Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Mais Ressaca no Brasil

Por Resumo do Mercado09.09.2021 07:52
br.investing.com/analysis/mais-ressaca-200444573
Mais Ressaca no Brasil
Por   |  09.09.2021 07:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

No Brasil, o caos é permanente, sem uma saída a vista sobre a crise institucional que vivemos. Nas respostas, em discurso Luiz Fux, presidente do STF, foi bem duro, colocando o crime de responsabilidade na mesa e deixando a cargo do Congresso a decisão sobre o impeachment. Disse ele que a corte não irá tolerar ameaças à autoridade de suas decisões e acrescentou que “o desprezo às decisões judiciais, além de representar atentado à democracia, configura crime da responsabilidade”.

Já o Congresso, através de Arthur Lira, tentou ser apaziguador, se colocando como uma “ponte” na tensa relação entre Executivo e STF, mas parece não ter dado muito certo. Continuamos no “olho do furacão”, o que se refletiu nos mercados: a bolsa recuou forte, voltando ao patamar de março (113 mil pontos), o dólar passou de R$ 5,30 e o juro deu uma boa “inclinada”.

No exterior, dia de reunião do BCE, com entrevista de Lagarde em seguida e projeções atualizadas da zona do euro. No Brasil, o IPCA de agosto, em desaceleração, mesmo com a curva de juro desafiando o Tesouro nos leilões de prefixados. Depois da forte ressaca no day after de 7 de setembro, algum alívio pode ocorrer hoje, mas temporário, visto que a crise ainda está aí.

Este é o diagnóstico a ser feito

Os poderes da república vivem uma crise de governança, por decisões açodadas no passado, e a sociedade se mobiliza, ora se apoiando num “blefe” chamado Jair Bolsonaro, ora “vendo” como alternativa o ex-preso e ainda réu Lula da Silva. Olhando para 2022, nenhuma das duas escolhas nos parece razoável, cheias de contradições, mensagens enganosas e poucas “propostas de governo”. Nos parece haver aqui uma luta ferrenha por poder, nada republicana, nada democrática.

Bolsonaro, pelo conjunto da obra, inúmeros conflitos e bate-bocas desnecessários, total incapacidade de pacificar a sociedade; Lula por ter sido o líder de um mega esquema de corrupção, com os crimes ainda aí. Deveria estar preso, mas está solto, por obra da “engenharia jurídica” do STF, num claro comportamento tendencioso. Como conviver, institucionalmente, com a mais cínica impunidade?

Sim, Bolsonaro é um problema, num momento em que o mais recomendável seria buscar o diálogo e a chamada “harmonia” dos poderes”. Sua postura não é a de um líder de todos os brasileiros, mas sim, apenas, dos seus “apoiadores” mais aguerridos. Numa reunião no Conselho de Ministros, disse que não iria recuar sobre as críticas à Alexandre de Moraes, e reafirmou a desobediência sobre qualquer decisão dele. Para piorar, vários caminhoneiros resolveram paralisar o país, em resposta ao momento atual.

Analisando o STF, sua importância não pode ser questionada, por ser o “intérprete da Constituição Federal”, mas a atuação recente da sua composição atual de 11 ministros, sim, deve ser objeto de uma análise mais detida.

Parte da sociedade parece não aceitar algumas das suas decisões, como ter prendido várias lideranças deste governo, por “crime de opinião”, mas também havendo alguma incompreensão depois de ter acabado com a Lava Jato, agindo ao “arrepio da lei”, soltando vários meliantes envolvidos nas ilícitas transações no ciclo lulo-petista, inclusive o próprio Lula. E isso chama a atenção de muitos. A dificuldade que o STF tem de manter alguém preso. Até chefe de quadrilha de tráfico de drogas já foi solto.

Como um país pode evoluir, institucionalmente, democraticamente, se a frouxidão jurídica é regra, a impunidade predomina? Como faz?

Agenda econômica de lado

Neste ambiente de crise política e institucional, a agenda econômica do ministro Paulo Guedes vem sendo deixada “meio de lado”.

No Congresso, os parlamentares devem centrar esforços na aprovação do Orçamento 2022, que precisa ser votado já para não comprometer a execução de despesas no ano que vem. Esta tarefa, no entanto, não parece fácil, visto que estimativas de mercado são de que há um buraco de cerca de R$ 70 bilhões.

E o que dizer da agenda de reformas? A tributária segue parada no Senado e a Administrativa, em comissão, a ser votada e indo à Plenário. Ambas, inevitavelmente, devem atrasar. E ainda temos o debate sobre a PEC dos precatórios e o novo programa Auxílio Brasil.

Na China e nos EUA

Na China, saiu a inflação (CPI) de agosto, mensal a 0,1%, em 12 meses a 0,8%, contra previsão de 1%. Já o PPI, em 12 meses, foi a 9,5%, contra estimativa de 9,0%. Na economia real, já se observa uma perda de dinamismo, devido à pandemia, que deve se espraiar sobre toda a economia global.

Nos EUA, segundo Robert Kaplan, do FED de Dallas (direito à voto em 2023), o ressurgimento da Covid impacta a retomada da economia, o que deve revisar muitas taxas de crescimento. Por lá, já se trabalha com 6,0% neste ano, não 6,5%, recuando a 3,0% em 2022. Acha Kaplan, que o Fed deve anunciar o início do tapering na reunião de setembro. Em paralelo a isso, a secretária de Tesouro, Janet Yellen, se preocupa com o risco de exaurir os fundos, se o teto da dívida pública não for elevado, e não haver mais recursos a partir de outubro.

Sobre o Livro Bege, foi informado que todos os distritos dos EUA seguem em crescimento de emprego e que as demandas por trabalho continuam, mesmo na falta de mão de obra. Possíveis lapsos de crescimento acontecem por causa da pandemia. Mesmo havendo pressão no mercado de trabalho, pela falta de mão de obra, a inflação segue estável, mesmo que em nível elevado. No setor produtivo, o receio é de que falte mais insumos na cadeia produtiva.

Mercados

No Brasil, a bolsa de valores despencou 3,78%, a 113.412 pontos, e o dólar subiu 2,83%, a R$ 5,334. Foi um dos piores dias do ano, se não o pior, com aumento de aversão ao risco, derrubando a bolsa de valores aos níveis de março, e puxando o dólar e o juro futuro, no recrudescimento das tensões entre Bolsonaro e STF. Para piorar, ontem foi dia de protestos nas rodovias do Brasil, com os caminhoneiros parando, bloqueando estradas.

Nesta madrugada (05h05), dia 09/09, na Ásia os mercados operaram em QUEDA. Nikkei recuando 0,57%, a 30.008 pontos; KOSPI, na Coréia do Sul, -1,53%, a 3.114 pontos; Shanghai, +0,49%, a 3.693 pontos, e Hang Seng, -2,43%, a 26.682 pontos.

Nesta madrugada do dia 09/09, na Europa (04h05), nos futuros os mercados operavam em queda. DAX (Alemanha) recuando 0,93%, a 15.464 pontos; FTSE 100 (Reino Unido), -1,08%, a 7.018 pontos; CAC 40 (França), -0,84%, a 6.613 pontos, e EuroStoxx50, -0,88%, a 4.140 pontos.

Nos EUA, as bolsas de NY no mercado futuro, operavam às 05h05, dia 09/09, da seguinte forma: Dow Jones recuando 0,35%, a 34.891 pontos, S&P 500, -0,32%, a 4.498 pontos, e Nasdaq -0,22%, a 15.585 pontos. No mercado de treasuries, US 2Y recuando 0,73%, a 0,2164, US 10Y -1,31%, a 1,322 e US 30Y, -0,48%, a 1,943. No DXY, o dólar recuava 0,03%, a 92,620. Petróleo WTI, a US$ 69,14 (-0,23%) e Petróleo Brent US$ 72,55 (-0,07%).

Na agenda do dia, destaque para o IPCA de agosto, devendo desacelerar a 0,7%, mas ainda em 12 meses elevado, em torno de 9,5%. Aguardemos também a reunião do BCE, com o comunicado e entrevista de Christine Lagarde e as projeções para a economia da Zona do Euro. O debate em torno da redução dos estímulos está na mesa.

Taxa de juros de países europeus
Taxa de juros de países europeus

Mais Ressaca no Brasil
 

Artigos Relacionados

Toda Cautela Ainda é Necessária Por  - 30.11.2021 2

Sexta-feira foi um dia de fortes perdas, para muitos, exageradas. Segunda-feira alguma racionalidade se estabeleceu, e o mercado “ajustou” em relação aos...

Mais Ressaca no Brasil

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (7)
AlbertoLima Santos
AlbertoLima Santos 09.09.2021 10:17
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Tá difícil ficar por aqui nesse site. todo dia tem um MOLUSCOMINIUN comentando sem qualquer conexão com a realidade. INVESTING tá precisando investir melhor em pessoal em?
Rosildo da Silva
Rosildo da Silva 09.09.2021 9:27
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Reiniciando : No Brasil de Bolso o caos é permanente e se eleva com cada esticada de corda…
José Artur Medina
José Artur Medina 09.09.2021 9:24
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Simplesmente vamos acabar com essa relação espúria entre o STF e o senado (eu não te derrubo, você não me investiga) a esquerda tá morrendo de inveja, era uma revolução que ela deveria ter feito, mas fundiu-se com a corrupção. Bozo não, ele cai pra dentro, Deus , pátria e família, Brasil acima de tudo, Deus acima de Todos. Acabar com esse patrimonialismo hipócrita que suga o trabalhador brasileiro, reduzindo (ao menos em tese) o tamanho desse estado fascista que vivemos desde a época de Getúlio Vargas.
Edivaldo Pereira
Edivaldo Pereira 09.09.2021 9:20
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O problema não é o STF soltar presos O problema, meu caro, são as leis mal feitas que são aprovadas. Mudem-se as leis, então. Infelizmente, vc não cursou Direito.
Athanase Patseas
Athanase Patseas 09.09.2021 8:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Voce e outros pseudo Jornalistas deveria ser preso tanto quanto essses pseudo juizes...
José Artur Medina
José Artur Medina 09.09.2021 8:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Se fizermos isso estamos nos confundindo com essa juventude fascista que acha normal prender a oposição por crime de opinião. Olha nunca falem de 64 e ditadura, ditadura nos vivemos hoje e a esquerda apoia. Em nada a esquerda de hoje difere dos golpistas em 64, defendem homicídio (facada no Bozo), defendem prisão da oposição e censura á imprensa. Os militares então não estavam tão errados.
Christian Kreuz
Christian Kreuz 09.09.2021 8:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
ta difícil aceitar que o governo é uma merda ne ?
Fernando Agrela
Fernando Agrela 09.09.2021 8:17
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
sempre engraçado analista econômico que não entende nada do jurídico.
Mant Neuman
BombeiroAmigo 09.09.2021 8:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Sempre lembrando que, Kassio Marques, indicado pelo Rei da Rachadinha ao STF, foi um dos que votou por soltar o Lula, acabar com a Lava Jato e acabar com a Lei de Ficha limpa!!! Essa é a hipocrisia da Rachadinha, que acha quem um corrupto costumas, que roubou por 30 anos no centrão do congresso, virou o salvador da Pátria!
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail