Garanta 40% de desconto
🚨 Mercados voláteis? Descubra joias escondidas para lucros extraordináriosDescubra ações agora mesmo

MEC diz que mais de 100 mil estudantes podem ser beneficiados por "Fies Social" em 2024

Publicado 16.02.2024, 10:06
Atualizado 16.02.2024, 11:30
© Reuters.

SÃO PAULO (Reuters) -O Ministério da Educação afirmou nesta sexta-feira que mais de 100 mil estudantes poderão ser beneficiados este ano pelos efeitos do "Fies Social", lançado pelo governo federal com objetivo de garantir condições especiais de acesso ao Fundo de Financiamento Estudantil por estudantes com renda familiar per capita de até meio salário-mínimo e inscritos no Cadastro Único.

O Fies Social poderá conceder 100% de financiamento dos encargos educacionais cobrados por instituições de ensino superior (IES), a partir do segundo semestre de 2024, segundo resolução publicada no Diário Oficial da União, que condiciona os recursos à disponibilidade orçamentária.

"Diferentemente do fundo tradicional, essa nova versão tem como objetivo principal atender às necessidades dos estudantes de baixa renda e cumprir um papel transformador na sociedade, já que cria condições melhores de acesso e permanência no ensino superior", afirmou o MEC em comunicado à imprensa.

As ações de empresas de educação listadas na B3 (BVMF:B3SA3) tinham forte alta nesta sexta-feira, impulsionadas pela medida. Cogna (BVMF:COGN3), maior do setor, mostrava valorização de 4,6% às 11h18, enquanto Yduqs (BVMF:YDUQ3) avançava cerca de 3%.

Na visão de analistas do Citi, embora a remoção potencial do copagamento dos estudantes deva ser positiva para impulsionar a ocupação atual do programa, detalhes limitados sobre o tamanho potencial e a contribuição para dívidas incobráveis das empresas dificultam a compreensão de seu impacto potencial neste momento.

"Além disso, o financiamento estará sujeito a condições orçamentais, o que também pode sinalizar austeridade... para os próximos três anos -- em linha com os anos recentes", afirmaram Leandro Bastos e Renan Prata em relatório enviado a clientes do banco nesta sexta-feira.

Anúncio de terceiros. Não é uma oferta ou recomendação do Investing.com. Leia as nossas diretrizes aqui ou remova os anúncios .

Os analistas acrescentaram que o limite de renda mais baixo de meio salário mínimo versus três salários mínimos para o Fies atualmente pode sugerir um maior foco na população carente, o que pode limitar seu alcance.

Conforme o texto publicado no DOU, a medida prevê a reserva, em cada processo seletivo de no mínimo 50% das vagas para os estudantes inscritos no Cadastro Único que atendam aos critérios estabelecidos.

No caso do não preenchimento das vagas segundo essas regras, as vagas remanescentes deverão ser destinadas, primeiramente, a estudantes autodeclarados pretos, pardos, indígenas e quilombolas ou a pessoas com deficiência e, posteriormente, à ampla concorrência.

A equipe do Citi acrescentou que continua vendo um impulso mais ousado em direção a um "Novo Fies" como o principal risco de alta no curto prazo para as ações de ensino superior no Brasil, que nos últimos anos limitaram exposição ao programa e lançaram versões próprias de financiamento após problemas que incluíram inadimplência dos alunos e redução de recursos do governo.

"Embora as recentes iniciativas governamentais tenham se centrado mais no ensino fundamental e médio, o decreto de hoje pode sugerir que novas mudanças podem estar nas cartas no curto prazo", avaliaram, acrescentando que novos termos, condições e escala seguirão fundamentais para avaliarem possíveis implicações.

(Por Paula Arend LaierEdição de Alberto Alerigi Jr. e Pedro Fonseca)

Últimos comentários

O fimal desse filme de terror já conhecemos! Diplomas lixo, inadimplência recorde, e perdão das dívidas com dinheiro público!
perfeito
Brasil, sil, sil... Depois do esquecimento a educação e a saúde voltaram a ganhar investimentos. Parabéns Haddad/Luladrão
outro nível
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.