Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
👀 Invista igual ao Warren Buffett e lucre +174.3% acima do badalado S&P 500 Aproveite desconto de 40%

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta terça-feira

Publicado 22.08.2023 06:52 Atualizado 22.08.2023 08:07
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters.
 
CL
+1,98%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
RIVN
+0,27%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
SFTBY
+0,27%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
9984
+1,33%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
US10Y...
+0,09%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
US2YT=X
0,01%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por Scott Kanowsky e Jessica Bahia Melo

Investing.com – A Arm, projetista de chips, anuncia planos para uma oferta pública inicial muito esperada, embora o grupo de propriedade do Softbank não especifique sua avaliação. Em outros lugares, as ações de tecnologia permanecem resistentes diante do aumento dos rendimentos dos títulos, à medida que cresce o entusiasmo pelo último relatório de lucros trimestrais da Nvidia, enquanto a Microsoft reestrutura sua megafusão com a Activision Blizzard para apaziguar os órgãos reguladores do Reino Unido. No Brasil, líderes partidários acertam votação das mudanças no novo arcabouço fiscal.

1. Arm entra com pedido de IPO na Nasdaq

A Arm, empresa de propriedade da Microsoft, divulgou um prospecto preliminar para a listagem na Nasdaq, dando início a uma oferta pública inicial há muito esperada, que poderá ser uma das maiores dos EUA em quase dois anos.

A empresa japonesa Softbank (TYO:9984) do Japão só recentemente forneceu um cronograma para a IPO, já que o investidor em tecnologia procura tirar proveito do entusiasmo crescente pelo desenvolvimento da inteligência artificial generativa. A Arm poderia se beneficiar do boom da IA, uma vez que seus projetos de processadores são usados em chips fabricados por gigantes da tecnologia como a Apple (NASDAQ:AAPL) e a Nvidia (NASDAQ:NVDA). A empresa recebe royalties por cada chip vendido por seus clientes.

A Arm, sediada em Cambridge, no Reino Unido, estimou no processo que cerca de "70%" da população mundial usa seus produtos, observando que os chips que contêm sua tecnologia constituíam uma participação de quase 49% de um mercado total endereçável que valia aproximadamente US$ 202,5 bilhões no final do ano passado.

A empresa não especificou quantas ações serão emitidas ou sua avaliação em seu registro junto à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA na segunda-feira. No entanto, ela confirmou que o SoftBank Group comprou os 25% da Arm que ainda não possuía de seu veículo de investimento apoiado pela Arábia Saudita no início deste mês, em uma avaliação de aproximadamente US$ 64 bilhões.

Nesse nível, a Arm se tornaria a empresa mais valiosa a fazer um IPO nos EUA desde a fabricante de veículos elétricos Rivian (NASDAQ:RIVN) em 2021. Mas a Arm enfatizou que o preço de compra da transação pode não ser "e não deve ser tratado como" indicativo do preço de negociação potencial da oferta.

2. Microsoft e Activision apresentam nova proposta de fusão

A Microsoft (NASDAQ:MSFT) propôs uma versão revisada de sua fusão com a Activision Blizzard (NASDAQ:ATVI), fabricante do jogo "Call of Duty", em uma tentativa de receber a aprovação das autoridades de concorrência do Reino Unido para a maior união do setor de videogames de todos os tempos.

Sob os termos do novo acordo, a Microsoft disse que a Activision venderia seus direitos de streaming em nuvem fora da Área Econômica Europeia para a rival francesa Ubisoft.

A transação reestruturada tem como objetivo apaziguar a Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA) da Grã-Bretanha, que se tornou o último órgão regulador a impedir a fusão de US$ 69 bilhões. Na terça-feira, a CMA divulgou uma ordem final bloqueando a forma original do acordo, citando preocupações com a inovação no lucrativo mercado de jogos em nuvem.

A Microsoft argumentou que a nova proposta era "substancialmente diferente" de sua antecessora. Mas a CMA enfatizou que a fusão alterada ainda não tem "sinal verde", acrescentando que ainda avaliará o negócio "de forma cuidadosa e objetiva".

3. Lowe's e Macy's destacam o dia de lucros; futuros em alta

A Lowe's (NYSE:LOW) e a Macy's (NYSE:M) devem anunciar os resultados trimestrais na terça-feira, com os investidores interessados em ver como as cadeias de varejo de consumo se saíram durante a recente retração nos gastos dos consumidores com itens não essenciais.

No início deste ano, o grupo de bricolagem Lowe's reduziu suas perspectivas de vendas e lucros para o ano inteiro, alertando para uma desaceleração de curto prazo nos gastos com itens de grande porte para reforma da casa.

No entanto, o executivo-chefe Marvin Ellison descreveu a solidez do negócio a médio e longo prazo como forte, graças, em parte, ao fato de mais clientes optarem por desembolsar dinheiro para fazer reparos em um estoque de moradias envelhecidas nos EUA. Enquanto isso, se os comentários recentes da Home Depot (NYSE:HD), rival da Lowe's, forem alguma indicação, as pressões sobre os custos dos insumos estão mostrando sinais de abrandamento.

A operadora de lojas de departamentos Macy's também reduziu sua previsão anual de vendas e renda nos últimos meses, dizendo que precisava adotar uma abordagem conservadora em relação à desaceleração dos gastos dos compradores na primavera. A empresa também previu que provavelmente precisaria lançar mais descontos para estimular a demanda em um cenário econômico incerto, marcado por uma inflação mais alta, embora arrefecida.

O principal evento do calendário de lucros desta semana ainda está por vir. Na quarta-feira, a fabricante de chips Nvidia anunciará retornos que provavelmente darão uma olhada na extensão do aumento do entusiasmo em torno da IA generativa.

Os futuros de ações dos EUA subiram na terça-feira, após retornos mistos em Wall Street na sessão anterior, na esteira de um aumento nos rendimentos dos títulos.

Às 8h03 (de Brasília), o contrato Dow futuros havia subido 0,21%, o S&P 500 futuros acrescentou 0,39%, e o Nasdaq 100 futuros ganhava 0,49%.

Temores de que o Federal Reserve possa manter a taxas de juros elevada por mais tempo para conter a inflação provocaram uma nova liquidação nos mercados de títulos dos EUA  na segunda-feira. O índice de referência título do Tesouro de 10-anos saltou para seu nível mais alto desde novembro de 2007, enquanto o rendimento de 2-anos também aumentou. Normalmente, os preços dos títulos caem quando os rendimentos aumentam.

Mas o índice de alta tecnologia Nasdaq Composite ainda registrou seu maior ganho até agora neste mês, subindo 1,6%. A empolgação com os próximos lucros da Nvidia na quarta-feira ajudou a compensar o impacto dos rendimentos mais altos sobre as ações de tecnologia, que tendem a depender fortemente de dívidas para financiar seus planos de crescimento.

O S&P 500 de base ampla também obteve um ganho de 0,7%, embora o Dow Jones Industrial Average de 30 ações tenha caído ligeiramente em 0,1%.

A expectativa agora está se intensificando em torno de um simpósio anual em Jackson Hole no final desta semana, onde os investidores esperam que o presidente do Fed, Jerome Powell, faça comentários sobre as perspectivas de inflação do banco central.

4. Petróleo cai antes dos novos dados de estoques dos EUA

Os preços do petróleo recuavam em torno da linha plana na terça-feira, com os investidores ponderando cautelosamente a perspectiva de uma recuperação econômica vacilante na China, principal importador de petróleo, e aguardando mais sinais sobre a política monetária dos EUA no simpósio de Jackson Hole no final da semana.

Espera-se que a demanda por petróleo seja impulsionada pela China durante o restante de 2023, mas aumentam as preocupações de que Pequim possa não estar fornecendo apoio suficientemente forte para uma recuperação pós-pandemia que está se arrastando na segunda maior economia do mundo.

Enquanto isso, os estoques de petróleo e gasolina petróleo dos EUA também devem ser divulgados no final da sessão pelo grupo industrial American Petroleum Institute, enquanto a Energy Information Administration, o braço estatístico do Departamento de Energia dos EUA, divulgará seus próprios dados na quarta-feira.

Às 8h04, os contratos futuros do petróleo dos EUA recuavam 0,32% em US$79,86 por barril, enquanto o contrato do Brent caiu 0,40%, para US$ 84,12.

5. Nova regra fiscal brasileira retorna à pauta

As mudanças do novo arcabouço fiscal serão tema de encontro dos líderes partidários nesta terça-feira, 22, às 11 horas. A proposta deve ser votada novamente na Câmara nesta semana, após alterações na matéria incluídas no Senado. O texto havia sido aprovado anteriormente na Câmara dos Deputados no primeiro semestre.

No Senado, entre as alterações, estiveram a exclusão do Fundo Constitucional do DF e do Fundeb no limite de despesas, assim como ajustes no cálculo do índice da inflação usado para a correção de despesas condicionadas. Segundo o deputado Claudio Cajado (PP-BA), relator do projeto, a votação com os ajustes acordados entre os líderes deve ocorrer ainda nesta terça ou na quarta-feira.

Às 8h04 (de Brasília), o ETF EWZ  (NYSE:EWZ) estava em baixa de 0,40% no pré-mercado.

Hegemonia em risco? O que uma expansão dos BRICS significa para o dólar?

 

 

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta terça-feira
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (1)
Benedito Roberto de Mello
Benedito Roberto de Mello 22.08.2023 10:28
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Tá na hora de prender o genocida. Essa será uma ótima notícia para o mundo.
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail