Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Futuros dos EUA se animam com ganhos estelares da Nvidia.

Publicado 22.02.2024, 07:38
Atualizado 11.10.2023, 23:02
Bem-vindo à sua leitura matinal de cinco minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta quinta-feira, após um dia misto de negociações em Wall Street.

O Nikkei do Japão atingiu 39.156,97 pontos, superando o recorde anterior de 38.915,87 pontos alcançado em 1989, impulsionado por ações de bancos, eletrônicos e de consumo, à medida que lucros robustos e medidas favoráveis ​​aos investidores alimentam uma forte recuperação das ações japonesas este ano. O Nikkei subiu 2,13% nesta quinta-feira. Atualmente, o benchmark registra um desempenho excepcional, subindo mais de 10% até agora este ano, depois de subir mais de 25% em 2023, os seus melhores ganhos anuais em pelo menos uma década.

Na Austrália, o S&P/ASX 200 fechou em ligeira alta de 0,04%, em 7.611,20 pontos. O PMI composto para fevereiro do Judo Bank mostrou um retorno ao crescimento, em 51,8. O índice mensal é um indicador importante da atividade empresarial no setor manufatureiro e de serviços da Austrália. Fortescue Metals (ASX:FMG) Group ganhou 2,1% depois de revelar lucros mais altos, apesar dos embarques e da produção de minério de ferro de suas principais operações em Pilbara terem caído marginalmente no último semestre devido ao aumento da manutenção em sua extensa rede de minas. A Rio Tinto (LON:RIO) caiu 1,1%, com a gigante da mineração prestes a se tornar a maior usuária de energia renovável da Austrália, à medida que avança com a descarbonização de suas operações, mesmo com os preços globais mais baixos de commodities estratégicos prejudicando seus lucros em US $ 1,5 bilhão. A rival BHP caiu 0,3%. As petrolíferas Santos e Woodside Energy subiram 0,6% e 0,8%.

O Kospi da Coreia do Sul subiu 0,41% para fechar em 2.664,27 pontos. O Goldman Sachs (NYSE:GS) disse que o banco central do país pode ser o primeiro a cortar as taxas de juros na região, depois que o Banco da Coreia decidiu manter as taxas de juros. “Ainda pensamos que o BOK será um dos primeiros bancos centrais da Ásia a reduzir a taxa”, baseando a projeção em uma tendência contínua de desinflação e consumo privado moderado. Uma forte recuperação nas exportações, dado o advento da IA ​​e a força da indústria de semicondutores, permitirá que o BOK seja menos limitado pela política monetária e pela inflação dos EUA, que parece estar atualmente afetuando as taxas de juro a nível mundial.

O índice Hang Seng de Hong Kong foi negociado em alta de 1,45%, 16.742,95 pontos, enquanto na China continental, o CSI 300 da China, que agrupa as maiores empresas listadas em Shanghai e Shenzhen, subiu 0,86%, fechando em 3.486,67 pontos.

EUROPA: Os mercados europeus sobem na manhã de quinta-feira.

O índice Stoxx 600 subiu 0,6% nos primeiros negócios, com a maioria dos setores negociando no verde. As ações de automóveis sobem, enquanto as de alimentos e bebidas caem.

O índice de referência pan-europeu atingiu um recorde intradiário num dia de balanços abundantes. Nestle, Zurich Insurance, Iberdrola (BME:IBE), Telefonica (BME:TEF), Lloyds Banking Group (LON:LLOY), Rolls-Royce (LON:RR), WPP, Anglo American (JO:AGLJ) e Hargreaves (LON:HRGV) Lansdown reportaram na manhã de quinta-feira.

As ações da Rolls Royce saltavam mais de 8% nas primeiras negociações em Londres, depois que o grupo aeroespacial britânico mais que dobrou seus lucros anuais em 2023 e previu um novo impulso este ano. Entretanto, as ações da gigante alimentar Nestle caíam 3,7% depois que a empresa reportou vendas anuais inferiores aos esperados, uma vez que as pressões inflacionistas pesaram sobre a procura dos consumidores.

A indústria transformadora da zona euro contraiu em Fevereiro, mas o setor dos serviços voltou a crescer, segundo dados preliminares na quinta-feira.

O alemão DAX 30 sobe 1% e o francês CAC 40 avança 0,7%.

Em Londres, o FTSE 100 opera próximo do zero. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American sobe 3,6%, Antofagasta (LON:ANTO) avança 1%, enquanto as gigantes BHP e Rio Tinto sobem 1,1% e 1,6%, respectivamente. A petrolífera BP sobe 0,1%.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA sobem na manhã de quinta-feira, impulsionados por um salto nas ações da Nvidia, após a gigante dos chips registrar receita recorde e divulgar metas otimistas.

As ações da Nvidia subiram 9% nas negociações do "after-market" de ontem, depois que a empresa de chips disse que a receita total aumentou impressionantes 265% em relação ao ano anterior, impulsionada por seu crescente negócio de inteligência artificial. A Nvidia, que se tornou a quinta maior empresa dos EUA em capitalização de mercado, também previu outro ganho de receita otimista para o trimestre atual, mesmo contra expectativas elevadas de crescimento massivo.

O entusiasmo pela IA impulsionou a recuperação impressionante da Nvidia, junto com outros nomes de "Big Tech", no ano passado. O trimestre explosivo da fabricante de chips pode aumentar ainda mais a confiança no espaço que beneficiou o mercado mais amplo.

O Nasdaq Composite poderá ver uma recuperação de sua sequência de três dias de quedas nesta quinta-feira. Até agora, nesta semana, o índice de alta tecnologia perdeu mais de 1%.

Na quarta-feira, o Nasdaq Composite caiu 0,32%, em 15.580,87 pontos. Em sentido contrário, tanto o Dow quanto o S&P 500 subiu 0,13% cada, fechando em 38.612,24 pontos e 4.981,80 pontos, respectivamente.

A ata da última reunião do Federal Reserve divulgada na quarta-feira, sugeriu que os responsáveis ​​do banco central seriam cautelosos e não se apressariam em cortar as taxas de juros de forma rápida e enfatizaram a importância de “avaliar cuidadosamente” os dados econômicos para ver se a inflação está a recuando de forma sustentável para o alvo de 2%. Os responsáveis ​​da Fed estavam preocupados com os “riscos de agir rapidamente” e ainda procuraram estar mais confiantes na redução da inflação antes de cortarem as taxas. Contudo, a ata também sugeriu que as autoridades políticas não esperavam que as taxas subissem mais.

As últimas informações sobre a inflação sugeriram aos participantes do mercado que as pressões decorrentes dos preços mais elevados poderão ser mais rígidas do que o esperado, com o índice de preços no consumidor e o índice de preços no produtor de janeiro registrando resultados superiores ao esperado.

Os investidores esperavam inicialmente cortes nas taxas já em março, mas agora esperam que o primeiro ocorra em junho.

Os rendimentos do Tesouro dos EUA negociam sem direção na quinta-feira, com os investidores considerando o caminho a seguir para as taxas de juros, após a ata da última reunião do Federal Reserve.

Na agenda econômica de quinta-feira, os investidores estarão atentos aos dados semanais dos pedidos de subsídio de desemprego às 10h30. O PMI flash de manufatura sairá às 11h45, enquanto os números das vendas de casas existentes a partir de janeiro sairá às 12h00. Os estoques de petróleo dos EUA sairá às 13h00. O membro do FOMC, Philip Jefferson está previsto para discursar às 12h00.

As empresas que divulgam balanços nesta quinta-feira incluem Moderna (NASDAQ:MRNA) e Builders FirstSource pela manhã, seguido por Live Nation. Booking Holdings e Intuit (NASDAQ:INTU) divulgará após o fechamento.

CRIPTOMOEDAS:
Bitcoin: +1,58% em US $ 51.897,80
Ethereum: +4,19% em US $ 3.018,23

ÍNDICES FUTUROS - 7h30:
Dow: +0,26%
S&P 500: +1,18%
NASDAQ: +2,03%

COMMODITIES:
MinFe: -1,49%
Bent: +0,54%
WTI: +0,60%
Soja: +0,15%
Ouro: +0,26%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Últimos comentários

oi
Valeu Haramoto, ajuda muito suas informações.
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.