Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Mercedes-Benz vai parar produção em suas 2 fábricas País por falta de chips

Ações 04.04.2022 18:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Mercedes-Benz vai parar produção em suas 2 fábricas País por falta de chips

A Mercedes Benz (DE:MBGn) vai suspender toda a produção de veículos e peças entre 18 de abril e 3 de maio em suas duas fábricas no País. Cerca de 5 mil funcionários da unidade de São Bernardo do Campo (SP) e 600 de Juiz de Fora (MG) entrarão em férias coletivas. O motivo, mais uma vez, é a falta de semicondutores para a produção.

Em março, a montadora já havia suspendido os contratos de 600 trabalhadores por 12 dias, até o dia 25. Logo após o retorno deles, outros 600 entraram em lay-off também por 12 dias até 8 até abril. A nova parada ocorre em um momento em que o mercado de caminhões está em alta, enquanto o de automóveis segue em queda.

A fabricante informa que, em razão da crise global de abastecimento de semicondutores, está ajustando sua produção de caminhões, chassis de ônibus e agregados (câmbios, motores e eixos) nas duas fábricas. Em nota, afirma reforçar seu compromisso em atender aos clientes.

"Temos adotado diversas alternativas junto à cadeia brasileira de suprimentos e ao grupo Daimler (DE:MBGn) Truck mundialmente para enfrentar os desafios diários de abastecimento de peças, situação que afeta toda a indústria global", acrescenta a fabricante.

O coordenador do Comitê Sindical na Mercedes-Benz, Sandro Vitoriano, lamenta que, com a medida, "todo o processo de produção ficará parado neste período e novamente haverá interrupção dos processos de contratações".

Segundo ele, a empresa havia iniciado processo de contratação em fevereiro, mas foi suspenso no mês seguinte em razão da escassez de peças. "Nossa apreensão é como ficará o cenário no segundo semestre com tantas incertezas", diz.

Renault também está parada

Outras fábricas também seguem adotando medidas similares pelo mesmo motivo - a falta de semicondutores que afeta o setor automotivo globalmente há mais de um ano como um dos reflexos da pandemia.

A Renault (PA:RENA) suspendeu toda a produção de automóveis, comerciais leves e motores no complexo de São José dos Pinhais (PR) durante esta semana e dispensou os 4.5 mil funcionários da área produtiva.

Na Scania, outra fabricante de caminhões e ônibus em São Bernardo, perto de 3,8 mil operários tiveram folgas no dia 1º de abril, nesta segunda-feira e terão novamente na segunda-feira, 11.

Já a fábrica da Jeep em Goiana (PE) opera seis dias por semana em três turnos, mas os utilitários esportivos produzidos na unidade (Renegade, Compass (SA:PASS3) e Commander) têm longas filas de espera em razão da insuficiência de itens eletrônicos para atende a demanda. A empresa informa não ter, no momento, previsão de paradas na planta, "mas está sempre monitorando a disponibilidade de semicondutores".

No primeiro trimestre deste ano, a venda total de automóveis, comerciais leve, caminhões e ônibus somou 402,6 mil unidades, 23,7% menos que no mesmo período do ano passado e 27,8% inferior aos dos três primeiros meses de 2020, pouco antes do estouro da pandemia.

Falta de planejamento

Para o diretor executivo do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Aroaldo Oliveira da Silva, o anúncio de mais períodos de férias coletivas mostra a falta de planejamento e de debate por parte do governo federal sobre novas tecnologias, inovação e desenvolvimento.

"Esse é um debate antigo que estávamos fazendo no Brasil. Já sabíamos que precisávamos desenvolver alguma parte da cadeia de valor de semicondutores e o que o governo atual fez foi o desmonte do segmento no País. Agora estamos reféns, mais do que nunca, da importação dos semicondutores", afirma Silva.

Mercedes-Benz vai parar produção em suas 2 fábricas País por falta de chips
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (3)
Tadeu Azevedo
Tadeu Azevedo 04.04.2022 21:20
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Sindicalista sendo sindicalista. O PT fica 13 anos no poder e o cidadão fala que o governo atual é o culpado... sério mesmo, são muito c@nalh...PT sempre pregou que resolveria a questão da reforma agraria no país, em 13 anos entregou 240mil posse de terras aos produtores, governo atual entregou 360mil em 3 anos.Canalhas..nunca voltarão!!!
Luciano Machado
Luciano Machado 04.04.2022 20:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Sim falta de planejamento de quem ?A palavra planejamento dentre outros significados é pensar no Futuro quem estava no governo a 13 anos e o culpado de não ter planejado.
Renan Fagundes
Renan Fagundes 04.04.2022 20:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
meu filho, o guedes cortou o unico financiamento e investimento que o pais tinha em microchips, o Centro Nacional de Tecnologia Avançada no RS, o unico da america latina com tecnologia para estudo e produção microchips, porem o fundo eleitoral de 4,9 bilhoes ainda ta rolando, sem falar que cortaram pq davam um prejuizo anual de 100 milhoes de reais, uma mixaria perto desse dinheiro que no final vai ser usado apenas para malicias desses politicos.
jose eduardo muniz coimbra
jose eduardo muniz coimbra 04.04.2022 19:41
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Dolar e Euro caem mas os preços não caem.Realmente somos idiotas.
Renan Fagundes
Renan Fagundes 04.04.2022 19:41
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
os cara importam os produtos na alta, se acha que eles vao vender barato pra ter prejuizo, com o tempo é possivel que abaixem o preço, mas com o tempo kkk
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail