😎 Promoção de meio de ano - Até 50% de desconto em ações selecionadas por IA no InvestingProGARANTA JÁ SUA OFERTA

Dólar e Ibovespa hoje: o que esperar dos negócios na B3 nesta sexta

Publicado 03.05.2024, 09:14
Atualizado 03.05.2024, 09:16
© Reuters
USD/BRL
-
AAPL
-
VALE
-
MELI
-
EZTC3
-
GGBR4
-
PETR4
-
POMO4
-
SBSP3
-
iBOV
-
AESB3
-
VBBR3
-
PCAR3
-

Investing.com – Os investidores estão atentos, além dos dados na temporada de balanços brasileira e americana, ao relatório de empregos payroll nos Estados Unidos nesta sexta, que pode indicar o quão aquecido está o mercado de trabalho, o que vem tornando o trabalho do Federal Reserve de esfriar a inflação mais difícil.

A expectativa é de que o crescimento do emprego tenha desacelerado, mas para um ritmo ainda sólido em abril, com os salários ainda em elevação. As projeções consensuais indicam que a criação de vagas não agrícolas deve 238 mil em abril, abaixo dos 303 mil registrados em março. A taxa de desemprego deve ser mantida em 3,8%, enquanto a taxa de crescimento da média de ganhos por hora deve ficar em 0,3%, igual ao mês anterior.

MAIS DETALHES: Payroll registra criação de 175 mil vagas, abaixo do esperado; desemprego sobe

Atenções também voltadas aos lucros corporativos, principalmente da Apple (NASDAQ:AAPL). As receitas caíram 4%, para US$90,8 bilhões, mas ficaram acima das projeções de analistas de cerca de US$90,01 bilhões, segundo a LSEG. A fabricante do iPhone vem enfrentando baixa demanda pelos produtos em meio à concorrência, principalmente na China.

Ainda, a companhia anunciou um programa de recompra de ações no valor de US$ 110 bilhões e aumentou seus dividendos em 4%. De acordo com o estrategista-chefe do Investing.com, Thomas Monteiro, a medida poderia reforçar o apoio e a confiança dos investidores de uma das 7 Magníficas.

Já a gigante do comércio eletrônico Mercado Livre (NASDAQ:MELI) reportou uma alta de 71% no lucro líquido do primeiro trimestre na base anual, acima do esperado por analistas, somando US$344 milhões.

Às 9h12 (de Brasília), Nasdaq 100 Futuros subia 0,66%, S&P 500 Futuros ganhava 0,40% e o Dow Jones Futuros estava em valorização de 0,78%. O Ibovespa Futuros perdia 0,17% e o dólar hoje perdia 0,01%, a R$5,105.

O Petróleo WTI Futuros, referência nos Estados Unidos, subia 0,66%, a US$79,47, e o Petróleo Brent Futuros registrava ganhos de 0,67%, a US$84,23.

As ADRs da Vale (NYSE:VALE) estavam estáveis na pré-abertura, a US$12,52, e as da Petrobras (NYSE:PBR) recuavam 2,77%, a US$16,86.

Notícias do dia

Reoneração — A reoneração da folha de salários dos 17 setores da economia tem efeito imediato desde abril, de acordo com a Receita Federal.

Gastos de estrangeiros — Os gastos de estrangeiros em viagens ao Brasil totalizaram US$2,07 bilhões nos primeiros três meses do ano, alta de 21,8% em comparação com o mesmo período de 2023, de acordo com o Banco Central.

Produção industrial — A produção industrial brasileira subiu 0,9% em março, segunda alta consecutiva, intensificando a variação de 0,1% registrada em fevereiro, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Produção de petróleo — A produção de petróleo do Brasil caiu 2,7% em março na comparação com fevereiro, a quarta queda mensal seguida, de acordo com a Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Agenda do dia

Roberto Campos Neto — Despachos internos em São Paulo.

Luiz Inácio Lula da Silva — Cerimônia oficial de chegada do Primeiro-Ministro do Japão, Fumio Kishida, por ocasião de sua visita ao Brasil, e reunião bilateral, almoço e assinatura de atos. Reuniões com secretário Especial para Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Wellington César Lima, chefe do Gabinete Pessoal do Presidente da República, Marco Aurélio Marcola.

Fernando Haddad — Reuniões com João Pedro Nascimento, Presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e com José Velloso Dias Cardoso, Presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ).

Notícias corporativas

Petrobras (BVMF:PETR4) — A Moody's afirmou que o rating corporativo da estatal não é diretamente afetado pela revisão para positiva na perspectiva da nota soberana do Brasil.

Nubank (BVMF:ROXO34) — A agência de classificação de risco S&P elevou Nubank Brasil para "BB (BVMF:BBAS3)" em escala global e "brAAA" na local.

Sabesp (BVMF:SBSP3) — Após aprovação em segunda votação na Câmara, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), sancionou nesta quinta projeto de lei que autoriza o município a aderir à privatização da Sabesp.

Iguatemi (BVMF:IGTA3) — O lucro líquido da rede de shoppings atingiu R$81,1 milhões no primeiro trimestre, uma alta de 69,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Gerdau (BVMF:GGBR4) — A Gerdau reportou lucro líquido ajustado de R$1,25 bilhão, uma diminuição de 47,9% na base anual.

AES Brasil (BVMF:AESB3) — A AES Brasil apresentou prejuízo líquido de R$102,4 milhões entre janeiro e março, revertendo lucro de R$ 60,4 milhões de ano antes.

Eztec (BVMF:EZTC3) — A companhia teve um lucro líquido de R$56,7 milhões no primeiro trimestre, um avanço de 34% em relação ao mesmo período do ano passado.

GPA (BVMF:PCAR3) — Anunciou a venda dos imóveis da sua sede administrativa localizada em São Paulo por R$ 218 milhões, de acordo com fato relevante.

Biomm (BVMF:BIOM3) — A empresa firmou acordo exclusivo com a empresa Huisheng Biopharmaceutical, da China, visando a comercialização e distribuição de insulina degludeca no Brasil, segundo informou em fato relevante.

Marcopolo (BVMF:POMO4) — A Marcopolo apresentou um lucro líquido de R$316,9 milhões no primeiro trimestre, crescimento de 34,1% frente igual intervalo de 2023.

**

Precisa de ajuda para navegar nos mercados? InvestingPro é para você!

Seja você busca conquistar orientações sobre investimentos ou procura por ferramentas que permitam escolher as ações corretas do Ibovespa por conta própria, o InvestingPro tem algo a oferecer.

Você encontrará estratégias de IA, indicadores exclusivos, dados financeiros históricos, notícias profissionais e muitos outros serviços para sempre manter uma vantagem nos mercados e saber quais ações comprar e quais evitar.

E os leitores de nossos artigos têm por tempo limitado um desconto especial nas assinaturas Pro e Pro+ de 1 e 2 anos, graças ao código promocional INVESTIR a ser inserido na página de pagamento.

Inscreva-se agora! E não esqueça o código promocional "INVESTIR", válido para assinaturas Pro e Pro+ de 1 e 2 anos!

Veja como aplicar o cupom no vídeo abaixo:

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.