mesmo valor de 10 anos atrás.

No câmbio houve o esvaziamento absoluto do movimento especulativo instalado por total falta de fundamentos, o que era previsível independente deste ou aquele candidato que galgar a Presidência, visto que o país não tem problemas, por mais contraditório que possa parecer, na questão cambial, estando imune a crise neste quesito.

O otimismo provocou o ajuste mais rápido e até mais intenso do que prevíramos, pois nossa projeção era de R$ 3,90 antes da eleição e R$ 3,80, que consideramos a taxa de equilíbrio, para logo após a eleição. A precipitação gerada pelo desconforto dos investidores, em sua grande maioria estrangeiros, com suas posições "compradas não hedge” em dólar futuro sob o risco de perda muito rápida pela apreciação do real que os levou a reverter estas posições forçou a queda com maior intensidade do preço da moeda americana, conduzindo-a às proximidades de R$ 3,70, que neste momento consideramos muito baixo.

No momento, embora continuemos considerando R$ 3,80 a taxa de equilíbrio, o que se constata é a flutuação do preço na zona de conforto entre R$ 3,70 a R$ 3,80, com presença de um comportamento de “efeito gangorra”, visto que há posicionamentos de “comprados” (predominantemente estrangeiros) e “vendidos” (predominantemente fundos e bancos) em torno de US$ 40,0 Bi.

Ocorre que os “vendidos” tem interesse em apreciar o real o que lhes favorece e assim pressionam nesta linha, enquanto os “comprados” buscam dar sustentação e quando o preço tende a se aproximar de R$ 3,70, que consideramos um piso já bastante baixo para o contexto Brasil, os “comprados” entram e compram mais para melhorar o preço médio dos seus estoques. Então, a flutuação ocorre no intervalo R$ 3,70-R$ 3,80, indo e vindo, tal qual uma “gangorra”, por razões muito claras.

Esta situação do câmbio que deve perdurar, poderá determinar mudanças nas projeções do Boletim FOCUS, a ser divulgado na segunda dia 15, reduzindo a projeção do preço do dólar de R$ 3,89 para algo como R$ 3,80, como já o foi anteriormente, mas também com impactos nas projeções do IPCA, que poderá ter atenuados os efeitos na curva que estava ascendente, e aumentar a convicção de que a SELIC será mantida até o final do ano.

O mês de outubro começou com o fluxo cambial positivo de 1 a 5 positivo, anterior, portanto, às eleições, apontando líquidos US$ 3,083 Bi resultante de fluxo financeiro positivo de US$ 3.497 Bi e comercial negativo de US$ 414,0 Mi. No ano o fluxo cambial está positivo em US$ 21,123 Bi com fluxo comercial positivo em US$ 36,629 Bi e financeiro negativo em US$ 15,506 Bi. Os bancos que viraram o mês registrando posição vendida de US$ 5,876 Bi, com suporte de linhas de financiamento em moeda estrangeira com recompra do BC de US$ 2,150 Bi, portanto posição vendida líquida efetiva de US$ 3,726 Bi com o fluxo positivo da primeira semana de outubro a reduziram para vendida líquida de US$ 643,0 Mi.

Tudo leva a crer que na semana de 8-11 o resultado do fluxo financeiro positivo seja expressivo, refletindo o impulso dado pelo resultado do 1º turno das eleições presidenciais alinhado com as expectativas do mercado financeiro.

Para o Mercado Financeiro Pesquisa Incentiva na Margem, mas Contraditórios Pesam!
 

Artigos Relacionados

Para o Mercado Financeiro Pesquisa Incentiva na Margem, mas Contraditórios Pesam!

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias ou ataques pessoais dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários
BullGreen Green
BullGreen 11.10.2018 10:58
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
data vênia, a declaração sobre a Eletrobras foi desastrosa para especuladores, não para o Brasil. Cabe lembrar que hoje sai o resultado da antifraude. Basta acompanhar o Brasil Paralelo.
Responder
0 0
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Registrar-se com Google
ou
Registrar-se com o e-mail