Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Você Sabe o Risco que Corre Quando Investe em Ações?

Por Eduardo GuimarãesAções19.09.2018 09:51
br.investing.com/analysis/voce-sabe-o-risco-que-corre-quando-investe-em-acoes-200222882
Você Sabe o Risco que Corre Quando Investe em Ações?
Por Eduardo Guimarães   |  19.09.2018 09:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Na coluna de hoje, vou falar de risco e volatilidade no investimento em ações. Como analisar o risco e retorno de uma carteira de ações? Qual o horizonte de tempo? Como saber na prática o risco envolvido ao se comprar uma ação na Bolsa de Valores?

O ponto de partida de qualquer análise sobre a rentabilidade de um portfólio de ações é o retorno médio da carteira em determinado período. Em termos práticos: eu investi R$ 1.000 numa ação e esperei 12 meses, qual foi o meu rendimento e qual é o meu patrimônio ao final do período?

Muito importante observar que é preciso considerar também o retorno obtido em dividendos, juros sobre capital próprio (JCP) e subscrições. Aqui estou falando do retorno total ao acionista: aumento/queda no preço das ações + retorno em dividendos/JCP.

Analisar apenas o retorno da carteira de maneira isolada é uma análise incompleta, pois não considera a volatilidade do retorno.

Mas o que é volatilidade? É uma medida de dispersão de retorno, que analisa o grau de risco.

Estatística, distribuição normal, média e desvio padrão dos retornos são ferramentas para entender a volatilidade e medir o grau de risco. Para quem não é muito fã de estatística, segue um artigo sobre este tema.

Desempenho da carteira Dividendos da Levante

A carteira Dividendos da Levante apresentou queda de 7,7% no período de 28 de fevereiro (data de início da carteira) até 31 de agosto, comparado à queda de 10,2% no Ibovespa no mesmo período. Assim, a carteira Dividendos obteve rendimento 2,5 pontos percentuais mais alto do que o seu índice de referência, que é o Ibovespa. Neste caso, o alfa da carteira foi de 2,5% no período.

O beta da carteira Dividendos (que mede a correlação dos retornos com o Ibovespa) foi de 64,3% no período.

Eu também já falei sobre o alfa e o beta de uma carteira neste artigo aqui.

Como medir o risco de uma carteira de ações?

A volatilidade de uma carteira em determinado período é medida pelo desvio padrão dos retornos diários desta carteira de ações.

A volatilidade é uma medida de dispersão dos retornos de um ativo financeiro. Quanto mais o preço de uma ação varia em um período, maior o risco de se ganhar ou perder dinheiro negociando esta ação. Quanto mais volatilidade, maior será o nível de risco.

Irei utilizar um exemplo prático com informações reais da volatilidade da carteira Dividendos da Levante no período de 28/fev até 31/ago.

A volatilidade da carteira Dividendos foi de 1,06% ao dia, 4,9% ao mês e de 16,9% anualizado no período de 28/fev até 31/ago. A volatilidade do Ibovespa anualizada no período foi de 22,8%.

Como eu faço a leitura desta medida de risco na prática?

Na média, o desempenho da carteira Dividendos apresentou queda de 7,7% no período, com desvio padrão de 16,9% ao ano. O Ibovespa apresentou queda de 10,2% no período, com desvio padrão de 22,8% ao ano. Portanto, o risco da carteira Dividendos foi menor do que o do Ibovespa no período.

Risco e retorno
Risco e retorno

Outra maneira de analisar a volatilidade da carteira é determinar a dispersão dos retornos, determinada pelos pontos mínimo e máximo em relação ao retorno médio da carteira.

Dessa forma, no ponto mínimo o retorno da carteira Dividendos apresentou queda de 24,6% e no ponto máximo o retorno teve aumento de 9,2%. A dispersão para o Ibovespa é maior do que para a carteira Dividendos, pois os pontos mínimo e máximo do Ibovespa são mais extremos.

Ibovespa vs dividendos
Ibovespa vs dividendos

Investir em ações requer maior apetite ao risco e mais prazo para o investimento

Renda variável (ações) é a classe de ativo com maior risco do mundo dos investimentos, mas também com o maior retorno. Portanto, maior risco no investimento em ações quer dizer maior volatilidade dos retornos.

Eu analisei o retorno da carteira Dividendos num período de apenas cinco meses, prazo muito curto para o investimento em ações. Acredito que o horizonte de tempo para o investimento em ações precisa ser de pelo menos três anos.

Risco e retorno do Ibovespa nos últimos 3 anos

O Ibovespa obteve rendimento de 59,25% nos últimos três anos, ou seja, rendimento médio composto de 16,8% ao ano.

A volatilidade diária foi de 1,45% e o desvio padrão anual foi de 22,95%. Dessa forma, no ponto mínimo, o retorno do Ibovespa foi uma queda de 6,2% ao ano e, no ponto máximo, foi de 39,7% ao ano.

Alocação de pelo menos 20% do patrimônio em ações

Minha recomendação para o investidor comum é: chegou a hora de sair da segurança e da baixa rentabilidade da renda fixa, especialmente do CDI e aumentar a exposição à renda variável. Como o horizonte do investimento em ações é mais longo, acredito que o retorno do investimento em ações compensará o risco.

Para finalizar, ressalto que o apetite ao risco é algo muito pessoal, depende muito do momento de vida e objetivo de rentabilidade de cada investidor, mas acredito que o momento atual do mercado justifica pelo menos uma parcela de 20% do patrimônio investido alocado em ações.

Você Sabe o Risco que Corre Quando Investe em Ações?
 

Artigos Relacionados

Você Sabe o Risco que Corre Quando Investe em Ações?

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail