Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Momento é Delicado

br.investing.com/analysis/momento-e-delicado-200445037
Momento é Delicado
Por Julio Hegedus Netto   |  01.10.2021 08:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Nos EUA, se aproxima o momento do tapering, dada a inflação “persistente” no horizonte; no Brasil, o risco é fiscal, mas também político e institucional, dada da polarização Lula Bolsonaro. Uma boa notícia, talvez, seja a entrada de Sergio Moro no game das eleições de 2022, o que deve esvaziar outras candidaturas inviáveis de “terceira via”. Todo o tabuleiro eleitoral deve mudar se Moro se candidatar a presidente. Outras alternativas são ele ser vice do Mandetta ou de João Dória ou mesmo Senador da República. 

O terceiro trimestre acabou com o mercado em elevado estresse, dados os impasses no precatório, reforma do IR parada e “prorrogação do auxílio emergencial”, talvez para abril de 2022. Na equipe econômica, a resistência a esta última possibilidade é grande, com o secretário especial do Tesouro, Bruno Funchal, ameaçando pegar o boné. O presidente Bolsonaro, “trator de sempre”, quando os temas lhe dizem respeito, não parece preocupado e deve forçar a barra pela prorrogação, não importando quais custos fiscais ou desgaste no mercado. 

Nos tradicionais ajustes técnicos de virada de mês e trimestre, quinta-feira foi de volatilidade forte. No câmbio, na disputa pelo PTAX e nas rolagens de contratos no mercado futuro, o dólar foi a R$ 5,4758 na máxima da tarde e o BACEN anunciou um swap extra de 10 mil contratos, todos absorvidos. Isso acalmou o mercado, com o dólar fechando a R$ 5,4462 (+0,29%), ganho mensal de 5,30%. No mercado de juro, o presidente do Bacen, Roberto Campos Neto, disse que deve levar a Selic “até onde for preciso” para trazer o IPCA para a meta em 2022. Assim, a curva de juro se manteve inclinada ontem, com prêmios adicionais. Já o Ibovespa teve mais um mês de queda, -6,57%, a 110.979 pontos, o segundo pior trimestre desde o início da pandemia, só superado por jan-mar de 2020.

No exterior, como já vem sendo dito neste espaço, a retirada dos estímulos pelo Fed se aproxima, mas em paralelo, se aproxima também uma crise global de oferta de energia, com a China, por exemplo, limitada. Na Europa o cenário é muito delicado, devendo haver um choque de oferta no custo da energia elétrica. O gráfico do salto no custo de energia na Alemanha reforça isso. Em NY, as bolsas fecharam o mês no vermelho, em quedas superiores a 4% e as curvas dos treasuries se inclinaram. Momento global é delicado.   

Preço de Energia - Alemanha
Preço de Energia - Alemanha

  1. Relatório Trimestral de Inflação. Pelas projeções do BACEN, a economia brasileira deve crescer 4,7% neste ano e 2,1% em 2022. Pelo RTI, a economia deve continuar evoluindo bem na retomada, já em “V”, como “quer” Paulo Guedes. Sobre a inflação, previsão é de 8,5% para o IPCA, indo a 3,7% em 2022. O IPEA, por outro lado, trabalha com crescimento de 1,8% no ano que vem, dado o cenário persistente de inflação elevada. 

  2. Na política. Muitos achavam que ele já havia desistido da política, mas variados apelos o fizeram reconsiderar e reingressar no “jogo político”. Só não se sabe para qual posição. Sergio Moro pode ser candidato a presidente, vice ou Senador. São estas as hipóteses aventadas. O partido deverá ser o PODEMOS. Aliás, são vários partidos interessados. Muitos o colocam como inviável politicamente, mas isso se dá por “nobres razões”, visto que foi ele a tentar desmontar os maiores esquemas de corrupção da história Republicana (pelo grande trabalho do MP de Curitiba). Muitos, mas muitos, para o nosso desalento, estão envolvidos nestes esquemas. Boa parte da classe política (Centrão), grande parte do judiciário, envolvendo inclusive grandes autoridades de instâncias mais elevadas, muitos empresários etc. Chegou-se ao paradoxismo de muitos acharem estes variados esquemas de “propinagem”, disseminados pelo ciclo petista, algo “normal”. É a governabilidade de coalizão, ou de cooptação, colocada à prova. Agora, o homem que teve coragem de denunciar tudo isso, junto com o MP de Curitiba, volta, e eu acho muito difícil que grande parte da sociedade organizada não embarque neste projeto. Será como um “tsunami a varrer este País”. Vivemos nestes desatinos pelo poder desde 2013/14, desde o errático governo de Dilma Roussef. O BRASIL merece algo melhor, um “freio de arrumação”. Vamos acompanhando.  

  3. Teto da dívida nos EUA. Como sinalizado ontem, a Câmara aprovou um projeto de lei provisório de financiamento – jà aprovado no Senado – estendendo a destinação de recursos ao governo até o dia 03/12. Deve ser assinado por Joe Biden hoje. É o que chamam “resolução contínua”, evitando a paralisia da máquina pública, mas não resolvendo o impasse em torno do teto da dívida americana. Em paralelo, o PIB do segundo trimestre nos EUA cresceu pela taxa anualizada 6,7%, pela terceira e última leitura (esperado era 6,6%). Os gastos com consumo tiveram expansão anualizada de 12% e o núcleo do PCE 6,1% entre abril e junho, também pela taxa anualizada. 

  4. Preço dos combustíveis. Bolsonaro considera criar um fundo regulador nos preços dos combustíveis. Estes viriam dos dividendos da Petrobras (SA:PETR4), repassados à União. Arthur Lira já havia cogitado esta possibilidade, só chamando-o de “fundo de estabilização”. 

  5. Precatórios. A PEC dos precatórios deve possibilitar a extensão do auxílio emergencial até abril do ano que vem. Embora o tema não seja consensual, parte do governo e do Congresso quer evitar discutir duas PEC em simultâneo, a dos precatórios e esta do auxílio emergencial. Os presidentes da Câmara, Arthur Lira e do Senado, Rodrigo Pacheco, no entanto, são contrários. Querem priorizar o Auxílio Brasil e os R$ 300 por família. 

  6. Indicadores Econômicos

Taxa de desemprego. Pela PNAD Contínua foi a 13,7% da PEA, no trimestre encerrado em julho, desacelerando frente ao trimestre encerrado em junho (14,1%). Mesmo assim, o número de desempregados ainda é elevado, 14,1 milhões. A justificar esta queda, então, o aumento de pessoas ocupadas, tendo avançado 3,6% de um trimestre a outro, 3,1 milhões de pessoas a mais, levando o contingente a 89 milhões. Com isso, o nível de ocupação aumentou 1,7 ponto percentual, a 50,2%, acima de 50% pela primeira vez desde abril de 2020. Isso significa que mais da metade da população apta a trabalhar está ocupada no País. 

MERCADOS

Todos os mercados no “vermelho” neste primeiro dia de outubro. 

O Ibovespa fechou quinta-feira em queda, reforçando mais um mês no vermelho (setembro). No pregão, recuou 0,11%, a 110.979 pontos, no mês recuando 6,57%. Já o dólar engatou o sétimo pregão em alta, ao final do dia valorizando 029%, a R$ 5,4462.

Nesta madrugada do dia 01/10, na Europa (04h05), nos futuros os mercados operavam em FORTE QUEDA. DAX (Alemanha) recuando 1,71%, a 15.000 pontos; FTSE 100 (Reino Unido), -1,29%, a 6.994 pontos; CAC 40 (França), -1,52%, a 6.420 pontos, e EuroStoxx50 -1,54%, a 3.985 pontos. 

Nesta madrugada do dia 01/10, na Ásia (05h05), os mercados operaram em FORTE QUEDA. Nikkei (Japão) recuando 2,31%, a 28.771 pontos; S&P/ASX (Austrália), -2,00%, a 7.185 pontos; Kospi (Coreia), -1,62%, a 3.019 pontos, Shanghai (China) +0,90%, a 3.568 pontos, e Hang Seng (Hong Kong), -0,36%, a 24.575. 

Nos EUA, no futuro as bolsas operavam com perdas neste 01/10: Dow Jones recuando 0,60%, a 33.520 pontos, S&P 500, -0,56%, a 4.273 pontos, e Nasdaq -0,58%, a 14.604 pontos. No mercado de Treasuries, US 2Y recuando forte -3,32%, a 0,2794, US 10Y -2,94%, a 1,482 e US 30Y, -2,24%, a 2,044. No DXY, o dólar +0,09%, a 94,323, e risco país, CDS 5 ANOS, a 203,8 pontos. Petróleo WTI, a US$ 74,83 (-0,27%) e Petróleo Brent US$ 78,09 (-0,28%). Gás Natural em alta de 0,32%, a US$ 5,886. 

Na agenda desta sexta-feira (dia 01/10), destaque para o Deflator do Gasto Pessoal do Consumidor (PCE), usado pelo Fed nas metas de inflação. Saem também os índices de gerente de compras PMI, das indústrias americanas e europeias e o dos gerentes de compra de suprimentos (ISM) dos EUA, de setembro. Temos ainda o CPI de agosto da zona do Euro. No Brasil estejamos de olho na balança comercial e nos dados da Fenabrave. Na China, tem início o feriado de uma semana do Partido Comunista. Uma breve trégua deve nos dar fôlego diante da crise da grande imobiliária Evergrande (OTC:EGRNY). Em dois vencimentos de dívida, nestes dias, grande parte dos lotes não foram pagos. E aí??  

Momento é Delicado
 

Artigos Relacionados

Larissa Quaresma
Isso Também Vai Passar Por Larissa Quaresma - 05.07.2022 7

Em uma mesa-redonda entre ícones do cinema como Robert De Niro e Tom Hanks, o apresentador pergunta aos atores qual conselho dariam às suas versões mais jovens. A resposta de Tom...

Momento é Delicado

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (9)
Marcio Ribeiro
Marcio Ribeiro 04.10.2021 3:00
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
parabéns amigo! boa análise. continuo seguindo.
Athanase Patseas
Athanase Patseas 01.10.2021 10:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
POLARIZAÇAO DE UM VULGO CANDIDATO QUE NAO PODE SAIR NA RUA TOMAR PINGA.....
Mant Neuman
BombeirAristides 01.10.2021 9:59
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Moro 2022! Chega de roubalheira. Para piorar, a bandidagem atual esta mudando as leis para livrar a cara deles próprios. Fim da Lava Jato, fim da lei de ficha limpa, lei da impunidade administrativa sendo aprovada, reforma administrativa aumentando cargos comissionados e de confian;ca,  emendas de relator sem fim definido para alimentar mais ainda a roubalheira, a boiada vai passando e o gado comemorando....
wagner muniz
wagner muniz 01.10.2021 9:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O Cadáver político não emplacou ...O STF ressuscitou MAS o povo não aceitou ...polarização não existe ...É Bolsonaro contra o resto ...kkkkk esse cara jura que é jornalista e escritor ...kkkkk
Mant Neuman
BombeirAristides 01.10.2021 9:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Não seja ignorante.... Conhece Kassio Marques do STF? Adivinha quem indicou ele? Adivinha como ele votou sobre a prisão do Lula... Tudo para livrar a cara do corrupto Bolsonaro e seus amigos enrrolados com a Lava a Jato. Defender politico é burrice ou é feito por alguém que esteja se aproveitando da roubalheira.
André Conceição
André Conceição 01.10.2021 9:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Moro candidato é boa notícia só pros trouxas da República
henrique andreotti
henrique andreotti 01.10.2021 9:30
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Sérgio Moro; KKKKKKKK ! O Trator ja passou em cima dele faz é tempo...
Ps Pazar
Ps Pazar 01.10.2021 9:22
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Mora também tem meu voto, mas para presidente, seria melhor Mandetta, conhece os rincões da política!
Athanase Patseas
Athanase Patseas 01.10.2021 9:04
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
VOCE É UM COITADO ...
Marcelo Schmitz
Marcelo Schmitz 01.10.2021 8:54
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Moro tem meu voto.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail