Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quarta-feira

Ações 15.06.2022 08:21
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters.

Por Geoffrey Smith e Ana Beatriz Bartolo

Investing.com - A "Super Quarta" chegou com as decisões sobre as políticas monetárias no Brasil e nos Estados Unidos. O Banco Central Europeu convoca uma reunião de emergência para tentar impedir uma explosão nos spreads dos títulos da zona do euro. Os dados de vendas no varejo e produção industrial da China mostram uma melhora na economia à medida que os principais bloqueios em Xangai e em outros lugares foram suspensos. Bitcoin recupera o suporte em US$ 20.000. Apple e Disney gastam muito em direitos esportivos, e o petróleo cai após um aumento modesto nos estoques dos EUA, mas as perspectivas continuam difíceis, de acordo com a Agência Internacional de Energia.

Aqui está o que você precisa saber nos mercados financeiros na quarta-feira, 15 de junho.

CONFIRA: Calendário Econômico completo do Investing.com

1. Fed deve apresentar a maior alta de juros desde 1994

Espera-se que o Federal Reserve aumente a faixa-alvo para os Fed Funds em 75 pontos-base para 1,5%-1,75%, no que seria seu maior aumento de taxa em 28 anos.

Os investidores reavaliaram rapidamente suas expectativas após o relatório de inflação de maio de sexta-feira, no qual o índice de preços ao consumidor subiu para uma nova alta de 4 décadas de 8,6%. Entre outras coisas, o Fed pesará os benefícios potenciais de um movimento mais agressivo agora contra o efeito negativo que pode ter na credibilidade de sua orientação futura, que apontava claramente para uma alta de meio ponto até antes do início do seu período de silêncio.

A decisão do Fed às 15h também levará em conta os últimos sinais de impulso nos gastos do consumidor. Os dados de Vendas no varejo para maio saem às 9h30.

Enquanto isso, do outro lado do Atlântico, o Banco Central Europeu convocou uma reunião de emergência em um esforço para conter a explosão de volatilidade nos mercados de títulos da zona do euro.

Os spreads de títulos, um barômetro típico do estresse financeiro na zona do euro e um reflexo dos temores do mercado de que os países sejam forçados a sair da união monetária, aumentaram acentuadamente depois que o BCE não forneceu qualquer informação sobre como pretendia conter os spreads ao iniciar sua primeiro grande aperto de política em uma década.

VEJA: Monitor da taxa de juros do FED

2. Decisão do Copom

O Comitê de Políticas Monetárias (Copom) finaliza hoje a sua quarta reunião do ano e deve divulgar a nova taxa de juros do país. A expectativa é que haja uma alta de 0,5 p.p., elevando a Selic para 13,25% ao ano.

Uma das preocupações do mercado era sobre quais seriam os dados utilizados para criar expectativas do colegiado, uma vez que a divulgação do Boletim Focus está suspensa por causa da greve dos servidores. O Banco Central, porém, afirmou ontem, 14, que o Copom contará com a versão atualizada dos dados, uma vez que o sistema é automatizado e segue recebendo as expectativas normalmente.

Enquanto isso, no noticiário político, a Câmara dos Deputados aprovou o texto atualizado pelo senado sobre a redução do ICMS sobre combustíveis, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo. Ainda assim, por causa de problemas técnicos no sistema de votação, a conclusão da votação deve acontecer hoje, porque ainda faltam duas emendas para serem analisadas. Depois, o texto deve ir para sanção presidencial.

Às 08h12, o ETF EWZ subiam 0,97%, a US$ 29,08, no pré-mercado americano.

LEIA MAIS: Copom define Selic nesta semana; Fim do ciclo de alta dos juros está próximo?

3. Ações nos EUA

Os mercados de ações dos EUA devem abrir em alta mais tarde, mas tudo dependerá da decisão do Fed e, antes disso, da impressão das vendas no varejo.

Às 08h14, os futuros da Nasdaq 100 subiam 0,55%, enquanto os da S&P 500 e da Dow Jones avançavam 0,41% e 0,25%, respectivamente.

O tom também foi ajudado por dados de vendas no varejo e produção industrial melhores do que o esperado da China durante a noite, o que encorajou as esperanças de que o país esteja no topo de seus problemas persistentes com o COVID-19.

As ações que provavelmente estarão em foco mais tarde incluem a Apple (NASDAQ:AAPL), SA:AAPL34), que concordou em pagar pelo menos US$ 2,5 bilhões pelos direitos de streaming da U.S. Major League Soccer na terça-feira, enquanto a Walt Disney (NYSE: DIS) (SA:DISB34) também estará em foco depois de concordar em pagar US $ 3 bilhões para continuar transmitindo críquete da Premier League indiana.

CONFIRA: Cotações das ações americanas

4. Bitcoin salta em US$ 20 mil

O Bitcoin caiu mais 9% para atingir uma nova baixa de 18 meses, antes de saltar - sem convicção - do nível de US$ 20.000.

O “ouro digital” agora perdeu 33% nos últimos sete dias, um novo golpe nas alegações de seus apoiadores sobre sua capacidade de atuar como reserva de valor.

Ethereum enquanto isso, caiu mais 10,5% e agora caiu cerca de 43% na última semana, já que o colapso do credor de criptomoedas Celsius Network continua a enviar ondas de choque através do ecossistema de tokens vinculados de uma forma ou de outra ao Ethereum blockchain.

O CEO da MicroStrategy (NASDAQ:MSTR), Michael Saylor, disse na terça-feira que sua empresa - um fundo de hedge cripto alavancado de fato - tinha garantias extras suficientes para evitar qualquer chamada de margem em um empréstimo de US $ 205 milhões que a empresa havia anteriormente disse que iria desencadear a um preço de US $ 22.000.

Sell off de criptomoedas: exposição a um elevado risco de fraude e perdas

5. Petróleo em queda à medida que o aumento do estoque supera o aviso da IEA

Os preços do petróleo bruto diminuíram um pouco, apesar de um novo aviso da Agência Internacional de Energia de que a demanda provavelmente superará a oferta novamente no próximo ano.

A AIE apontou uma possível queda prolongada na produção russa que pode ser compensada apenas parcialmente pelo crescimento da produção no Oriente Médio e nos EUA.

Isso seguiu-se a um aviso da Opep na terça-feira em seu relatório mensal de petróleo de que as sanções ocidentais à Rússia provavelmente levariam o chamado bloco Opep+ a bombear menos do que o previsto este ano.

Às 08h18, os futuros de petróleo nos EUA recuavam 0,69%, a US$ 118,11 o barril, e os de Brent caíam 0,56%, a R$ 120,49.

O governo dos EUA publica dados de estoque às 11h30, um dia após o American Petroleum Institute relatar um aumento surpreendente, mas pequeno, nos estoques de petróleo.

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quarta-feira
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (9)
Mannt Neumann
Mannt Neumann 15.06.2022 14:54
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Mesmo com o maior juro Real do MUNDO, temos uma das piores taxas de inflação do MUNDO, nas Américas somente ganhamos de Venezuela, Haiti, Suriname, Cuba e Argentina....A CURPA é dos Supermecados, a CURPA é da PBR, a CURPA é do Centrão, a CURPA é do Biden, a CURPA é do STF, a CURPA é do TSE, a CURPA é dos governadores, a CURPA é da pandemia, a CURPA é do povo, a CURPA é da GROBO!! Se é para não fazer nada, roubar e jogar a culpa nos outros, melhor colocar um grampeador no lugar do Bozo. Serve para alguma coisa, não rouba, não faz m... atrás de m... e não joga a culpa nos outros
José Artur Medina
José Artur Medina 15.06.2022 11:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
PCAR3 com preço de pandemia, P/L muito baixo, não confiem em ninguém vejam o gráfico histórico, boa pagadora de dividendos, expectativa de que os próximos balanços sejam progressivamente melhores, quando acabar a guerra na Ucrânia, expectativa é de que volte aos seus valores de máximas históricas. Atualmente o preço alvo sugerido pelas corretoras é de 25-26. Agora ESTÁ DEZOITO REAIS. ùltimo a comprar é mulher do padre.
José Artur Medina
José Artur Medina 15.06.2022 11:27
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Inflação veio pra ficar. Mesmo que a guerra terminasse hoje e o preço do petróleo desabasse de uma hora pra outra, a explosão do consumo iria elevar a inflação ainda mais. Entretanto esta inflação seria alavancadora de crescimento á medida que estimulasse a contratação. Bem diferente a inflação que ocorre quando um governo fica sem $ para honrar compromissos e precisa emitir papel sem lastro como acontece em todos os países socialistas. Se existir algum economista de esquerda, pode ver direito que tem problemas mentais
Jaques Zancco
Jaques Zancco 15.06.2022 10:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O momento é trágico para a economia, não só do Brasil, mas global. Como mencionou o autor de pai rico pai pobre, investir em latas de atum pode ser uma boa ideia.
Fernando Borelli
Fernando Borelli 15.06.2022 10:24
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Milhões, bilhões, trilhões em capital privado a serem investidos no Brasil. Parabéns Presidente Bolsonaro e Ministro Paulo Guedes! " O choro é livre" para quem torce contra o seu próprio país e é vergonhoso.
Mostrar respostas anteriores (2)
Ederaldo Semioni
Ederaldo Semioni 15.06.2022 10:24
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Quer argumento maior que o bozo na presidência,,, vcs não acreditam em pesquisas,,, mto menos em aprovação do des governo,,, resultado a conferir nas urnas,,,,
José Artur Medina
José Artur Medina 15.06.2022 10:24
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ederaldo Semioni  acreditamos sim, o problema é que em 2018 elas erraram muito com vários candidatos além da delação do Palocci que disse que as pesquisas eram compradas. Acreditamos em números sim, embora as ruas não cansam - de novo - de refutar.
Ederaldo Semioni
Ederaldo Semioni 15.06.2022 10:24
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A exatos 3 dias antes das eleições,,,, bozo anunciava Sérgio moro ,, como futuro ministro,,,a # das pesquisas,,pode ter sido essa,,,, essa historinha de urnas fraudadas da bozolandia,,,que não vai colar,,,,
José Artur Medina
José Artur Medina 15.06.2022 10:24
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ederaldo Semioni  isso aí é uma mentira que você eve estar se esforçando para tentar acreditar, ninguém ficou do lado do Moro quando ele saiu do governo. Entenda: lutaremos com todas as forças possíveis contra o socialismo. Moro é um burocrata de salário alto que sempre se locupletou do povo com seu supersalário de juiz. Fz pouco caso do PAVOR que pais de famíiia e trabalhadores comuns tem do socialismo. Dilma nos mostrou o que é o socialismo, Lula em seu governo respsitou o teto de gastos (roubou? roubou, mas não é esse o problema) o problema é ser governado por alguém que sérios problemas mentais, uma galera miolo mole que se furta a uma reflexão profunda sobre suas convicções políticas. Olha pra Argentina, Venezuela, Cuba, p o r r a....!!!!!Não é possível que você subestime o risco destas pessoas chegarem ao poder. Pra cada redução do PIB há aumento de mortalidade carai!!!!
Ederaldo Semioni
Ederaldo Semioni 15.06.2022 10:24
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Risco maior que o bozo,, não existe,,,, mais se respeitar as urnas,,já tá de bom tamanho,,,
Fernando Borelli
Fernando Borelli 15.06.2022 10:21
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
PIB crescendo, inflação caindo, desemprego caindo, déficit fiscal em sua menor taxa histórica, redução de impostos, vendas no varejo crescendo e o Brasil como a 9° economia do mundo e sendo exemplo na política econômica. O resto é mi-mi-mi da esquerda derrotada e corrupta. Acabou!
José Artur Medina
José Artur Medina 15.06.2022 10:19
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A principal notícia do dia está sendo ignorada: Pela primeira vez na história deste país estamos reduzindo a carga tributária!!!
José Artur Medina
José Artur Medina 15.06.2022 10:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
1. FED não é imbecil, portanto não creio que sacrificará empregos por uma inflação que é secundária ao aumento do petróleo (custos de produção) e desajuste das cadeias comerciais. 2 . Elevar os juros só tem efeito sobre a inflação quando ela (inflação) é decorrente de emissão de papel sem  lastro, como acontece no paraiso socialista da Argentina e como a imprensa defende. 3. Elevar os juros destruiria os investimentos em construção civil e inibiria o poder e compra levando a uma recessão, sem interferis na causa da inflação que é o aumento dos combustíveis.
Mannt Neumann
Mannt Neumann 15.06.2022 9:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Mesmo com o maior juro Real do MUNDO, temos uma das piores taxas de inflação do MUNDO, nas Américas somente ganhamos de Venezuela, Haiti, Suriname, Cuba e Argentina....A CURPA é dos Supermecados, a CURPA é da PBR, a CURPA é do Centrão, a CURPA é do Biden, a CURPA é do STF, a CURPA é do TSE, a CURPA é dos governadores, a CURPA é da pandemia, a CURPA é do povo, a CURPA é da GROBO!! Se é para não fazer nada, roubar e jogar a culpa nos outros, melhor colocar um grampeador no lugar do Bozo. Serve para alguma coisa, não rouba, não faz m... atrás de m... e não joga a culpa nos outros
Clóvis Júnior
Clóvis Júnior 15.06.2022 9:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Nessa "análise" da Inifnity Asset, o país com os menores juros "reais" do mundo é a Argentina!! Kkkkkkkkkkkkkk
José Artur Medina
José Artur Medina 15.06.2022 9:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
mentira
Mannt Neumann
Mannt Neumann 15.06.2022 9:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Uau!!! A militancia sempre comemora quando compara o Brasil com Afeganistão, Argentina, Venezuela, Haiti, Ucrania, e similares. Parabéns ao Bozo!!! Um fenomeno!!!
José Artur Medina
José Artur Medina 15.06.2022 9:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Mannt Neumann  isso mesmo, olha....minha empregada nunca foi deficitária....quer trocar de lugar com ela?
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail