🔥 Ações selecionadas por IA com InvestingPro Agora com até 50% de descontoGARANTA JÁ SUA OFERTA

"Traders" optam por cautela antes do Fed, com inicio de ano espetacular para ações

Publicado 31.01.2023, 08:07
NDX
-
UK100
-
XAU/USD
-
US500
-
FCHI
-
DJI
-
AXJO
-
DE40
-
ES35
-
IT40
-
JP225
-
HK50
-
GM
-
AMZN
-
RIO
-
AAL
-
ANTO
-
CRDI
-
PFE
-
GC
-
LCO
-
CL
-
ZS
-
PSI20
-
IXIC
-
META
-
KS11
-
SSEC
-
STOXX
-
CSI300
-
BTC/USD
-
ETH/USD
-
ADA/USD
-
SOL/USD
-
LUNAt/USD
-

Bem-vindo à sua leitura matinal de cinco minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: As bolsas asiáticas fecharam em baixa nesta na terça-feira, com os investidores digerindo uma série de dados econômicos e um potencial aumento da taxa de juros do Federal Reserve.

O índice Hang Seng de Hong Kong caiu 1,03%, fechando em 21.842,33 pontos.

Na China continental, o composto de Xangai caiu 0,42%, para 3.255,67 pontos e o Shenzhen Component caiu 0,80%, fechando em 12.001,26 pontos, com o PMI oficial de manufatura da China registrando uma leitura de 50,1, a primeira expansão desde outubro de 2022. Marca acima de 50 pontos separa crescimento de contração. A leitura supera as previsões de 49,8 e está acima dos 47 de dezembro. O PMI não manufatureiro da China, que compreende os setores de serviços, alimentação e construção, subiu para 54,5, ante 41,6 em dezembro.

O S&P/ASX 200 da Austrália fechou com leve baixa de 0,07%, em 7.476,70 pontos. Entre as mineradoras, a produtora de terras raras Lynas caiu 3,3% depois de passar a segunda-feira em território positivo, no entanto, as mineradoras de peso como BHP, Rio Tinto (LON:RIO) e Fortescue, terminaram em alta de 0,3%, 0,1%, 0,1%, respectivamente. As produtoras de petróleo Santos e Woodside Energy caíram 0,7% e 0,1%, respectivamente.

O Nikkei do Japão terminou em queda de 0,39%, fechando em 27.327,11 pontos, com o Japão registrando uma taxa de desemprego de 2,5% em dezembro, em linha com as expectativas.

O índice sul-coreano Kospi caiu 1% e fechou em 2.425,08 pontos, depois que a produção industrial do país registrou uma queda de 7,3% ano a ano em dezembro, mais acentuada do que as expectativas de uma queda de 5,1% dos analistas.

O índice MSCI para Ásia-Pacífico, exceto Japão, caiu 1,52%.

O Fundo Monetário Internacional também revisou para cima suas projeções de crescimento global para 2023, mas alertou que taxas de juros mais altas e a invasão russa na Ucrânia provavelmente ainda pesariam sobre a atividade.

EUROPA: Os mercados europeus operam em baixa na terça-feira, com as atenções voltadas para a mais recente reunião de política monetária do Federal Reserve dos EUA, que começa hoje.

A zona do euro surpreendentemente cresceu 0,1 % no último trimestre de 2022, segundo dados preliminares do Eurostat. A região tem estado sob pressão após a invasão na Ucrânia pela Rússia, visto que os altos custos de alimentos e energia agravaram os gargalos da cadeia de suprimentos de longo prazo. No ano passado, os economistas alertaram que a região poderia entrar em uma recessão econômica. Os preços da energia esfriaram no final de 2022, trazendo alívio para o desempenho econômico da zona do euro. Os números mais recentes vem depois que a área do euro registrou um aumento de 0,3% do PIB no terceiro trimestre do ano passado.

A Alemanha surpreendeu negativamente. A maior economia europeia contraiu 0,2% no último trimestre de 2022, com analistas agora esperando que o país entre em recessão. “A Alemanha provavelmente entrou em uma recessão superficial no quarto trimestre, que durará até o primeiro trimestre antes que a economia se estabilize no segundo trimestre de 2023”, disse o economista do Berenberg, em nota na segunda-feira. A França mostrou um fraco crescimento no quarto trimestre, de 0,1%.

Ainda na Alemanha, houve uma queda surpreendente nas vendas no varejo em dezembro e a taxa de desemprego da Alemanha se estabilizou em janeiro, apesar da desaceleração da economia

O índice pan-europeu Stoxx 600 cai 0,6% no pregão do meio da manhã, com o setor de mineração liderando as perdas. Os bancos sobem depois que os resultados do UniCredit (BIT:CRDI) e do UBS superaram as estimativas.

O DAX 30 cai 0,6%, o francês CAC 40 cai 0,5% e o FTSE MIB da Itália recua 0,2%.

Na Península Ibérica, o IBEX 35 da Espanha cai 0,2% e o português PSI 20 sobe 0,1%.

Em Londres, o FTSE 100 cai 0,7%. As mineradoras registram quedas substanciais na LSE. Anglo American (LON:AAL) cai 2,4%, Antofagasta (LON:ANTO) perde 1,3%, BHP recua 0,7% e a Rio Tinto cede 1,2%. A petrolífera BP cai 1,6%.

EUA: Os contratos futuros dos índices de ações caem ligeiramente na terça-feira, com o S&P 500 tentando encerrar seu melhor janeiro desde 2019.

Durante as negociações regulares de segunda-feira, o Dow caiu 0,77%, fechando em 33.717,09 pontos, enquanto o S&P e o Nasdaq Composite caíram 1,30% e 1,96%, respectivamente.

As ações iniciam o ano de forma brilhante depois de encerrar um 2022 difícil, o pior ano para as ações desde 2008. Com o fechamento de segunda-feira, o S&P e o Dow subiram 4,64% e 1,72% em janeiro, respectivamente e caminham para o terceiro mês positivo em quatro. O Nasdaq Composite subiu 8,86% este mês, colocando-o em seu melhor desempenho mensal desde julho.

Os rendimentos dos Títulos do Tesouro dos EUA caem na terça-feira, enquanto os investidores aguardam o início da última reunião do Federal Reserve no final, enquanto aguardam o resultado de sua política monetária amanhã. Por volta das 6h00 (horário de Brasília), o rendimento do título do Tesouro de 10 anos caia mais de dois pontos-base, para 3,5253%, enquanto o rendimento do Tesouro de 2 anos, mais sensível à política do Fed, caia quase quatro pontos-base e era negociado em 4,2218%. Rendimentos e preços tem uma relação inversa e um ponto-base equivale a 0,01%.

Espera-se que o Fed anuncie um aumento de 25 pontos-base quando sua reunião terminar na quarta-feira, desacelerando ainda mais o ritmo de aumentos de juros que implementou em sua batalha contra a inflação no ano passado. Os investidores também buscarão metas do banco central sobre a política de taxas e suas expectativas para desenvolvimentos econômicos mais amplos. Isso inclui a questão de saber se a inflação diminuirá e a probabilidade de fazer com que a economia dos EUA evite uma recessão severa. Nos últimos meses, espalharam preocupações sobre a possibilidade do ritmo de alta dos juros levar a uma contração da economia americana.

Na agenda econômica, o Índice de Custo de Emprego sairá às 10h30, o relatório do índice de preços de residências para novembro do S&P Case-Shiller será divulgado às 11h00, o PMI de Chicago sairá às 11h45 e a Confiança do Consumidor do Conference Board, às 12h00.

A temporada de balanços corporativos continua com empresas importantes como Caterpillar, Pfizer (NYSE:PFE), McDonald’s, General Motors (NYSE:GM), Advanced Micro Devices, Meta Platforms (NASDAQ:META) e Amazon (NASDAQ:AMZN). Os investidores estão atentos aos comentários sobre como algumas das maiores empresas estão se saindo em meio à alta inflação e aos temores de desaceleração dos gastos do consumidor.

CRIPTOMOEDAS: As criptomoedas registram mais um dia de baixa nesta terça-feira, com investidores optando pela cautela antes da decisão do Fed, em um movimento claro de realização de lucro em um mês espetacular para as criptos.

Os ativos digitais de uma maneira geral recuam à medida que os "traders" focam na próxima decisão de taxa de juros do Fed, um catalisador chave que provavelmente influenciará o sentimento para criptos e ações. Ambas as classes de ativos sensíveis ao risco tornaram-se mais correlacionadas ao longo do ano passado, com o Bitcoin oscilando em sintonia com o Dow Jones Industrial Average e o S & P 500 em um cenário macro de alta inflação e aumento das taxas de juros.

O Bitcoin subiu quase 40% desde o início do ano, o melhor desempenho mensal desde outubro de 2021 e o melhor início de ano desde 2013, enquanto o Ethereum ganhou 30% no mês.

O Bitcoin caiu mais de 1% nas últimas 24 horas, negociando próximo de US $ 22.850, depois que o maior ativo digital despencou quase 5% em uma base intradiária na segunda-feira.

O Ethereum, a segunda maior criptomoeda, cai aproximadamente 0,8%, para US $ 1.570.

Bitcoin: -1,55% em US $ 22,873,10
0Ethereum: -0,87% em US $ 1.570,76
Cardano: -1,70%
Solana: -2,05%
Terra Classic: -2,07%

ÍNDICES FUTUROS - 7h45:
Dow: -0,30%
SP500: -0,35%
NASDAQ: -0,56%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: -1,31%
MinFe Singapura: -1,65%
Brent: -1,22%
WTI: -1,37%
Soja: -0,31%
Ouro: -0,96%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Últimos comentários

Carregando o próximo artigo...
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.