⌛ Perdeu a alta de 13% da ProPicks em maio? Assine agora e receba mais cedo as ações de Junho.Desbloquear ações

Renda Variável: Por quê? Como começar a investir, Parte 3

Publicado 12.04.2024, 10:00
BBAS3
-
BBDC4
-
CPLE6
-
PSSA3
-
SANB11
-
EGIE3
-
TAEE11
-
BBSE3
-
CXSE3
-

A Bolsa de Valores é para todos, mas nem todos são para a bolsa.

Escutei essa frase inúmeras vezes, e quanto mais experiência e aprendizado vou adquirindo, mais tenho certeza do quanto essa frase é verdadeira.

Porém, acredito que qualquer pessoa que tenha humildade em saber suas limitações, disciplina para estudar e se desenvolver, com paciência para que o tempo possa criar “a bola de neve dos juros compostos” a seu favor, se sairão vencedoras no longo na bolsa de valores.

A grande maioria dos investidores possuem um único arrependimento em comum, “não ter começado a investir antes”, porém, nunca é tarde para iniciar uma nova trajetória e melhorar sua vida financeira.

A grande maioria das pessoas dedicam por volta de 10 horas do seu dia ao trabalho, e fazem isso em sua grande maioria para ganhar dinheiro, porém as mesmas não possuem a mesma disciplina e paciência para poder tirar um período para aprenderem a multiplicar o seu capital.

Existe uma grande diferença entre ganhar dinheiro e administrar (multiplicar) seu dinheiro, normalmente as pessoas focam apenas em como ganhar esse recurso, porém gastam de maneiras extraordinariamente errôneas, satisfazendo necessidades presentes e esquecendo-se que o futuro é logo ali.

Dessa maneira, fica evidente o quanto o racional é fundamental nessa trajetória, pois o investimento em bolsa de valores é para uma vida toda.

Se faz necessário a compreensão de que você é um “pequeno dono de grandes corporações”, pensar dessa maneira faz toda a diferença, pois você compreende o real valor da companhia, acompanha os seus números, vivencia o aumento de seus proventos, acompanhando seus projetos e a evolução das empresas.

As empresas são organismos vivos, e as organizações que estão listadas na bolsa de valores são as principais de nosso país. Se você quer se tornar “banqueiro”, ali estão Itaú, Banco do Brasil (BVMF:BBAS3), Bradesco (BVMF:BBDC4), Santander (BVMF:SANB11), dentre outros para que você possa se associar; se você quer ser proprietário de uma empresa de energia, ali se encontram Taesa (BVMF:TAEE11), Engie (BVMF:EGIE3), Copel (BVMF:CPLE6), dentre outras a qual você pode se associar; quer se tornar um proprietário de uma renomada seguradora, você possui Caixa Seguridade (BVMF:CXSE3), BB Seguridade (BVMF:BBSE3), Porto Seguro (BVMF:PSSA3), dentre outras companhias para se tornar um pequeno dono.

Eu o convido a fazer esse exercício; se enxergue como um pequeno dono dessas grandes corporações, e pense racionalmente, o quão difícil é replicar esse negócio, conquistar o mercado que essas empresas conquistaram, possuir a credibilidade e segurança que todas elas possuem, analisando dessa maneira, você deixa de lado toda a emoção que a volatilidade da bolsa possui, e começa a utilizar a razão para compreender que essas empresas são sólidas, que estão há anos no mercado, crescendo consistentemente seus lucros durante décadas e que sobreviveram a inúmeras crises.

A bolsa de valores, ao contrário do que muitos pensam, não irá lhe enriquecer, porém, é capaz de multiplicar o seu patrimônio, e isso só ocorre ao longo do tempo, por isso, pensar com a cabeça de um pequeno dono é a mudança que se faz necessária para compreender a diferença entre o valor de uma companhia e o seu preço, e nada melhor do que comprar uma empresa que possui um valor de R$ 100,00 por R$ 90,00, R$ 80,00, R$ 70,00; no “mundo real” as pessoas querem encontrar pechinchas, mas no mercado financeiro ao se deparar com uma, normalmente ao invés de adquirem essa “pechincha”, as vendem, e o pior, normalmente no prejuízo.

Isso ocorre pelo simples motivo de NÃO SABER O QUE SE ESTÁ FAZENDO.

É de extrema importância que o investidor compreenda que a volatilidade é algo normal na bolsa de valores, que se envolvem riscos, porém o risco maior está em não se investir, pois “se você não encontrar um jeito de ganhar dinheiro enquanto dorme, você terá que trabalhar até morrer”, nos ensinou Buffett.

Aprender esse racional é iniciar na bolsa de valores da maneira correta, pois muitas pessoas estudam sobre Valuation, Fluxo de Caixa, Indicadores, mas não compreendem que o ganho nas ações está na sua espera, vide os exemplos de Barsi, Buffet, Munger, dentre tantos outros vencedores e famosos investidores.

Por fim, tenha em mente que “o dinheiro que entra na bolsa, fica na bolsa”, esse recurso que você disponibiliza para seus investimentos em renda variável, é aquele excedente do que já está em sua robusta reserva financeira, assim reforço, não negligencie sua reserva financeira, pois normalmente você necessitará desse recurso quando a maioria de seus ativos tendem a estar em queda.

“Não queira correr, se ainda está engatinhando”, tenha paciência e disciplina, a fórmula dos juros compostos e os exemplos dos grandes investidores são a maior comprovação de que no longo prazo, “boas empresas, compradas a bons preços e que paguem bons dividendos” são o melhor retorno e a fórmula mais eficaz de você multiplicar o seu patrimônio.

Ótimos estudos e investimentos!

Encontre dados avançados sobre ações do mundo inteiro com o InvestingPro. Para um desconto especial, use o cupom INVESTIR para as assinaturas anuais e de 2 anos do Pro e Pro+

Últimos comentários

Carregando o próximo artigo...
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.