🚀 Ações escolhidas por IA em alta. PRFT com alta de +55% em 16 dias. Não perca as ações de junho!Acessar lista completa

Governo retira Porto de Santos de plano de desestatização e anuncia investimento de R$13,4 bi

Publicado 27.10.2023, 19:37
© Reuters. Navios e armazéns com grãos e açúcar em terminal do Porto de Santos
25/05/2023
REUTERS/Amanda Perobelli
SANB4
-
STBP3
-
PSVM11
-

SÃO PAULO (Reuters) - O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, assinou nesta sexta-feira a retirada do Porto de Santos do Programa Nacional de Desestatização (PND) e anunciou investimentos de 13,4 bilhões de reais no complexo, em até dez anos, informou a pasta.

Costa Filho já havia afirmado em meados de setembro que o Porto de Santos não seria privatizado. Na ocasião, porém, ele ponderou que há espaço para parcerias com o setor privado.

O maior complexo portuário da América Latina, localizado no Estado de São Paulo, foi incluído no PND, parte do Programa de Parcerias de Investimento, durante a administração do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Em 2022, o processo de privatização chegou a correr dentro do Tribunal de Contas da União (TCU), mas com a eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a desestatização perdeu força, apesar de esforços do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), antigo ministro da Infraestrutura na gestão Bolsonaro.

"A decisão está de acordo com as diretrizes do novo governo federal, que prevê a ampliação da governança e maior investimento no maior complexo portuário da América Latina", disse o ministério, em comunicado nesta sexta-feira.

© Reuters. Navios e armazéns com grãos e açúcar em terminal do Porto de Santos
25/05/2023
REUTERS/Amanda Perobelli

O ministro também anunciou nesta sexta-feira investimentos de 13,4 bilhões de reais no Porto de Santos, em um período de oito a dez anos.

Entre os principais projetos previstos para o local estão serviços de adequação e dragagem de aprofundamento de berços, reforma do cais da Ilha Barnabé, implantação do sistema de gerenciamento do tráfego de navios e obra de acesso do túnel Santos-Guarujá, de acordo com a pasta.

 

(Por André Romani)

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.