Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Futuros dos EUA caem, após segundo dia de perdas em Wall Street, de olho na Nvidia

Publicado 21.02.2024, 07:51
Atualizado 11.10.2023, 23:02
Bem-vindo à sua leitura matinal de cinco minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: Os mercados da Ásia fecharam sem direção definida na quarta-feira, após perdas em Wall Street, onde as ações de tecnologia lideraram as quedas.

O Nikkei do Japão caiu 0,26% e fechar em 38.262,16 pontos, após a confiança empresarial dos fabricantes japoneses ter caído para -1 em fevereiro, em comparação com a leitura de 6 no mês anterior, de acordo com a pesquisa Reuters Tankan. Isso marca a primeira leitura negativa desde abril passado. O dado foi divulgado menos de uma semana depois do Japão ter entrado numa recessão técnica e ter perdido a posição como terceira maior economia global para a Alemanha. A pesquisa mensal da Reuters é considerada um indicador importante e influencia a pesquisa oficial do Banco do Japão.

O índice Hang Seng de Hong Kong chegou a subir 3% antes de reduzir os ganhos para 1,57%, em 16.503,10 pontos, impulsionado por ações do setor imobiliário, de tecnologia e de saúde.

O índice Shanghai Composite subiu 0,97%, em 2.950,96 pontos enquanto o Shenzhen Component adicionar 0,79%, em 8.975,97 pontos. O CSI 300 da China, que agrupa as maiores empresas listadas em Shanghai e Shenzhen, subiu 1,35%, fechando em 3.456,87 pontos.

O Kospi da Coreia do Sul caiu 0,17%, terminando em 2.653,31 pontos.

O S&P/ASX 200 da Austrália caiu 0,66%, fechando em 7.608,40 pontos, puxado para baixo por ações de bens de consumo, mineradoras e empresas de energia. Os pesos-pesados do minério de ferro Fortescue, Rio Tinto (LON:RIO) e BHP recuaram 3,4%, 1,8% e 2,4%, respectivamente, liderando as quedas entre as blue chips. As empresas de energia caíram, com Viva Energy Group perdendo 4,1% e Santos recuando 0,8%.

EUROPA: As bolsas europeias abriram de forma mista na quarta-feira, à medida que os mercados regionais lutam para encontrar um impulso positivo.

O índice pan-europeu Stoxx 600 sobe 0,1% nas negociações matinais. As ações dos bancos caem, enquanto as varejistas sobem.

As ações do HSBC, o maior banco da Europa em ativos, afundam 7% pesando sobre o FTSE 100 em Londres, depois de relatar uma queda de 80% nos lucros antes de impostos nos últimos três meses de 2023, devido a uma cobrança de US$ 3 bilhões sobre sua participação de 19% no China's Bank of Communications. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American (JO:AGLJ) cai 0,7%, Antofagasta (LON:ANTO) recua 1,2%, enquanto as gigantes BHP e Rio Tinto tombam 0,8% e 1,7%, respectivamente. A petrolífera BP sobe 0,1%.

O alemão DAX 30 e o CAC 40 francês sobem 0,4% cada.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA negociam em baixa no início da manhã de terça-feira, depois que os principais índices sofreram o segundo dia de perdas, alimentadas por um declínio das ações da Nvidia.

Durante a sessão regular, os três principais índices caíram, arrastadas para baixo pelas ações de tecnologia. O Nasdaq perdeu 0,92% e fechou em 15.630,78 pontos, enquanto o S&P 500 caiu 0,60%, em 4.975,51 pontos. O Dow caiu 0,17%, em 38.563,80 pontos.

Uma queda de 4% nas ações da Nvidia pesou sobre o Nasdaq e o S&P 500, já que o sentimento azedou a expectativa um dia antes da gigante de chips divulgar seus resultados trimestrais. As preocupações em torno da Nvidia aumentaram antes do anúncio do balanço da empresa previsto para hoje após o fechamento. As ações subiram cerca de 225% no ano passado.

Os rendimentos do Tesouro dos EUA pouco mudam na manhã de quarta-feira, com os investidores aguardando a divulgação da ata da reunião do Federal Reserve de janeiro às 16h00, que poderá fornecer novas pistas sobre o caminho a seguir para as taxas de juros. Isso acontece após dados econômicos mais fortes do que o esperado na semana anterior.

Antes da reunião de Janeiro, os traders previam uma grande probabilidade de cortes nas taxas a partir de Março. No entanto, numa conferência de imprensa pós-reunião, o presidente do Fed, Jerome Powell, disse que isso era improvável, diminuindo as esperanças dos investidores. Desde então, as expectativas mudaram para um corte nas taxas em junho.

Os dados econômicos divulgados na semana passada moderaram as esperanças de que os cortes nas taxas começarão mais cedo, especialmente porque os responsáveis ​​da Fed indicaram que a sua tomada de decisões será baseada nos dados econômicos.

Tanto o índice de preços no consumidor como o índice de preços no produtor ficaram mais quentes do que o esperado para janeiro, o que sugeriu a muitos investidores que a inflação está mais persistente do que esperavam.

Juntamente com a incerteza sobre o calendário para os cortes nas taxas, também surgiram questões sobre quantos cortes nas taxas ocorrerão este ano.

No final de 2023, o Fed indicou que esperava que ocorressem três cortes este ano. Os investidores estavam esperançosos de que ocorreriam mais cortes do que estes, mas as autoridades políticas da Fed sugeriram desde então que poderiam ser ainda menos.

Além da divulgação das ata, os investidores também aguardam uma série de comentários dos representantes do Fed ao longo da semana em busca de novas pistas sobre as perspectivas da política monetária. Michelle Bowman, membro do Conselho de Governadores do Federal Reserve, discursará às 15h00 de hoje.

Outras empresas programadas para anunciar seus resultados trimestrais na quarta-feira incluem o HSBC, Wingstop e Analog Devices antes do sino de abertura. Além da Nvidia, Etsy também reportará seus resultados no final do dia.

Amazon (NASDAQ:AMZN) integrará o Dow Jones Industrial Average na próxima semana, substituindo a Walgreens Boots Alliance, de acordo com um anúncio da S&P Dow Jones Indix na terça-feira. A alteração entra em vigor antes da abertura do mercado de 26 de fevereiro. As ações da Amazon subiram 1% no"after-market" da terça-feira, enquanto a Walgreens caiu 3% com a notícia.

CRIPTOMOEDAS:
Bitcoin: -1,23% em US $ 51.139,00
Ethereum: +0,14% em US $ 2.904,59

ÍNDICES FUTUROS - 7h30:
Dow: -0,10%
S&P 500: -0,13%
NASDAQ: -0,30%

COMMODITIES:
MinFe: -3,98%
Bent: -0,39%
WTI: -0,42%
Soja: -0,45%
Ouro: -0,02%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.