Garanta 40% de desconto
🚨 Os mercados estão em baixa. Descubra ações subvalorizadasDescubra ações agora mesmo

Mercados seguem erráticos com persistentes incertezas econômicas ao redor do mundo

Publicado 20.10.2022, 08:17

Bem-vindo à sua leitura matinal de cinco minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: As bolsas asiáticas negociaram em baixa nesta quinta-feira, com o peso dos temores econômicos.

No Japão, o Nikkei caiu 0,92% para 27.006,96 pontos. O iene japonês enfraqueceu e ultrapassou a marca de 150 em relação ao dólar americano no final da tarde na Ásia, nível não vistos desde agosto de 1990 e fechou em 149,85. O iene oscilou em torno de 159,8 em abril de 1990 e ultrapassou os 160 pela última vez em dezembro de 1986. Autoridades japonesas comentaram sobre o enfraquecimento da moeda nesta quinta-feira. O ministro das Finanças, Shunichi Suzuki, disse que o governo tomará “medidas apropriadas contra o excesso de volatilidade”. “Os recentes declínios rápidos e unilaterais do iene são indesejáveis e nós não podemos tolerar movimentos excessivamente voláteis impulsionados por negociações especulativas”.

Os rendimentos da dívida pública de 10 anos do Japão violou o teto de 0,25% que o banco central prometeu defender e fechou 0,252%. O rendimento do título de 20 anos também subiu para o nível mais alto desde setembro de 2015. O Banco do Japão anunciou operações emergenciais de compra de títulos, oferecendo comprar de 100 bilhões de ienes (US$ 666,98 milhões) em títulos do governo japonês com vencimentos de 10 a 20 anos e outro lote no valor de 100 bilhões de ienes com vencimentos de 5 a 10 anos.

O Kospi da Coreia do Sul caiu 0,86%, para 2.218,09 pontos.

Em uma sessão errática, o índice Hang Seng em Hong Kong caia 3%, seu nível mais baixo desde maio de 2009, mas o benchmark conseguiu reduziu parte das perdas iniciais e fechar em baixa de 1,40%, em 16.280,22 pontos. As ações de algumas companhias aéreas chinesas listadas em Hong Kong dispararam brevemente após uma matéria da Bloomberg dizendo que as autoridades chinesas estão debatendo a redução do período de quarentena para viajantes que chegam à ilha. O índice Hang Seng Tech caiu 2,08%. O peso pesado Alibaba (NYSE:BABA) caiu 6,12%, enquanto a Tencent derrapou 4,26%. Bilibili (NASDAQ:BILI) caiu 7,75%, enquanto JD.com (NASDAQ:JD) perdeu 5,82% e Meituan caiu 6,23%.

Na China continental, o Shanghai Composite fechou em queda de 0,31%, em 3.035,05 pontos, depois de brigar por uma direção, enquanto o Shenzhen Component caiu 0,56%, para 10.965,33 pontos. O banco central da China deixou suas taxas de juros inalteradas pelo segundo mês consecutivo, correspondendo às expectativas da maioria dos analistas. O Banco Popular da China disse que manteria a taxa básica de empréstimos de um ano em 3,65% e a taxa de cinco anos em 4,30%, de acordo com um anúncio. O PBOC no início da semana também anunciou que manteria suas taxas de empréstimo de médio prazo estáveis.

O S&P/ASX 200 da Austrália caiu 1,02%, para 6.730,70 pontos. As ações de energia subiram, reforçadas pelos fortes resultados da Woodside Energy e Santos, cujas ações dispararam 5,9% e 1,8%, respectivamente. Entretanto, todos os outros setores negociaram em território negativo. Entre as mineradoras, BHP caiu 2%, Fortescue Metals (ASX:FMG) perdeu 3,8% e Rio Tinto (LON:RIO) tombou 1,9%. A exploradora de cobre 29Metals despencou 13,57%, enquanto a mineradora de ouro, Evolution Mining caiu 7,96%.

Novos dados do Bureau of Statistics australiano divulgados na quinta-feira indicaram que a taxa de desemprego na Austrália em setembro ficou inalterada em relação ao mês anterior em 3,5%, em linha com as expectativas de analistas em uma pesquisa da Reuters. Analistas esperam que a taxa de desemprego permaneça nos níveis atuais no curto prazo antes de subir no próximo ano. "A economia ainda está crescendo a um ritmo robusto na Austrália, apesar de vários aumentos de taxas por parte do RBA, mas com taxas de juros mais altas, espera-se que os bolsões de fraqueza surjam na economia no próximo ano, à medida que a atividade empresarial e de consumo inevitavelmente esfriará e isso poderia colocar os planos de contratação de alguns empregadores "em espera", especialmente se o crescimento econômico cair abaixo de 3% à medida que ventos contrários se combinam com o lento crescimento econômico".

O índice MSCI para a Ásia-Pacífico exceto Japão caiu 0,87%.

EUROPA: Os mercados europeus operam em baixa na manhã de quinta-feira, com os investidores avaliando novos dados econômicos na região, um aumento acentuado nos rendimentos dos títulos e caos político no Reino Unido.

A inflação persistentemente alta e as preocupações com a recessão estão pesando nos mercados de títulos em todo o mundo, elevando os rendimentos. O rendimento do bund alemão de 10 anos subiu cerca de 8 pontos-base para 2,448%, níveis vistos pela última vez em 2013. Enquanto isso, o rendimento do título britânico de 10 anos subiu 9 pontos-base para 3,964% em meio à turbulência econômica e política no Reino Unido.

O índice Stoxx 600 cai 0,5% no fim da manhã, O setor de telecomunicações lideraram as perdas, enquanto o setor de petróleo e gás viraram para o verde. Na quarta-feira, os mercados regionais fecharam ligeiramente em baixa, com os investidores digerindo novos dados de inflação para o Reino Unido e avaliando as expectativas de aumento das taxas e os temores de recessão.

Na quarta-feira, o Reino Unido registrou um aumento no índice de preços ao consumidor para 10,1% na quarta-feira, correspondendo à alta de 40 anos. Os preços dos alimentos, energia e transporte impulsionaram o aumento. Paul Donovan, economista-chefe do UBS Wealth Management disse que “os mercados financeiros julgaram que o governo do Reino Unido não é tão competente quanto poderia ser” e que a inflação do Reino Unido subindo para 10,1% “não deve ser decepcionante”.

A incerteza política continua no Reino Unido esta semana. A primeira-ministra Liz Truss disse que ela é “uma lutadora e não uma perdedora” ao se dirigir aos colegas legisladores na Câmara dos Comuns ontem, pela primeira vez desde que seu novo ministro das Finanças, Jeremy Hunt, descartou a maioria das políticas em seu último pacote fiscal, mas está enfrentando uma pressão crescente para renunciar. Seu governo sofreu outro golpe com a renúncia da secretária do Interior, Suella Braverman. O FTSE 100 cai 0,1% em Londres. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American (LON:AAL) cai 2,2%, BHP despenca 3% e Rio Tinto tomba 2%. A produtora de petróleo British Petroleum sobe 1,4%.

Os preços ao produtor da Alemanha em setembro subiram 45,8% em relação ao mesmo mês do ano passado. Economistas esperavam que o PPP tivessem subido 44,7%. Isso aumenta as preocupações de que os números mais amplos da inflação continuem subindo nos próximos meses. O DAX 30 da Alemanha cai 0,7%.

Na França o CAC 40 sobe 0,1% e o FTSE MIB sobe 0,1%. Na Península Ibérica, o IBEX 35 da Espanha sobe 0,3% e o português PSI 20 sobe 0,2%.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA negociam de forma mista na manhã de quinta-feira, após o rali de dois dias para as principais médias ser interrompido.

As ações da Tesla (NASDAQ:TSLA) caíram 4,5% no "after-market" depois que a fabricante de veículos elétricos divulgou receita no terceiro trimestre que ficou abaixo das expectativas dos analistas, embora tenha superado a expectativa dos lucros. A receita foi de US$ 21,45 bilhões, abaixo dos US$ 21,96 bilhões previstos por analistas consultados pela Refinitiv.

Durante a sessão regular de quarta-feira, os principais índices quebraram uma sequência de dois dias positivos, embora todos os três índices permaneçam no caminho para uma semana positiva. O Dow caiu 0,33%, em 30.423,81 pontos. O Nasdaq Composite caiu 0,85%, em 10.680,51 pontos, enquanto o S&P 500 caiu 0,67%, em 3.695,16 pontos.

Os dados de construção de casas e licenças de construção nos EUA para setembro divulgados na quarta-feira ficaram abaixo das expectativas, o que os investidores entenderam como um sinal de recessão no setor imobiliário. Muitos deles estão preocupados com a contração da economia, já que o Federal Reserve vem aumentando as taxas de juros para combater a inflação persistente, mas que afeta as taxas de hipoteca e financiamentos.

O presidente do Fed de Chicago, Charles Evans, disse a repórteres na quarta-feira que a inflação estava “muito alta” e que o banco central precisava continuar com sua atual abordagem política. Ele acrescentou que continuar a aumentar as taxas ainda mais, no entanto, “pesaria na economia”. Outro aumento de 75 pontos base é esperado pelo banco central em sua próxima reunião que acontece em 1 e 2 de novembro.

Os investidores monitoraram o avanço dos rendimentos do Tesouro em busca de sinais de recessão, mesmo com uma temporada de lucros mais forte do que o esperado em andamento ajudar a impulsionar os mercados nesta semana. Das 64 empresas do S&P 500 que divulgaram resultados do terceiro trimestre até quarta-feira, 69,4% superaram as expectativas, segundo dados da FactSet. Na quarta-feira, o rendimento do Tesouro de 10 anos subiu para 4,136%, ou seu nível mais alto desde julho de 2008.

Na manhã desta quinta-feira, o rendimento da nota de 2 anos, sensível à política do Fed, subia 6 pontos-base para 4,612%, níveis observados pela última vez em 2007, já que as preocupações com uma recessão repercutiram nos mercados globais. O rendimento do Tesouro de 10 anos subia para 4,18%, atingindo nível visto pela última vez há mais de 14 anos, em meados de 2008. Os rendimentos e os preços se movem em direções opostas e 1 ponto-base equivale a 0,01%.

Na agenda econômica desta quinta-feira, a pesquisa de manufatura do Fed da Filadélfia e os dados semanais de pedidos de auxílio-desemprego são esperados para às 9h30. os investidores também terão mais informações sobre o mercado imobiliário dos EUA quando os dados de vendas de casas existentes para setembro forem divulgados às 11h00.

Os investidores também prestarão muita atenção a outros palestrantes do Fed, bem como relatórios de lucros. Alaska Air Group (NYSE:ALK), Freeport-McMoRan, Tractor Supply, American Airlines (NASDAQ:AAL), Union Pacific, CSX, AT&T (NYSE:T) devem divulgar os resultados na quinta-feira.

Entre os palestrantes do Fed, o membro do FOMC Philip Jefferson falará às 14h30. Lisa Cook membro do Board do Federal Reserve discursará às 14h45 e Michelle Bowman, também membro do Board of Governors do Federal Reserve deve falar às 15h05.

CRIPTOMOEDAS: Os criptoativos segue sofrendo nesta quinta-feira à medida que o apetite dos investidores por risco diminuiu entre os mercados e os rendimentos dos títulos subiram para novas altas de vários anos.

O Bitcoin, a maior criptomoeda do mundo, cai 0,25%, negociando acima de US $ 19.200, enquanto o Ether, recua 0,12%, perdendo os US $ 1.300.

Recentemente o Bitcoin tem registrado uma baixa volatilidade em relação aos mercados tradicionais como ações de tecnologia. Especialistas acreditam que o Bitcoin possa estar formando um fundo.

Bitcoin: -0,25%, em US $ 19.220,10
Ethereum: -0,14%, em US $ 1.295,00
Cardano: -1,47%
Solana: 2,16%
Dogecoin: +1,12%
Terra Classic: +1,64%

ÍNDICES FUTUROS - 7h50:
Dow: +0,32%
SP500: +0,15%
NASDAQ: -0,05%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: -3,05%
Brent: +1,48%
WTI: +1,88%
Soja: +0,60%
Ouro: +0,55%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Anúncio de terceiros. Não é uma oferta ou recomendação do Investing.com. Leia as nossas diretrizes aqui ou remova os anúncios .

Últimos comentários

Bom dia e muito obrigado pelo Artigo.
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.