Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
🔎 Confira as ProTips completas de NVDA e descubra riscos e retornos DESCONTO de 40%

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta segunda-feira

Publicado 11.12.2023 07:32 Atualizado 11.12.2023 08:03
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters
 
EWZ
+0,63%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
CI
-0,21%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
HUM
-0,93%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por Scott Kanowsky e Jessica Bahia Melo

Investing.com -- Os mercados se preparam para uma importante reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) nesta semana, com comentários do presidente do Fed, Jerome Powell, que provavelmente desempenharão um papel fundamental nas expectativas de possíveis cortes futuros nas taxas de juros pela autoridade monetária. A Cigna deve encerrar as negociações para se fundir com a rival Humana, abandonando um acordo que teria criado uma gigante de seguros de US$ 140 bilhões.

No Brasil, Reforma tributária pode ser votada nesta semana.

CYBER MONDAY Prorrogada: Tenha mais desconto no plano bianual com cupom “investirmelhor”

1. Futuros dos EUA recuam; Cigna abandona planos de fusão com a Humana

Os futuros das ações dos EUA caíam na segunda-feira, com os investidores aguardando a tão esperada reunião de política do Federal Reserve na quarta-feira (13). Às 7h57 (de Brasília), o contrato Dow futures perdia 0,22%, o S&P futures caía 0,12%, enquanto o Nasdaq 100 futures havia caído 0,22%.

Tanto o índice de referência S&P 500 quanto o de alta tecnologia Nasdaq Composite registraram seus níveis de fechamento mais altos desde o início de 2022 na sessão anterior, enquanto o índice de 30 ações Dow Jones Industrial Average obteve seu sexto ganho semanal consecutivo - sua mais longa sequência de semanas positivas desde 2019.

Uma série de dados sobre o mercado de trabalho na sexta-feira alimentou as esperanças de que o Fed possa ser capaz de engendrar o chamado "pouso suave" para a economia dos EUA. Nesse cenário, a série agressiva de aumentos das taxas de juros do banco central - que elevou os custos dos empréstimos a mais de duas décadas de alta - conseguiria reprimir a inflação elevada sem desencadear um colapso econômico mais amplo.

Os números mostraram que as folhas de pagamento não agrícolas aumentaram mais do que o previsto em novembro, o crescimento da média de ganhos por hora aumentou mensalmente e a taxa de desemprego caiu. Embora os números apontem para um mercado de trabalho resiliente que poderia aumentar os salários e a inflação, eles foram mais amplamente interpretados como um sinal de que o ciclo de aperto do Fed pode não levar a maior economia do mundo à recessão.

A seguradora de saúde norte-americana Cigna (NYSE:CI) encerrou sua tentativa de adquirir a Humana (NYSE:HUM), de acordo com várias reportagens da mídia, cancelando um acordo que teria criado um gigante do setor de seguros avaliado em mais de US$ 140 bilhões.

As reportagens afirmaram que nem a Cigna nem a Humana conseguiram chegar a um acordo sobre os arranjos financeiros, enquanto as preocupações também giravam em torno do intenso escrutínio regulatório que a união provavelmente teria suscitado. No passado, as autoridades de concorrência anularam iniciativas semelhantes para consolidar o setor de seguros de saúde dos EUA.

O abandono das negociações ocorre no momento em que a Cigna, sediada em Connecticut, anunciou que pretende lançar mais US$ 10 bilhões em recompras de ações. Em um comunicado, o presidente David Cordani argumentou que as ações da empresa estão "significativamente subvalorizadas e as recompras representam uma aplicação de capital que aumenta o valor".

As ações da Cigna subiram nas negociações pré-mercado dos EUA na segunda-feira.

Cyber Monday

2. O Goldman estima dois cortes nas taxas do Fed em 2024

Os analistas do Goldman Sachs (NYSE:GS) previram que os formuladores de políticas do Fed reduzirão as taxas de juros duas vezes até o final do próximo ano e anteciparam o momento do primeiro corte para o terceiro trimestre.

Citando "notícias melhores sobre a inflação", a corretora disse em uma nota aos clientes datada de 10 de dezembro que as reduções poderiam agora "vir um pouco mais cedo". O Goldman havia estimado anteriormente que o corte inicial ocorreria em dezembro próximo.

Na esteira dos dados de emprego da semana passada e de números separados que mostram o aumento anual mais lento em ganhos de preços subjacentes em dois anos em outubro, os mercados estão agora precificando uma chance de quase 50% de uma redução de um quarto de ponto na taxa dos custos de empréstimos de sua faixa atual de 5,25% a 5,50% já em maio, de acordo com a Ferramenta de monitoramento da taxa do Fed do Investing.com. A probabilidade de um corte na reunião de março do Fed é de pouco menos de 43%, abaixo dos 53% registrados na semana anterior.

O Comitê Federal de Mercado Aberto deve manter as taxas estáveis na quarta-feira, após sua última reunião de dois dias de 2023. Grande parte do foco provavelmente estará nos comentários do presidente do Fed, Jerome Powell, que enfrenta pressão para definir um cronograma para futuros cortes nas taxas. Powell, que enfatizou que o Fed só agirá com "cuidado", deve tentar dar ao banco alguma flexibilidade em suas próximas decisões.

CONFIRA: Cotação das ações dos EUA no pré-mercado em Wall Street

3. Ações chinesas mistas em meio a preocupações com a deflação

O índice de blue chip da China Shanghai Shenzhen CSI 300 subiu 0,6% na segunda-feira, depois de atingir seu nível mais fraco desde o início de 2019, enquanto o Shanghai Composite subiu e o Hang Seng de Hong Kong caiu 0,9%.

Dados divulgados no fim de semana mostraram que os preços ao consumidor chinês caíram em novembro em seu ritmo mais rápido em três anos, afetado principalmente pelo declínio dos custos de alimentos. Os preços ao produtor também afundaram pelo 14º mês consecutivo.

As leituras sugeriram que a recuperação pós-pandemia dos gastos chineses permaneceu lenta, apesar das contínuas medidas de liquidez de Pequim - uma tendência que é um mau presságio para a segunda maior economia do mundo. A China já está em território deflacionário há dois meses consecutivos, o que prenuncia pouca recuperação do crescimento nos próximos meses.

As autoridades prometeram fazer mais para fornecer apoio fiscal e monetário, com o líder chinês Xi Jinping alertando nos últimos dias que a recuperação do país está agora em um "estágio crítico".

CONFIRA: Cotação dos principais índices

4. Preços do petróleo caem com a reunião do Fed pela frente

Os preços do petróleo caíram ligeiramente na segunda-feira, em um sinal de cautela entre os investidores antes da reunião do Fed. Às 7h58 (de Brasília), os futuros do petróleo brent com vencimento em fevereiro estava em baixa de 0,84%, a US$70,63 por barril, enquanto o West Texas Intermediate futuros havia caído 0,75%, para US$75,27 por barril.

Os preços do petróleo estavam sofrendo sete semanas consecutivas de perdas, após decepcionantes cortes de produção pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados, incluindo a Rússia, enquanto as fracas impressões econômicas do principal importador, a China, também exacerbaram as preocupações sobre a demanda.

Mas os fortes dados da folha de pagamento não-agrícola dos EUA na sexta-feira estimularam algum otimismo sobre as perspectivas da demanda de petróleo bruto no maior importador de combustível do mundo.

CONFIRA: Cotação das principais commodities

5. Reforma Tributária no Brasil

A votação da Reforma Tributária em plenário da Câmara dos Deputados deve ocorrer nesta semana, segundo o relator da matéria, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). A expectativa é de que sejam suprimidos alguns dispositivos aprovados no Senado, o que deve ser alinhado com o presidente, senador Rodrigo Pacheco, “sem que isso comprometa a reforma”, afirmou.

A reforma tributária extingue três impostos federais, IPI, PIS e Cofins, que serão substituídos pela Contribuição sobre Bens e Serviços e o Imposto Seletivo. Além disso, elimina o ICMS estadual e o ISS municipal para a criação do IBS.

O texto foi aprovado no Senado, que ampliou a lista de setores que terão alíquotas diferenciadas, assim como as isenções. O Senado ainda determinou valores superiores de repasses da União para o Fundo de Desenvolvimento Regional, para compensar o fim da guerra fiscal, para R$ 60 bilhões. No entanto, estes fundos trazem risco fiscal para a União, segundo a Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado.

Às 7h58 (de Brasília), o ETF EWZ subia 1,54% no pré-mercado.

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta segunda-feira
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail