Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

5 principais assuntos para acompanhar nos mercados essa semana

Economia 30.01.2022 16:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters.

Por Noreen Burke e Ana Beatriz Bartolo

Investing.com – O relatório de empregos dos EUA para janeiro será um foco crítico para os mercados esta semana, à medida que os investidores tentam medir o nível de agressividade com o qual o Federal Reserve poderá agir em sua luta contra a inflação. As divulgações de resultados continuarão, com os anúncios de gigantes de tecnologia como a Amazon (NASDAQ:AMZN) e a Alphabet (NASDAQ:GOOGL), controladora do Google, agendados. A alta volatilidade do mercado devem prosseguir, e tanto o Banco da Inglaterra como o Banco Central Europeu irão se reunir.

No Brasil, esta semana o Copom deve ser reunir para decidir sobre a política monetária do país. A expectativa do mercado é que a taxa Selic seja elevada de 9,25% a.a. para 10,75% a.a.

Aqui está o que você precisa saber para começar a sua semana.

1. Relatório de empregos dos EUA

Os EUA devem divulgar o relatório de folhas de pagamento não agrícolas de janeiro na sexta-feira, com os economistas prevendo que a economia tenha adicionado 155.000 postos de trabalho, uma desaceleração em comparação às 199.000 gerados em dezembro sob o impacto da variante ômicron.

Indícios da continuidade de um mercado de trabalho forte podem aumentar as apostas sobre o nível de agressividade a que o Fed pode chegar no aperto da política monetária para combater a alta da inflação.

O Fed sinalizou um aumento das taxas de juros em março após sua reunião de política monetária na semana passada, e o presidente Jerome Powell reconheceu que os dirigentes podem agir com ainda mais intensidade que os quatro aumentos de juros que os mercados já precificaram para este ano.

Na sexta-feira, o presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic, disse que o banco central poderia elevar as taxas em até meio ponto percentual se os dados econômicos assim exigissem.

O Goldman Sachs prevê que o Fed irá aumentar os juros cinco vezes este ano, uma elevação a mais que a previsão anterior de quatro altas, com a primeira delas sendo esperada ara março, segundo um relatório dos seus economistas no final da sexta-feira.

Veja o calendário econômico para esta semana.

2. Resultados

Mais um grande lote de resultados será divulgado essa semana, incluindo pesos pesados como Alphabet e Amazon, respectivamente na terça e na quinta-feira.

As ações de tecnologia vem sendo pressionadas este ano, quando os investidores tornaram-se mais relutantes em pagar valuations elevados por ações de crescimento em meio a uma escalada de rendimentos de títulos, à medida que o Fed planeja apertar sua política monetária a fim de subjugar a inflação.

Até este ponto na temporada de resultados, os investidores têm se focado nas projeções, e a medida em que as empresas esperam que os desafios persistentes de fornecimento global afetem seus resultados daqui em diante.

A insegurança dos investidores já puniu empresas como Netflix (NASDAQ:NFLX), JPMorgan (NYSE:JPM) e Tesla (NASDAQ:TSLA),que entregaram resultados decepcionantes nas últimas semanas.

Outros resultados dignos de nota esta semana incluem Meta Platforms (NASDAQ:FB), General Motors (NYSE:GM), Ford (NYSE:F), Exxon Mobil (NYSE:XOM), Bristol-Myers Squibb (NYSE:BMY) e Merck (NYSE:MRK).

3. Comprando a queda?

A trajetória descendente das ações dos EUA em janeiro motivou alguns investidores a começarem a olhar para as valuations dos ativos para ver se esse era o momento de abocanhar ações a preços de barganha.

O S&P 500 caiu mais de 9% até agora em 2022, enquanto o Nasdaq, com forte participação do setor de tecnologia, permanece em correção após uma queda de quase 15%.

A compra na sequência de retrações foi uma estratégia que valeu a pena para muitos investidores ao longo dos últimos dois anos, quando o amplo estímulo em função da pandemia catapultou as ações para uma série de novas máximas históricas. Mas com já cinco aumentos de juros por parte do Fed na mesa para este ano, os investidores estão tendo de aprender a conviver com uma nova realidade.

A queda dos mercados não foi precipitada o suficiente para os estrategistas do Barclays, que declararam no início da semana passada em relatório que ainda era “cedo demais para comprar a queda”.

Por outro lado, a força dos resultados do quarto trimestre, que continuam a ser divulgados enquanto a temporada de ganhos do S&P 500 ainda não chegou à metade, pode reforçar o argumento para investidores em busca de compras com desconto.

4. Aumento dos juros do Banco da Inglaterra

O Banco da Inglaterra (BoE) deve aumentar as taxas de juros novamente em mais 0,25% em sua próxima reunião de política monetária na quinta-feira, a fim de limitar a inflação, que já alcança sua maior patamar em trinta anos.

Em dezembro, o BoE tornou-se o primeiro grande banco central do mundo a elevar as taxas desde o início da pandemia, e os observadores do mercado estarão ansiosos por ouvir o que o Governador Andrew Bailey tem a dizer sobre a trajetória futura dos juros.

O aumento esperado também significará que o limite do banco para começar a cortar seu balanço terá sido alcançado, o que pode ocorrer já em março.

Antes disso, a zona do euro deve divulgar dados sobre o PIB do quarto trimestre e os números da inflação em janeiro. Os dados do PIB devem demonstrar que o crescimento econômico diminuiu no período de três meses findo em dezembro, enquanto a expectativa e que a inflação tenha aumentado.

O BCE diverge do Fed e do BoE, e os prospectos de um aumento dos juros permanece distante.

Os observadores do mercado não esperam mudanças na política monetária do BCE esta semana - em vez disso, a chefe do BCE, Christine Lagarde, enfrenta o desafio de anunciar que os dirigentes irão se manter fiéis a sua postura agressiva quanto à inflação ao mesmo tempo em que nega especulações prematuras a respeito de aumentos de juros.

5. Taxa de Juros no Brasil

Esta semana, o principal evento econômico no Brasil será a primeira reunião do ano feita pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central para discutir a política monetária do país. A expectativa é que a autoridade eleve a taxa Selic em 1,5 p.p., de 9,25% a.a. para 10,75% a.a..

A decisão será divulgada na quarta-feira, 2, a partir das 18h30, após dois dias de reuniões. O mercado também estará atento para saber se o Copom deixará ou não uma nova alta contratada para a reunião de março.

Antes disso, na segunda-feira, 31, o Ministério do Trabalho e Previdência divulgará os números do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) referentes a dezembro passado e a 2021. Os resultados devem ser publicados às 10h.

-- a Reuters contribuiu para este artigo

5 principais assuntos para acompanhar nos mercados essa semana
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (15)
Celso Santos
Celso Santos 31.01.2022 10:07
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Bolsonarista estuda pouco, definitivamente é uma coisa ridícula ter que ler o que esses caras escrevem, não tem a mínima noção sobre o que a Constituição Federal prevê, as responsabilidades de cada ente político ( União, Estados e Municípios), mas "arrotam" suas opiniões baseadas em nada, puros achismos, quando não são por pura maldade mesmo, para induzir quem as lê a erro! Patético isso!!!👎
felipe almeida
felipe almeida 31.01.2022 9:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
quero deixar um relato e pedir a opiniao de vcs: um certo conhecido meu durante a pandemia dobrou seus cartoes de credito, hj ele tem mais de 20 cartoes de todos os bancos( it, pan, c6, inter, nubank..) ele usa um pra pagar outro e toda vez q ele atinge o limite o banco aumenta. A divida dele corre em 100 mil reais aproximadamente e é obvio que ele nao pretende pagar. Ontem o banco pan ofereceu um cartao sem limite algum e so ontem ele passou 20 mil pra pagar outros cartoes. Estou comentando com vcs porque isso me lembrou a bolha de subprimes de 2008 quando os bancos vendiam cdos. Detalhe ele é autonomo e ganha 1500 por mes. Gostaria da opiniao seria de vcs e deixar uma reflexao sobre o sistema fragil de credito do pais que agente investe.
José Artur Medina
José Artur Medina 31.01.2022 8:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
orgulho de ter votado no presidente que colocou $ nas prefeituras, aumentou o salário - não de juízes/promotores/desembargadores corruptos (reis da gravatinha/auxílio moradia/aposentados com salário integral quando pegos roubando) mas de professores da rede básica! Essa grana tem que ir para aqueles que ensinam as crianças a ler e escrever não para um corrupto que pede aposentadoria especial e não vai pra cadeia.
Luis Renato Villela Felipe
Luis Renato Villela Felipe 31.01.2022 7:18
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Olho no CAGED. BOLSONARO 2022👏👏👏👏
Ricardo de Oliveira
Ricardo de Oliveira 31.01.2022 0:24
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Olha pessoal vamos se preocupar com o mercado amanha cedo pelo dolar estar em alta as bolsas americanas estao em alta agora é 00:25 acredito que vou apenas ver noticias cedo mais é apostar na queda do mini indice logo na abertura entrar rapido com 35 ou 40 pontos e grana no bolso ..a o mini dolar deve dar em alta amamha dolar tambem ..seja rapido primeira subida a entra vendido assim que reverter com o maximo de contrato que voce suportar e bingo ... bom cedo falo mais alguma coisa beleza
Will Mercado
Will Mercado 30.01.2022 19:46
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Agora parece q a curva de juros comeca a virar , vamos ver se esse banco central da sinais da sua autonomia e lideranca ..
Altair Jr
AltairJrr 30.01.2022 19:46
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
já tem autonomia, mas levará um tempo para exerce-la plenamente.
Ueriks Roger
Ueriks Roger 30.01.2022 18:55
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Piada pronta
Ueriks Roger
Ueriks Roger 30.01.2022 18:54
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Reduz imposto e gasolina sobe pra 8,00 ????????
Mamoru Uehara
Mamoru Uehara 30.01.2022 18:54
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
se sair a pec mesmo. vao subir o preço pra quando dair apenas voltar ao preço normal
José Artur Medina
José Artur Medina 30.01.2022 18:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Notícia da semana é : Bozo reduz imposto sobre o diesel e aumente em 1/3 salário de professores da rede básica.
Mostrar respostas anteriores (14)
zeni moura
zeni moura 30.01.2022 18:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Celso Santos aumentou sim......De acordo com a lei, a União deverá entrar com uma complementação no caso de governos estaduais e municipais que comprovarem não ter como arcar com o reajuste dentro do percentual do orçamento vinculado à educação..... ou seja os estados e municipios so nao aumentam pq nao querem
Celso Santos
Celso Santos 30.01.2022 18:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
"suplementar"não é coparticipação direta no custeio, é uma responsabilidade "subsidiária", que ocorre apenas quando ficar comprovado ( através de procedimento burocrático e administrativo) que o orçamento de um ente menor ( Município ou Estado) não tem condições financeiras de arcar com esse custeio obrigatório com a educação. O problema é que para haver aumento de despesa é preciso ser prevista tb a contrapartida da receita. Isso é uma obrigação da lei de responsabilidade fiscal. Ele jogou a bola para os Prefeitos e Governadores sem pensar nas consequências. A União só complementará em último caso, quando comprovado. E outra, não é correto vc dizer que não aumento por que eles não querem, pois há Estados e Municípios com dificuldades financeiras. De qualquer forma, espero e acho justo que todos eles observem esse piso, sim, quando editarem cada um as respectivas leis orçamentárias anuais ( LOAs).Os professores merecem, sem dúvida.
Celso Santos
Celso Santos 30.01.2022 18:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
que não houve* aumento porque* eles não quiseram*. Corretor nesse textão é 🔥
zeni moura
zeni moura 30.01.2022 18:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Celso Santos  sim e q bom q estamos debatendo como sera pago esse aumento aos professores, pois mts criticam populismo em ano eleitoral.... se for, q seja sempre esse tipo de populismo q predomine no Brasil.. populismo com quem trabalhar e rala de verdade...aumento para todos q acordam cedo para trabalhar por esse pais.
José Artur Medina
José Artur Medina 30.01.2022 18:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
zeni moura  pela primeira vez não cedemos para a aristocracia do judiciário, e demos aumento para professoras (nenhum XY tem a paciência necessária) que alfabetizam os filhos dos pobres. O que fez o PT para os filhos dos pobres? Ensinou o fim dos valores morais? Ensinou que seus pais tem princípios arcaicos? Ensinou o ressentimento? Que os alunos foram vítimas de um trapaça e que como saem em desvantagem nunca conseguirão obter êxito? Ensinou que não precisa estudar pra passar de ano? Respeitaria a esquerda se seus integrantes colocassem seus filhos em colégios públicos ou que usassem os serviços públicos que tanto defendem.
Derick Abreu
Derick Abreu 30.01.2022 17:30
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
" ainda é Muito cedo para a compra "
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail